Card image
Notícias
Terceiro no Mundial, André Negrão retoma disputa do WEC

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 27/10/2021
  • Atualizado: 27/10/2021 às 17:44
  • Por: Leonardo Marson

Terceiro colocado no Campeonato Mundial de Endurance, o brasileiro André Negrão e a equipe Alpine retomam a disputa da competição neste sábado (30) com a prova 6 Horas do Bahrein, válida pela quinta etapa da temporada.

André Negrão
André Negrão e a Alpine aparecem na terceira posição do campeonato. (Foto: DPPI)

Como de costume, Negrão contará com os franceses Matthieu Vaxiviére e Nicolas Lapierre como seus parceiros na condução do modelo Alpine A480. A liderança da pontuação está com os dois modelos Toyota GR010: em primeiro lugar com o trio Mike Conway (GBR)/José María López (ARG)/Kamui Kobayashi (JAP) e no segundo com Sébastien Buemi (SUI)/Brendon Hartley (NZL)/Kazuki Nakajima (JAP).

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram! e no Twitter
Acompanhe tudo o que rola no esporte a motor com o Boletim Racing

Com 15 curvas e 5.412 metros de extensão, o sofisticado traçado barenita foi desenhado pelo especialista alemão Hermann Tilke em uma área desértica a poucos quilômetros das águas do Golfo Pérsico. “É uma pista com um desenho emocionante, que permite muitas ultrapassagens e também oferece desafios únicos”, registra André Negrão.

LEIA MAIS:

Ariel e Froener vencem corridas de abertura da Porsche Esports Carrera Cup

“Por causa da região desértica e da proximidade do mar, há ventos constantes e imprevisíveis, que mudam tanto a aderência do piso por causa da areia quanto fazem despencar a temperatura ambiente de uma hora para a outra. Minha curva preferida é a 12, a mais veloz, onde podemos explorar bastante o potencial dos carros”, continua o brasileiro.

Anúncio e homenagem
Após a prova anterior, quando o trio Negrão/Vaxiviére/Lapierre subiu ao pódio nas 24 Horas de Le Mans, a Alpine anunciou que continuará no WEC em 2022 e que lançará um novo modelo para 2024, dentro das novas regras da categoria principal, a Hipercarros. Atualmente, o time francês, que é o braço esportivo da Renault, utiliza uma versão adaptada do chassi Oreca com motor Gibson. Em evento realizado neste mês em Paris, França, a equipe também homenageou os pilotos por seu desempenho em 2021 e lançou o filme “Alpine, Le Mans in Héritage”, que conta a aventura do trio na mais famosa corrida de resistência do mundo.

“A Hipercarros permite tecnologias mais competitivas, como as usadas pelos Toyota, que gastam menos combustível por serem híbridos e contornam as curvas com mais precisão por possuírem tração 4×4”, observa o brasileiro. “Todas estas questões serão contempladas no novo projeto, que chegará em um momento espetacular do WEC, já com a presença de diversas outras fábricas”, resume Negrão.

Comentários