Card image
Super carros
Supercarro da Semana: Chevrolet Novo Tracker 2021

4 Minutos de leitura

  • Publicado: 18/03/2020
  • Atualizado: 18/03/2020 às 17:52
  • Por: Leonardo Marson

A Chevrolet lançou o Novo Tracker 2021, SUV compacto que traz uma série de novidades em relação à versão anterior, com destaque para a mudança no design e melhoria de desempenho.

Tracker
Foto: Divulgação/Chevrolet

O Novo Tracker passa a ter maior oferta com o início da produção local (fábrica de São Caetano do Sul, SP). O modelo também amplia seu leque de configurações, permitindo competir nas faixas com maior demanda comercial. O desenvolvimento do novo SUV global da Chevrolet foi baseado desde em pesquisas de engenharia até estudos de inteligência de mercado, incluindo clínicas com clientes, que mostraram o interesse por um veículo deste estilo com boa performance.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

O Novo Tracker chega com duas opções de motorização turbo (1.0T e 1.2T), duas opções de transmissão de seis marchas (manual e automática) e quatro opções de acabamento (versão de entrada, LT, LTZ e Premier).

LEIA MAIS:
Eric Granado destaca competitividade em testes da MotoE

O carro mescla robustez, esportividade e tecnologia. O desenvolvimento mecânico do Novo Tracker foi pautado pela melhor relação entre prazer ao dirigir, eficiência energética e baixo custo de manutenção. A fórmula encontrada pelos engenheiros da GM para alcançar este perfeito balanço foi o investimento em tecnologias inovadoras.

Tracker
Foto: divulgação/Chevrolet

A dirigibilidade é fruto da adoção de uma arquitetura modular completamente nova e otimizada para as características do modelo. Apesar da carroceria estar maior, o carro ficou até 144 kg mais leve que a geração anterior, o que contribui bastante para os avanços em dirigibilidade.

O eixo traseiro agora tem perfil fechado e 8,5 kg a menos, trazendo maior controle dinâmico do veículo, enquanto uma estrutura avançada do chassi – inédita na categoria – agrega maior rigidez e permite um ajuste mais fino da suspensão. Destaque também para a calibração da direção, que mescla esportividade e conforto em proporções que variam conforme a situação de rodagem.

Tracker
Foto: divulgação/Chevrolet

Tudo isso se soma aos avanços no processo produtivo. O SUV passa a ser feito na fábrica da GM em São Caetano do Sul (SP) dentro já do conceito de Indústria 4.0, que agrega principalmente produtividade e qualidade na execução.
Em relação ao ponto da eficiência energética, o Tracker inova mais uma vez no que se diz respeito ao downsizing.
O novo modelo estreia com uma nova família de motores turbo que o deixam até 17% mais econômico. Índices que posicionam o modelo como o Flex mais econômico do seu segmento mesmo em condições combinadas de uso, apontam as médias do Inmetro.

São duas opções de propulsores ECOTEC três cilindros: 1.0T (16,8 kgfm e 116 cv) e 1.2T (21,4 kgfm e 133 cv), esta última disponível exclusivamente com transmissão automática.

Tracker
Foto: divulgação/Chevrolet

Na configuração de entrada, com transmissão manual, o Novo Tracker mostrou rodar médias até 14,8 km/l (G) e 10,4 km/l (E) em perímetro rodoviário e até 13 km/l (G) e 9 km/l (E) em trechos urbanos, números impressionantes levando em consideração o tamanho do veículo. Com transmissão automática as médias de consumo do Novo Tracker 1.0T são 13,7 km/l (G) 9,6 km/l (E) e 11,9 km/l (G) e 8,2 km/l (E), respectivamente.

Já o modelo 1.2T percorre, na estrada, médias de 13,5 km/l (G) e 9,4 km/l (E). Na cidade, os números passam para 11,2 km/l (G) e 7,7 km/l (E).

Quanto ao comportamento em acelerações e retomadas de velocidade, o Novo Tracker 1.0T se destaca em relação a outros modelos turbinados ou a modelos até 1.8L aspirados. A aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 10,9s.

Para quem busca um SUV mais potente, a Chevrolet oferece o Novo Tracker 1.2T, que tem desempenho semelhante a rivais com motor 2.0L aspirados, por exemplo.

Outra vantagem dos motores do Novo Tracker é que eles trabalham numa faixa de rotação mais baixa, o que contribui para um maior silêncio a bordo. As duas opções de propulsores contam com o que há de mais atual em termos tecnológicos no segmento, como bloco de alumínio, cabeçote com duplo comando variável de válvulas, coletor de escape integrado, bomba de óleo de duplo estágio de pressão variável, além de diversos conceitos inovadores ou até mesmo inéditos na categoria:

• O volante do motor possui um sistema de dupla massa suspensa que absorve de forma mais eficiente as vibrações provenientes do motor para a transmissão;
• Correia dentada imersa em óleo de funcionamento mais silencioso que o sistema de correntes usado pela concorrência e igualmente livre de manutenção até 240 mil km;
• Optimização do virabrequim para que os pistões fiquem deslocados do centro dos cilindros para menor atrito da movimentação dos pistões.

Outro do segredo da excelente performance do Novo Tracker está no sistema avançado de gerenciamento eletrônico, que potencializa os resultados tanto na configuração manual como na automática.

NOVO CHEVROLET TRACKER – IMAGENS DINÂMICAS from ALI PRODUÇÕES on Vimeo.

O Novo Tracker, por ter uma família de motores mais compacta e eficiente precisa de menor quantidade de óleo e velas, por exemplo. Além disso, componentes mecânicos foram reposicionados e/ou otimizados para que o tempo necessário para a execução dos serviços fosse drasticamente reduzido. Tudo isso resultou em uma redução de mais de 20% no custo de manutenção do carro. Dessa forma, o Novo Tracker passa a ter valores de revisão programada até 60 mil km tão acessíveis como os de hatches populares.

Confira os preços pesquisados do Novo Tracker 2021:

Novo Tracker Premier 1.2 Turbo AT: R$ 112.000
Novo Tracker LTZ 1.2 Turbo AT: R$ 99.990
Novo Tracker LT 1.0 Turbo AT: R$ 89.900
Novo Tracker 1.2 Turbo AT: R$ 90.500
Novo Tracker Turbo 1.0 MT: R$ 82.000