Card image
Super carros
Bugatti Chiron quebra barreira das 300 milhas por hora

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 03/09/2019
  • Atualizado: 03/09/2019 às 16:55
  • Por: Leonardo Marson

A marca de 300 milhas horárias, considerada praticamente impossível de ser alcançada, foi quebrada. A Bugatti, com um protótipo de pré-produção derivado do Chiron, conseguiu quebrar esta barreira, alcançando com o hipercarro a marca de 304.773 mph, ou 490,484 km/h, em ação realizada em uma pista de testes na Alemanha no início de agosto, e só agora divulgada pela marca francesa.

Chiron alcançou a velocidade de 490 km/h. (Foto: Bugatti)

O responsável por acelerar o Bugatti a esta velocidade o inglês Andy Wallace, que possui no currículo uma vitória nas 24 Horas de Le Mans, a prova de longa duração mais importante do planeta, quando correu com um Jaguar XJR-9LM ao lado de Jan Lammers e Johnny Dumfries, em 1988.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!

“É uma velocidade incrível. É inconcebível que um carro seria capaz disso, mas o Chiron foi bem preparado e eu me senti muito seguro, mesmo nestes níveis de alta velocidade”, disse Wallace, que conseguiu o recorde após acelerar o Chiron em uma reta de 8.800 metros.

LEIA MAIS:
McLaren São Paulo firma parceria com o Instituto Ayrton Senna
Honda lança campanha para convocar clientes para recall
Mini completa 60 anos de fundação
McLaren anuncia novo roadster para 2020

“Entrei em aceleração máxima desde o início, e por aproximadamente 70 segundos. Era importante para mim estar fora da curva a 200 km/h, a fim de alcançar a velocidade máxima na reta. Isso exigiu um alto nível de concentração”, completou o piloto, que já havia batido o recorde de velocidade em 1998, quando alcançou 391 km/h com uma McLaren F1, na mesma pista.

“A Bugatti mais uma vez mostrou do que é capaz. Com esse novo recorde do Chiron, nós entramos novamente em um território inexplorado. Jamais um carro de produção em série alcançou uma velocidade tão alta”, disse Stephan Wilkelmann, presidente da Bugatti, após a confirmação do recorde.

“Nosso objetivo era ser a primeira fábrica a alcançar a mágica marca de 300 milhas horárias, e nós agora conseguimos, fazendo com que nós mesmos e toda a equipe incrivelmente orgulhosos”, seguiu o mandatário da marca baseada em Molsheim, na França, afirmando que a marca pretende atuar em outras áreas.

“Nós mostramos muitas vezes que construímos os carros mais rápidos do mundo. No futuro, nós focaremos em outras áreas”, completou Wilkelmann.

Veja o vídeo da quebra do recorde de velocidade do Bugatti Chiron: