Card image
Notícias
Stock Car: Ricardo Maurício vence corrida 2 em Goiânia

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 18/09/2021
  • Atualizado: 18/09/2021 às 15:05
  • Por: Leonardo Marson

Ricardo Maurício venceu neste sábado (18) a segunda corrida da oitava etapa da temporada 2021 da Stock Car, disputada no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia (GO). O piloto da Eurofarma RC largou da pole position, beneficiado pela inversão dos dez melhores da primeira corrida, e não foi ameaçado ao longo dos 30 minutos de corrida, saindo com a vitória.

Ricardo Maurício
Ricardo Maurício venceu de ponta a ponta. (Foto: Bruno Terena)

A segunda posição ficou com Julio Campos, piloto da Lubrax Podium que tomou a colocação na largada e se manteve neste posto sem ameaçar Maurício. Átila Abreu, da Shell/Pole, terminou a prova em terceiro, completando o pódio. Thiago Camilo, da Ipiranga Racing, foi o quarto, sendo seguido por Allam Khodair, quinto com o equipamento da Blau Motorsport.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram! e no Twitter
Acompanhe tudo o que rola no esporte a motor com o Boletim Racing

Gaetano Di Mauro cruzou a linha de chegada com a sexta posição ao final da prova, sendo seguido por Marcos Gomes, sétimo com o carro da Cavaleiro Sports. Rubens Barrichello, vencedor da primeira corrida, foi o oitavo com a Eurofarma RC, chegando à frente de seu companheiro de equipe, Daniel Serra. Galid Osman, da Shell/Pole, foi o décimo.

LEIA MAIS:

Barrichello vence primeira corrida da Stock Car em Goiânia
Barrichello acerta volta no Q3 e fatura pole da Stock Car em Goiânia
Diego Nunes lidera único treino da sexta-feira em Goiânia

A temporada da Stock Car tem sequência já neste domingo (19), novamente em Goiânia. Desta vez, porém, as atividades serão realizadas no anel externo do Autódromo Internacional Ayrton Senna.

Confira como foi a corrida

A segunda prova do dia começou com Ricardo Maurício mantendo a liderança nos metros iniciais, enquanto Átila Abreu superou Gaetano di Mauro para tomar o segundo posto. O piloto da Shell/Pole, porém, acabou ultrapassado por Julio Campos, caindo para o terceiro lugar. Di Mauro, da KTF, despencou para o sexto lugar pouco depois. Já Gabriel Casagrande, rodou, perdendo muitas posições.

Allam Khodair avançou para o terceiro lugar, enquanto Di Mauro passou por Bruno Bapstista, tomando o quinto lugar. Casagrande, por sua vez, foi aos boxes. Na frente, Maurício passou a abrir vantagem em relação a Campos. Mais atrás, Felipe Massa protagonizava boa disputa com Rafael Suzuki pela 14ª posição, depois de ter superado Guga Lima.

Felipe Lapenna, com o carro apresentando danos, deixou Bruno Baptista para trás para tomar a oitava colocação. O piloto da RCM, então, passou a batalhar por posição com Galid Osman. Casagrande, com voltas de desvantagem, retornou à pista na oitava volta da prova, enquanto Thiago Camilo entrou no top-10 pela primeira vez ao passar por Cesar Ramos, seu companheiro de equipe.

A janela de paradas nos boxes foi aberta na nona volta, com Abreu, Di Mauro e Gomes entrando para o pit stop. Na volta seguinte, Maurício, Campos, Khodair e Barrichello também partiram para a troca de pneu. O piloto da Blau Motorsport acabou superado por Abreu, perdendo a posição. Camilo assumiu a liderança provisória da corrida, entrando nos boxes no fechamento da volta 12.

Após as paradas nos boxes, Maurício retomou a liderança da prova, sendo seguido por Campos, Khodair, Abreu e Camilo. Lapenna foi punido por atitude antidepostiva contra Casagrande, e precisou pagar um drive-through. Cesar Ramos abandonou a disputa quando restavam seis minutos para o encerramento da prova.

Com o push to pass, Abreu e Camilo passaram por Khodair, que despencou para o quinto lugar. O piloto da Ipiranga Racing tentou um ataque sobre o rival da Shell/Pole, mas não conseguiu a ultrapassagem. Na frente, Maurício seguiu tranquilo para vencer, seguido por Campos e Abreu.

Comentários