Card image
Competições
Salas segura Zonta e vence corrida 1 da Stock Car no Velocitta

4 Minutos de leitura

  • Publicado: 24/10/2021
  • Atualizado: 25/10/2021 às 23:24
  • Por: Leonardo Marson

Guilherme Salas venceu neste domingo (24) a primeira corrida da décima etapa da Stock Car, disputada no Velocitta, circuito localizado em Mogi Guaçu (SP). O piloto da KTF largou da pole position e, exceção feita ao momento em que foi aos boxes, se manteve na primeira posição por toda a corrida, garantindo a vitória no interior paulista após se defender dos ataques de Ricardo Zonta.

Guilherme Salas
Salas venceu pela segunda vez na carreira. (Foto: Rodrigo Guimarães)

A segunda posição ficou exatamente com Zonta, piloto da Shell/RCM que atacou muito Salas após a rodada de paradas nos boxes obrigatória, sem conseguir a ultrapassagem. O pódio foi completado por Cesar Ramos, piloto da Ipiranga Racing que completou a corrida em terceiro. Diego Nunes, da Blau Motorsport, foi o quarto, sendo seguido por Daniel Serra, da Eurofarma RC.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram! e no Twitter
Acompanhe tudo o que rola no esporte a motor com o Boletim Racing

Allam Khodair, piloto da Blau Motorsport, terminou a corrida na sexta posição, sendo seguido por Thiago Camilo, sétimo com o carro da Ipiranga Racing. Gaetano di Mauro, da KTF, cruzou a linha de chegada na oitava posição, sendo seguido por Ricardo Maurício, que se aproveitou de uma punição de cinco segundos contra Julio Campos para terminar em nono com o carro da Eurofarma RC. Gabriel Casagrande, da A.Mattheis-Vogel, foi o décimo.

LEIA MAIS:

Salas fatura a pole position para a etapa de Mogi Guaçu da Stock Car

A segunda corrida da etapa de Mogi Guaçu começa logo mais, às 13h48. Gabriel Casagrande largará da pole position pela inversão dos dez melhores da corrida 1.

Confira como foi a corrida

O tempo instável em Mogi Guaçu viu a chuva começar após os pilotos partirem para a volta de apresentação, mas sem força para molhar a pista. Os carros partiram para a largada, mas o farol não se apagou, o que fez com que o procedimento de início da corrida fosse refeito, com os 30 minutos de prova sendo acionados. Felipe Lapenna foi aos boxes, enquanto Guga Lima já estava por lá para iniciar a corrida dali.

A bandeira verde foi acionada finalmente quando restavam pouco mais de 26 minutos para o final da prova, com Guilherme Salas mantendo a primeira posição, sendo seguido por Ricardo Zonta, Cesar Ramos e Thiago Camilo. Diego Nunes avançou para a quinta posição ao superar nos metros iniciais Gabriel Casagrande.

Na abertura da terceira volta, Bruno Baptista apareceu com o carro danificado, mas ainda assim partiu para o ataque sobre Matías Rossi, em disputa pelo 18º lugar. Já Felipe Massa, que largou da sétima posição, foi punido com uma passagem pelos boxes por queima de largada. Um pouco mais à frente, Marcos Gomes superou Pedro Cardoso, avançando para o 12º lugar.

Na abertura da quinta volta, Salas abriu um segundo de frente em relação a Zonta, enquanto Massa pagou sua punição no complemento do giro. Guga Lima seguiu com problemas no motor de arranque, e recolheu para os boxes. Outro que abandonou a disputa foi Massa, que optou por se poupar para a segunda corrida do dia.

Na oitava volta, Julio Campos superou Casagrande para tomar a sexta posição da corrida. O líder do campeonato, então, passou a ser atacado por Daniel Serra, seu principal adversário na disputa pelo título de 2021. No mesmo momento, os boxes foram abertos para os pit stops obrigatórios. O primeiro a fazer a troca de pneus foi Gaetano di Mauro.

Entre os líderes, o primeiro a parar nos boxes foi Nunes, na volta 10. Campos e Casagrande passaram a trocar ultrapassagens e se tocaram no saca-rolha. Os dois, além de Ricardo Maurício, partiram para suas trocas de pneus no complemento da volta. No giro seguinte, Salas, Zonta e Camilo visitaram os boxes, cedendo a ponta para Ramos, que trocou pneus na 12ª volta, assim como Serra.

Zonta partiu para o ataque sobre Salas com o push to pass acionado, mas o piloto da KTF conseguindo se defender. Galid Osman deixou um detrito na pista que foi atingido por Tony Kanaan. Os dois seguiram na corrida. A classificação da corrida apontava na 14ª volta Salas na liderança, seguido por Zonta, Ramos, Nunes e Serra. Casagrande despencou para a décima posição.

Restando quatro minutos para o encerramento da corrida, Ricardo Maurício passou a pressionar Casagrande pelo décimo lugar, conseguindo a ultrapassagem na volta 17. Campos foi punido em cinco segundos pelo toque dado no líder do campeonato. Lapenna e Kanaan foram aos boxes para fazerem ajustes, pensando na segunda corrida.

Allam Khodair partiu para o ataque sobre Thiago Camilo pela sexta posição na penúltima volta, conseguindo a ultrapassagem na reta oposta. Salas, na frente, abriu vantagem para vencer a corrida, seguido por Zonta e Ramos.

Comentários