Card image
Competições
Maurício supera Valdeno no final e vence em Goiânia

4 Minutos de leitura

  • Publicado: 24/11/2019
  • Atualizado: 24/11/2019 às 14:14
  • Por: Leonardo Marson

Ricardo Maurício venceu neste domingo (24) a corrida de encerramento da penúltima etapa da temporada 2019 da Stock Car, disputada no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia (GO). O piloto da Eurofarma RC, que largou da 16ª posição, escalou rapidamente o pelotão, e conseguiu a ultrapassagem que valeu a terceira vitória no ano quando restavam três voltas para o final, superando Valdeno Brito.

Ricardo Maurício
Ricardo Maurício venceu pela terceira vez na temporada. (Foto: Duda Bairros)

Felipe Fraga terminou a corrida na segunda posição com o carro da Cimed Racing, superando Valdeno nos metros finais. Nelson Piquet Jr., da Full Time, terminou a corrida na terceira posição, superando o paraibano da Prati-Donaduzzi na linha de chegada, relegando-o ao quarto lugar. O grupo dos cinco primeiros ainda contou com Rubens Barrichello, da Full Time.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

Julio Campos, que largou da pole position, terminou a prova na sexta posição com o carro da Prati-Donaduzzi, enquanto Gaetano di Mauro, da Shell Helix Ultra, fechou a prova em sétimo. Ricardo Zonta, da Shell V-Power, finalizou a prova em oitavo, logo à frente de Guilherme Salas, representante da KFT Sports. Gabriel Casagrande, vencedor da primeira corrida e piloto da Crown Racing, foi o décimo. Daniel Serra, líder do campeonato, fechou a corrida na 11ª colocação com o outro carro da Eurofarma RC, enquanto Thiago Camilo, da Ipiranga Racing, foi o 14º.

LEIA MAIS:
Casagrande vence de ponta a ponta primeira corrida em Goiânia

Após a disputa da etapa de Goiânia, o campeonato da Stock Car tem seis pilotos na briga pelo título. Daniel Serra lidera com 334 pontos, e é seguido por Ricardo Maurício, que soma 316. Thiago Camilo é o terceiro, com 305, enquanto Rubens Barrichello é o quarto, com 283. Julio Campos, com 282, e Felipe Fraga, com 279, completam a lista de postulantes ao campeonato.

A decisão da temporada 2019 da Stock Car acontece no dia 15 de novembro, com a realização da etapa de São Paulo (SP), que acontece no Autódromo de Interlagos. A etapa será disputada em apenas uma corrida, mas com a pontuação dobrada.

Confira como foi a corrida

A corrida começou com Valdeno Brito tomando a primeira colocação de Julio Campos, seu companheiro de equipe. Nelson Piquet Jr. tentou atacar o paranaense da Prati-Donaduzzi, mas recebeu um toque e despencou na classificação. Felipe Fraga assumiu a terceira colocação, sendo seguido por Guilherme Salas e Gabriel Casagrande, que avançou da décima para a quinta posição.

Ricardo Maurício ganhou sete posições na primeira volta, e assumiu a nona posição, enquanto Thiago Camilo despencou para a 12ª posição, três à frente de Rubens Barrichello, que aparecia em 15º, e quatro à frente de Daniel Serra, apenas o 16º. Também na primeira volta, Felipe Lapenna rodou e perdeu muitas posições no início da corrida.

Diego Nunes conseguiu uma ultrapassagem dupla sobre Casagrande e Salas, mas viu o campeão da Stock Light superá-lo, e rodou metros depois, após receber um toque do vencedor da primeira corrida do dia. Mais atrás, Bia Figueiredo tocou o carro de Denis Navarro, e viu o rival da Cavaleiro Sports rodar. Ricardo Zonta fez a ultrapassagem sobre Camilo, mas viu o piloto da Ipiranga Racing recuperar a posição.

Valdeno abriu três segundos sobre Campos após seis voltas, enquanto Raphael Reis abandonou a prova com problemas no carro da Carlos Alves Competições. Rubens Barrichello avançou para a 11ª posição ao superar Camilo, que despencava na classificação. Mais na frente, Piquet Jr. pulou para a quarta posição ao ultrapassar Salas na oitava volta.

Ricardo Maurício entrou no grupo dos cinco primeiros na décima volta, superando Salas. Mais atrás, Serra passou a atacar Camilo em disputa pela 13ª colocação, sem conseguir a ultrapassagem. Maurício foi para cima de Piquet Jr., mas viu o piloto da Full Time manter a quarta posição. Na abertura da 12ª volta, a janela de paradas nos boxes foi aberta em Goiânia.

Julio Campos, Gabriel Casagrande e Daniel Serra foram os primeiros a visitar os boxes. Valdeno e Ricardinho vieram para a troca de pneus e reabastecimento no giro seguinte, bem como Salas e Barrichello. Piquet e Cacá vieram aos boxes na volta 15, enquanto Fraga, Zonta e Camilo fizeram seus pit stops na passagem seguinte. Galid Osman e Denis Navarro foram os últimos a visitarem os boxes.

Após a rodada de pit stops, a classificação da prova apontava Valdeno na liderança, seguido por Fraga, Maurício, Piquet e Campos. Camilo aparecia em 15º, uma posição à frente de Serra. Bruno Baptista rodou na volta 18, quando disputava posição com Salas, enquanto Ricardinho passou a pressionar Fraga pela segunda colocação, conseguindo a ultrapassagem na volta 19.

Na 21ª volta, Serra conseguiu a ultrapassagem sobre Camilo, tomando a 12ª posição. Na frente, Maurício descontou rapidamente a diferença para Valdeno, cortando a distância para 1s3 na 22ª volta, enquanto Serra avançou para o 11º posto ao deixar para trás Átila Abreu.

Ricardo Maurício usou o push to pass no S, mas viu Valdeno se defender. Um pouco mais atrás, Barrichello deixou Campos para trás para tomar a quinta posição. Na volta seguinte, o piloto da Eurofarma RC conseguiu a ultrapassagem e assumiu a liderança da prova, seguindo para a vitória. Nos metros finais, Valdeno acabou superado por Fraga e Piquet, terminando em quarto.