Card image
Notícias
Serra herda vitória na corrida 1 após desclassificação de Suzuki em Curitiba

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 08/08/2021
  • Atualizado: 08/08/2021 às 18:07
  • Por: Leonardo Marson

Daniel Serra venceu neste domingo (8) a primeira corrida da sétima etapa da Stock Car, disputada no anel externo do Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR). O piloto da Eurofarma RC foi o segundo na pista, mas herdou a vitória horas depois, após Rafael Suzuki, piloto da Full Time que largou da pole position e se manteve na liderança ao longo dos 30 minutos de prova, ser desclassificado por irregularidade no combustível.

Daniel Serra
Daniel Serra herdou a vitória em Curitiba após a desclassificação de Rafael Suzuki. (Foto: Bruno Terena)

A segunda posição ficou com Gabriel Casagrande, piloto da A.Mattheis-Vogel, que perdeu tempo após uma parada lenta nos boxes. Guilherme Salas, da KTF, foi o terceiro, sendo seguido por Felipe Lapenna, quarto com a Hot Car. O grupo dos cinco primeiros foi completado por Marcos Gomes, da Cavaleiro.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram! e no Twitter
Acompanhe tudo o que rola no esporte a motor com o Boletim Racing

Ricardo Maurício cruzou a linha de chegada na sexta posição com o outro carro da Eurofarma RC. Rubens Barrichello, da Full Time, foi o sétimo, enquanto Cacá Bueno, piloto da Crown que deu uma escapada da pista, foi o oitavo. Átila Abreu, da Shell/Pole, e Allam Khodair, da Blau Motorsport, fecharam o top-10.

A corrida contou com dois acionamentos do Safety Car em Curitiba. Logo na largada, um acidente no S de baixa envolvendo Cesar Ramos, Galid Osman, Ricardo Zonta e Felipe Massa provocou uma bandeira amarela. Depois, já no terço final da prova, foi a vez de Sergio Jimenez parar na barreira de pneus, causando nova neutralização.

A segunda corrida do dia começa em instantes, e contará com transmissão da Band, do Sportv e do canal da categoria no YouTube.

Confira como foi a corrida

A largada começou com Rafael Suzuki mantendo a primeira posição, sendo seguido por Gabriel Casagrande, que superou Daniel Serra. Ricardo Maurício apareceu em quarto, enquanto Bruno Baptista completou o grupo dos cinco primeiros. O Safety Car foi acionado após um acidente envolvendo Cesar Ramos, Galid Osman, Ricardo Zonta e Felipe Massa no S de baixa.

A relargada veio na abertura da quarta volta com Casagrande pressionando Suzuki em disputa valendo a liderança da prova. Na passagem seguinte, Bruno Baptista escapou da pista, perdendo muitas posições, enquanto Felipe Lapenna avançou para o quinto posto. Dois giros depois, Julio Campos recolheu aos boxes, deixando a disputa.

Na nona volta, Serra abriu ataque sobre Casagrande, e os dois contornaram o S de baixa lado a lado, com o paranaense levando vantagem. A ultrapassagem veio no trecho de “oval”, mas o piloto da A.Mattheis-Vogel retomou a ponta na abertura da décima volta, se valendo do push to pass. Um pouco mais atrás, Cacá Bueno passou por Lapenna para tomar a quinta posição.

No meio do pelotão, Dudu Barrichello acertou a lateral do carro de Gaetano di Mauro, e viu a porta de seu carro se abrir. Na frente, Serra voltou a superar Casagrande para tomar a segunda posição. Suzuki seguia na liderança, e abriu dois segundos de vantagem para os rivais no complemento da 13ª volta da prova em Curitiba.

Na abertura da 16ª volta, os boxes foram abertos, e o primeiro a fazer a parada obrigatória foi Tuca Antoniazi. Na volta 18, foi a vez de Guilherme Salas parar, apenas trocando pneus. Casagrande parou no giro 19, perdendo tempo mesmo sem abastecer, enquanto Thiago Camilo abandonou a prova. Na 20ª volta, Suzuki e Serra pararam nos boxes.

Lapenna partiu para o pit stop na volta 21, mesmo momento em que Rubens Barrichello também parou. No giro 22, Maurício e Cacá fizeram suas trocas de pneus. Após as paradas nos boxes, a classificação apontava liderança de Suzuki, seguido por Serra, Casagrande, Salas e Cacá. O pentacampeão, porém, escapou no S de baixa após uma disputa de posições.

Serra usou o botão de ultrapassagem para tentar a ultrapassagem sobre Suzuki na volta 24, mas o piloto da Full Time manteve a liderança. Sergio Jimenez parou na barreira de pneus na passagem seguinte, e o Safety Car foi acionado pela segunda vez na prova.

A relargada veio quando restavam pouco mais de um minuto para o final da prova. Suzuki, porém, manteve a liderança e seguiu para vencer pela primeira vez na temporada, sendo seguido por Serra e Casagrande. Horas depois, Suzuki foi desclassificado e Serra herdou a vitória.

Comentários