Card image
Notícias
Camilo segura Campos na volta final e vence em Santa Cruz do Sul

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 21/11/2021
  • Atualizado: 21/11/2021 às 15:34
  • Por: Leonardo Marson

Thiago Camilo venceu neste domingo (21) a primeira corrida da penúltima etapa da Stock Car, disputada no Autódromo Internacional de Santa Cruz do Sul (RS). O piloto da Ipiranga Racing largou da pole position e, exceção do momento em que foi aos boxes, seguiu na liderança ao longo dos 30 minutos de corrida, faturando a vitória no retorno da categoria ao Rio Grande do Sul.

Thiago Camilo
Foto: Rafael Gagliano

A segunda colocação ficou com Julio Campos, piloto da Lubrax Podium que chegou a cair para terceiro, ultrapassado por Allam Khodair, mas que se recuperou após a parada nos boxes. Khodair, com um carro da Blau Motorsports, foi o terceiro, sendo seguido por Gabriel Casagrande, quarto com o equipamento da A.Mattheis-Vogel. Daniel Serra, da Eurofarma RC, foi o quinto.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram! e no Twitter
Acompanhe tudo o que rola no esporte a motor com o Boletim Racing

Galid Osman, com um carro da Shell/Pole, cruzou a linha de chegada na sexta posição, chegando logo à frente de Diego Nunes, sétimo com o outro carro da Blau Motorsport. Lucas Foresti, piloto da KTF, foi o oitavo, depois de se defender dos ataques de Rubens Barrichello, nono com um carro da Full Time. Pedro Cardoso, da KTF, completou o grupo dos dez melhores.

LEIA MAIS:

Hamilton vence de ponta a ponta o GP do Catar de F1

A segunda corrida será disputada em minutos, fechando a penúltima etapa de 2021.

Confira como foi a corrida

A corrida começou com Thiago Camilo mantendo a liderança nos metros iniciais, sendo seguido por Allam Khodair, que superou Julio Campos após a primeira curva. Daniel Serra apareceu na quarta posição, sendo seguido por Gabriel Casagrande e Ricardo Maurício. Já Rubens Barrichello despencou da oitava para a 11ª posição.

Enquanto Camilo seguia com alguma tranquilidade na frente, Campos seguia próximo de Khodair, em disputa valendo a segunda posição. Maurício, por sua vez, usou o push para atacar Casagrande, mas não conseguiu a ultrapassagem. No pelotão de trás, Bruno Baptista e Sergio Jimenez se tocaram, com o piloto da RCM tendo de visitar os boxes.

Na sexta volta, Ricardo Maurício teve o pneu dianteiro direito estourado, deixando a disputa das primeiras colocações. Casagrande, então, passou a atacar Serra, em batalha pelo quarto lugar, mas não conseguiu a ultrapassagem mesmo usando o push. Na frente, Camilo viu Khodair se aproximar, trazendo a diferença para quatro décimos na oitava volta.

Os boxes foram abertos no nono giro, com Lucas Foresti sendo o primeiro a fazer a parada obrigatória. Na frente, Serra se mantinha à frente de Casagrande, o que permitiu a aproximação de Diego Nunes, o sexto colocado. No grupo dos líderes, o primeiro a visitar os boxes foi Camilo, que entrou para a parada na volta 11. Um giro depois, Khodair e Serra foram para a troca de pneus.

No 13º giro, Campos e Casagrande partiram para a troca de pneus e reabastecimento. Após as paradas, Camilo apareceu na liderança, seguido por Campos, Khodair, Casagrande e Serra, com os dois postulantes ao título se tocando. Já Tony Kanaan escapou da pista, retornando ao traçado por conta própria.

Diego Nunes passou a pressionar Lucas Foresti em disputa pelo sétimo lugar, enquanto Denis Navarro acabou superado por Átila Abreu e Ricardo Zonta, despenando para o 13º lugar na volta 18. Um giro depois, Nunes tomou o sétimo lugar, enquanto Foresti passou a ser atacado por Rubens Barrichello a partir da 20ª volta.

Na volta 21, muitos pilotos voltaram à pista para completar a prova e pensar na segunda corrida. Campos abriu a última volta muito próximo de Camilo, mas viu o piloto da Ipiranga Racing seguir para a vitória.

Comentários