Card image
Notícias
Barrichello vence primeira corrida da Stock Car em Goiânia

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 18/09/2021
  • Atualizado: 18/09/2021 às 16:46
  • Por: Leonardo Marson

Rubens Barrichello venceu a primeira corrida da oitava etapa da Stock Car, disputada no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia (GO). O piloto da Full Time largou da pole position e se manteve na liderança por todo o tempo, exceção feita ao momento em que foi aos boxes, faturando a primeira vitória do final de semana.

Rubens Barrichello
Barrichello venceu pela sexta vez em Goiânia. (Foto: Duda Bairros)

A segunda posição ficou com Cesar Ramos, piloto da Ipiranga Racing que travou boa disputa com Gabriel Casagrande após a parada nos boxes, relegando o piloto da A.Mattheis-Vogel ao terceiro lugar. Marcos Gomes, da Cavaleiro Sports, foi o quarto, sendo seguido por Bruno Baptista, da RCM Motorsport, com quem batalhou por posição.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram! e no Twitter
Acompanhe tudo o que rola no esporte a motor com o Boletim Racing

Allam Khodair terminou a corrida em sexto com um carro da Blau Motorsport, sendo seguido por Julio Campos, sétimo com um equipamento da Lubrax Podium. Átila Abreu, da Shell/Pole, cruzou a linha de chegada em oitavo, ficando à frente de Gaetano di Mauro, da KTF. Ricardo Maurício, da Eurofarma RC, completou o top-10.

LEIA MAIS:

Barrichello acerta volta no Q3 e fatura pole da Stock Car em Goiânia
Diego Nunes lidera único treino da sexta-feira em Goiânia

A corrida foi marcada por um forte acidente na largada. Christian Hahn queimou a largada e, quando tentou retornar à fila, provocou um acidente múltiplo. Raphael Teixeira, Ricardo Zonta, Tony Kanaan, Matías Rossi, Felipe Massa e Beto Monteiro foram alguns dos pilotos envolvidos. Apesar disso, apenas o Safety Car foi acionado.

A segunda corrida será disputada logo mais, a partir das 13h45, com transmissão da Band, do Sportv e do canal da Stock Car.

Confira como foi a corrida

A corrida em Goiânia começou confusa, com uma queima de largada que provocou um acidente múltiplo ainda nos metros iniciais. Christian Hahn abriu a trajetória e, quando tentou voltou, acabou tocado, rodando na frente do pelotão. Raphael Teixeira bateu e precisou de atendimento dos fiscais. Ricardo Zonta, Tony Kanaan, Matías Rossi, Felipe Massa e Beto Monteiro se envolveram no acidente, que causou a entrada do Safety Car imediatamente.

Apesar da quantidade de carros envolvidos no acidente, a direção de prova optou por manter a bandeira amarela na pista. A relargada veio na quinta volta, quando dez minutos de corrida já haviam sido realizados. Gabriel Casagrande, o segundo colocado, passou a ser pressionado por Bruno Baptista, enquanto Rubens Barrichello abria pequena vantagem em relação aos rivais.

Com a liberação do uso do push to pass, Cesar Ramos passou por Baptista para tomar a terceira posição, enquanto Diego Nunes ficou lento na pista, despencando na classificação, e recolhendo pouco depois. Na oitava volta, Baptista retomou a terceira posição da prova. Mais na frente, Casagrande voltou a pressionar Barrichello. Os boxes foram abertos na volta 9.

Na décima volta, Ricardo Maurício fez ótima manobra para superar Allam Khodair, tomando a sétima posição. Barrichello, por sua vez, foi aos boxes no complemento do giro, enquanto Baptista tentou, sem sucesso, a ultrapassagem sobre Casagrande. Na passagem seguinte, o piloto da RCM se dirigiu aos boxes para o seu pit stop.

Casagrande entrou nos boxes na volta 12, sendo seguido por Daniel Serra. Na volta para a pista, o paranaense acabou superado por Ramos. Após o final da janela de paradas nos boxes, a classificação apontava liderança de Barrichello, seguido por Ramos, Casagrande, Marcos Gomes e Baptista. Na abertura da volta 14, o piloto da A.Mattheis-Vogel retomou a segunda posição.

No pelotão de trás, Maurício assumiu a décima posição após boa batalha com Gaetano di Mauro. O piloto da KTF, porém, retomou a posição pouco depois. Na frente, Ramos voltou a superar Casagrande, recuperando a segunda posição. Com o uso do push to pass, o vice-líder do campeonato recuperou a posição. Na disputa pela quarta posição, Gomes e Baptista se tocaram, com o veterano mantendo seu posto.

Com uma vantagem segura na liderança, Barrichello seguiu para vencer em Goiânia. Ramos ainda conseguiu a ultrapassagem sobre Casagrande para ser o segundo, relegando o paranaense ao terceiro lugar.

Comentários