Card image
Notícias
Guiga Spinelli volta a aparecer entre os 15 melhores do Dakar nos carros

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 12/01/2021
  • Atualizado: 12/01/2021 às 18:51
  • Por: Leonardo Marson

Guiga Spinelli e Youssef Haddad retornaram ao grupo dos 15 melhores do Rally Dakar entre os competidores dos carros. Nesta terça-feira (12), a dupla brasileira completou os 465 quilômetros percorridos em laço na cidade de Neom, na Arábia Saudita, com a 20ª colocação. O resultado fez com que os pilotos do Mini da equipe X-Raid subissem três posições.

Guiga Spinelli
Guiga avançou para a 15ª posição nesta terça-feira. (Foto: Victor Eleutério)

“Por conta das dificuldades no dia de ontem, nossa posição de saída foi a de número 41. Era até angustiante ver a fila de caminhões na nossa frente antes de largarmos. Por isso mesmo, foi um dia longo, sobretudo nos 200 quilômetros iniciais, tentando ultrapassar os caminhões e UTVs, o que é bem difícil, já que ninguém alivia, mesmo tocando o aparelho de ultrapassagem dentro do carro”, disse Guiga.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

“Mas mesmo assim tivemos um bom resultado e amanhã a gente vai ter uma oportunidade de fazer uma especial num ritmo ainda melhor”, completou o veterano brasileiro, que foi pouco mais de 30 minutos mais lento em relação aos vencedores da especial, Stéphane Peterhansel e Edouard Boulanger. A dupla líder do Dakar é companheira de equipe dos brasileiros.

LEIA MAIS:

Peterhansel vence especial e dispara na liderança do Dakar

“Esta nona etapa foi um dia bem longo e difícil por conta de nossa posição de largada, saindo atrás de muitos caminhões e fazendo muita poeira, e a gente ainda estava sem ar-condicionado, então entrava muita sujeira para dentro do carro também”, comentou Haddad, logo após o encerramento da especial desta terça-feira.

“Faltando uns 70 quilômetros para o final da especial, tivemos um pneu furado, mas o carro está inteiro e melhoramos em relação a ontem e, com uma posição de largada melhor, a tendência é conseguir um ritmo mais forte”, completou o navegador, que trabalha há muitas temporadas ao lado de Guiga nas principais competições fora de estrada do planeta.

Nesta quarta-feira, a caravana do Dakar deixa Neom e segue em direção a AlUla, em uma especial de 342 quilômetros.