Card image
Notícias
Stock Car deve estrear em julho, mesmo sem público

4 Minutos de leitura

  • Publicado: 15/05/2020
  • Atualizado: 15/05/2020 às 12:28
  • Por: Isabel Reis

A Stock Car deve estrear em julho, mesmo que seja em autódromo sem público. O mesmo acontecerá com a Stock Light, a Copa Truck e a Copa HB20. Essas categorias são capitaneadas por Carlos Col, presidente da Vicar e da Mais Brasil, empresas promotoras das quatro modalidades.

O empresário revelou em primeira mão para a RACING: “Sim, estamos programados para retornar às pistas mesmo sem público, se for necessário, nas primeiras corridas!”. E complementa: “Ainda não está confirmado, mas a ideia é iniciar em julho”.

Movimento das provas em autódromos sem público

Nos Estados Unidos já começa a acontecer esse movimento das provas em autódromos, sem o público presente. Pilotos e equipes vão para as pistas e o público assiste em casa, pela internet ou pela TV.

Aqui no Brasil, a Porsche Cup foi a primeira a realizar uma prova desse tipo, em março, sem a participação do público.

Arte: Thomas Bento

Sem dúvida, essa é uma tentativa de deixar as categorias vivas, mantendo as verbas de patrocínios. É preciso pensar que em 2020 e 2021 o esporte poderá ser o principal meio de entretenimento e de visibilidade para o público que ficará mais em casa.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!
No Brasil, os circuitos ainda não estão definidos

Carlos Col disse existir um esforço no sentido de utilizar todos os autódromos programados para 2020 para as quatro categorias, como explicou: “Tentaremos manter todos, mas vai depender das prefeituras e dos governos.”

Mesmo assim, a temporada deve iniciar, ainda que com possíveis alterações de circuitos:  “Vou fazer o possível para entregar a temporada toda, mesmo que ela fique mais compacta no segundo semestre”, comentou Col.

A preocupação do empresário é com a saúde das pessoas envolvidas, naturalmente. Mas ele também pensa em manter os empregos diretos e indiretos. Imagine que cada equipe, de cada categoria, tem uma série de profissionais trabalhando e dependendo desse rendimento.

Sem falar de todo o entorno, quando se amplia para o mercado de peças, de motores, de pneus, enfim, para atender a todas as necessidades para a realização de uma prova.

Col ressaltou: “Vamos cuidar da saúde de todos, respeitando e realizando os mais rígidos protocolos, com isso conseguiremos manter os empregos e as equipes funcionando”.

Como já começa a acontecer com o futebol

Estádio sem público já começa a acontecer no futebol. A Alemanha retoma a temporada da Bundesliga, o Campeonato Alemão, neste sábado. Será triste ver os times entrando em campos separados, sem comemoração de gols, sem o grito das torcidas.

De qualquer forma, para o torcedor, deve ser melhor do que não ter nenhum time para assistir.

Parece que Inglaterra, Espanha e Portugal já trabalham para retomar a temporada. Sempre com os estádios vazios! A Itália também liberou os treinos. A França, a Holanda e a Bélgica, porém, encerraram os seus campeonatos antes do previsto.

Santos estaria voltando em maio ou junho

No Brasil, os times já começaram a se mexer. O Santos estaria voltando aos trabalhos no final de maio ou começo de junho. O alvinegro praiano também trabalha com a expectativa de o Campeonato Paulista ser finalizado em junho, bem como as outras 15 equipes que disputam o Estadual. Em julho, segundo fontes internas, outras competições deverão ser liberadas.

Automobilismo internacional no mesmo caminho

O automobilismo internacional está indo pelo mesmo caminho. Depois das corridas virtuais, agora vamos iniciar a série das competições sem público presente ao autódromo.

Em 17 de maio, próximo domingo, a divisão principal da Nascar retomará sua temporada no circuito de Darlington, com uma programação sem treinos e sem classificação. Os pilotos entram nos carros e correm, mas sem a emoção da torcida para alimentar a disputa.

O cronograma da Nascar, prevê duas provas em Darlington (a outra será na quarta, dia 20 de maio). As outras duas serão em Charlotte. As duas pistas ficam na Carolina do Norte, estado que liberou esse tipo de competição.

Ainda sobre a Nascar, no dia 24 de maio, será realizada a conhecida 600 Milhas de Charlotte. Normalmente, essa prova divide a atenção com as 500 Milhas de Indianápolis. Só que este ano a Indy adiou a sua tradicional prova para agosto. Assim, a Nascar reinará sozinha na véspera do Memorial Day, importante feriado americano em homenagem aos militares mortos em serviço.

Mas a Indy já está preparando o seu campeonato, sem o público presente, para o início de junho. Será uma corrida de 300 milhas em Fort Worth, Dalas, com toda a programação prevista para acontecer um só um dia. Vale lembrar que a Indy vai respeitar a programação completa, ao contrário da Nascar.

Em resumo, como será daqui para frente?

A gente sabe como a vida era. Mas ninguém tem ideia de como será o futuro. Acho que certos hábitos não vão desaparecer na fase pós pandemia. Por exemplo, as corridas virtuais caíram no gosto do povo, algumas envolvendo competidores profissionais (pilotos de verdade) e amadores (que correm junto).

Já os eventos presenciais, como os autódromos, os estádios, as exposições, os salões, esses podem demorar, mas vão voltar. Nada como o prazer de estar presente, realmente ao vivo, no centro dos acontecimentos!

LEIA MAIS:

Racing teve crescimento expressivo
Ayrton Senna, 26 anos depois 
Por quem os carros aceleram?            
Rostos e histórias por trás das estatísticas! 
O talento de Bird Clemente, nas pistas e fora delas!
Afinal, o que é o tempo?
Teste baiano da Ford Ranger Limited

Arte: Thomas Bento

 

Comentários