Card image
F4 Brasil
Pilotos da APBF dominam etapa de abertura da F4 Brasil

4 Minutos de leitura

  • Publicado: 16/05/2022
  • Atualizado: 16/05/2022 às 14:58
  • Por: Ana Oliveira

Os membros da Associação de Pilotos Brasileiros de Fórmula (APBF) monopolizaram as vitórias da primeira etapa da F4 Brasil, disputada no Velocitta, em Mogi Guaçu (SP). Pedro Clerot venceu duas das três corridas do final de semana, incluindo a deste domingo (15), enquanto Ricardo Gracia foi o outro vitorioso.

Lucas Staico foi um dos destaques do fim de semana. Foto: Luca Bassani

A primeira corrida do final de semana, disputada no sábado, contou com um pódio todo formado por pilotos da APBF: Clerot largou na poel e venceu, enquanto Nicholas Monteiro e Nicolas Giaffone completaram o pódio. Na segunda prova, mais curta, Gracia triunfou, depois de largar na primeira posição. Já neste domingo, Clerot venceu mais uma vez, agora seguido por Lucas Staico e Gracia.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram! e no Twitter
Acompanhe tudo o que rola no esporte a motor com o Boletim Racing

“Muito bom sair daqui do Velocitta como líder do campeonato, ainda mais com uma boa vantagem em relação ao vice-líder. Nesta primeira etapa posso dizer que nós da Full Time Sports dominamos, foram duas vitórias e uma pole position, mas não vamos celebrar muito, porque temos bastante trabalho pela frente”, avaliou Clerot, líder do campeonato com 62 pontos.

LEIA MAIS:
Pedro Clerot vence primeira corrida da F4 Brasil em Mogi Guaçu

“O primeiro final de semana da F4 Brasil foi positivo para mim. Mediante a batida que me envolvi na corrida 1, consegui recuperar e ser vencedor da corrida 2, bem como manter o P3 na corrida 3. Ou seja, pontuei e estou na vice-liderança, focando já na próxima etapa em Interlagos”, disse Ricardinho Gracia, que venceu a segunda prova no último sábado (14) com uma diferença de 11s886 em relação ao segundo colocado.

Nicholas Monteiro, piloto da TMG Racing, declarou: “A terceira corrida foi boa, mesmo com pneus usados, fomos para cima e finalizamos na quarta colocação. Depois deste fim de semana, tive um melhor entendimento tanto do carro, quanto da dinâmica do campeonato, o que me deixou bem animado para a próxima etapa, em Interlagos”, declarou Nicholas Monteiro, piloto da TMG Racing.

“Na corrida 3, senti que realmente mostramos nosso ritmo, como estamos fortes, então foi uma pena na corrida 1, afinal estaríamos eu e o Pedro (Clerot) disputando pelo campeonato. Fico feliz pelo segundo lugar de hoje, vamos com tudo em Interlagos”, disse Lucas Staico, que mostrou forte ritmo, também, nos treinos e classificação.

“Tínhamos um bom ritmo, infelizmente a corrida 3 não foi positiva para nós. Tive um toque logo no começo, então fui ao box trocar o bico. No geral, o aprendizado da etapa inaugural foi entender a importância da classificação e ter uma noção da dinâmica do campeonato. A chave, como sempre, será a constância e vamos em busca disso”, contou Nic Giaffone, que subiu ao pódio na primeira prova da F4 Brasil.

“Largamos da oitava posição e avançamos para a quinta, fomos trabalhando pelo pelotão e brigando pelas posições, sempre nos defendendo bem e atacando quando tínhamos oportunidade. Construímos um bom resultado e estamos motivados a buscar evolução”, falou Lucca Zucchini, que guiou pela primeira vez nesta semana um F4 Tatuus T-021.

“A corrida 3 foi a que a gente estava melhor mentalmente, e que a gente conseguiu deixar o carro mais acertado. Larguei da nona posição, e fiz uma corrida segura. Ultrapassei dois carros e, com os acidentes e Safety Car, terminei em sexto. Foi um resultado razoável, que não é o ideal, mas que nos deu pontos no campeonato, o que não aconteceu ontem. Foi bom a gente pontuar, pois não morremos na briga pelo título”, avaliou Nelson Neto.

“A gente enfrentou um final de semana complicado no Velocitta. Enfrentamos muitos problemas durante a semana e, nessa corrida de hoje, éramos rápidos, então estava focado em uma corrida de recuperação e em fazer pontos para o campeonato. Na última volta estava em sexto, depois de largar do 11º lugar, e tentei forçar uma ultrapassagem para ganhar mais um lugar, e acabei me envolvendo em uma batida. Foi um lance de corrida e espero que, na segunda etapa, a gente se saia melhor”, disse Tessaro, piloto da Cavaleiro Sports.

“No começo eu estava muito bem, larguei bem e estava na quinta posição. Tentei passar o Nic (Giaffone) perto do final da corrida mas, infelizmente, o piloto que estava atrás de mim forçou demais e acertou minha roda traseira, e não deu para seguir. É coisa de corrida, acontece, mas não tira o que tivemos de positivo no final de semana. Vamos para a próxima”, confessou Aurelia, única mulher no grid da F4 Brasil.

A próxima etapa da Fórmula 4 Brasil está marcada para os dias 30 e 31 de julho, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo (SP).

Comentários