Card image
Notícias
Nascar: Kyle Busch vence no Kentucky

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 13/07/2015
  • Atualizado: 13/07/2015 às 4:07
  • Por: Racing

<p>Em sua caminhada para conseguir alcançar o top-30 do campeonato da Nascar Sprint Cup Series após perder as 11 primeiras corridas do ano, Kyle Busch deu mais um passo importante para se garantir no Chase. O dono do carro número 18 venceu na noite deste sábado a Quaker State 400, disputada no Kentucky Speedway, nos Estados Unidos, após liderar 163 das 267 voltas. Esta foi a segunda vitória da equipe Joe Gibbs na temporada.</p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">A segunda colocação ficou com Joey Logano, da Penske. O piloto do carro número 22 assumiu a liderança na parte final da corrida, mas acabou superado por Kyle após uma forte batalha pela primeira posição, e não teve habilidade para se livrar dos retardatários. Denny Hamlin foi o terceiro colocado, após ficar uma volta atrás dos lideres por conta de uma punição. Carl Edwards e Matt Kenseth fecharam a lista dos cinco primeiros.</span></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">A prova no Kentucky foi marcada pelo altíssimo número de bandeiras amarelas. Nada menos do que 11 intervenções foram necessárias, alcançando o maior número de entradas do Safety Car na temporada e o recorde no circuito de 1,5 milha. A mais polêmica delas envolveu Danica Patrick e Dale Earnhardt Jr., que tocou o carro da dona do #10, que foi para o muro. Depois os dois se estranharam na entrada dos boxes.</span></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">A próxima etapa da Nascar Sprint Cup Series acontece no próximo domingo (19), com a disputa da 19ª corrida do ano, em New Hampshire.</span></p>

<p><strong style="line-height: 1.6em;">A corrida</strong></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">Com o grid definido pelos treinos livres da quinta-feira, Kyle Larson largou na pole position, mas logo foi superado por Brad Keselowski. A primeira bandeira amarela aconteceu na 19ª volta, quando Josh Wise parou no muro, após J. J. Yeley escapar de traseira. A prova recomeçou na 24ª volta, com “Bad Brad” na ponta, seguido por Kyle Busch e Joey Logano.</span></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">Uma bandeira amarela de competição foi acionada após a 30ª volta ser completada. Na parada nos boxes, Kyle Busch assumiu a liderança da prova, que foi reiniciada na 36ª passagem. “Buschinho” manteve a ponta, seguido por Hamlin e Logano. Pilotando o #11, Hamlin foi aos boxes em bandeira verde, no 72º giro, mas acabou punido pela direção de prova, perdendo uma volta.</span></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">Detritos forçaram a terceira bandeira amarela, na volta 81. Em nova rodada de pit-stops, quem se deu mal foi Jimmie Johnson, que teve problemas em sua parada. O reinício da corrida veio na 87ª passagem e, pouco depois, Keselowski retomou a ponta. Uma nova interrupção aconteceu no 99º giro graças a uma rodada de Kurt Busch. O piloto do #2 manteve a liderança após parar nos boxes.</span></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">O reinício da corrida aconteceu na 105ª volta e teve, após alguns giros, novamente com o piloto da Penske comandando as ações. A prova seguiu em bandeira verde até a 123ª passagem, quando J. J. Yeley bateu. A sorte de Keselowski mudou logo na sequência, pois sua equipe falhou no pit-stop e o devolveu à pista apenas na décima colocação. Melhor para Kyle Busch, que retomou a dianteira.</span></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">A bandeira verde foi acionada mais uma vez no 129º giro, mas permaneceu por apenas sete voltas, quando Dale Earnhardt Jr. bateu. A corrida foi retomada na 141ª passagem, porém o Safety Car retornou à pista após dois giros, desta vez por uma batida envolvendo Tony Stewart, Ricky Stenhouse Jr. e Jeb Burton. Outra relargada aconteceu após quatro voltas, mas uma nova interrupção ocorreu depois de cinco passagens, por detritos.</span></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">A 157ª volta marcou mais uma volta, fazendo com que a corrida engrenasse. A décima entrada do Safety Car aconteceu após Danica Patrick ser abalroada por Dale Jr. na 208ª passagem. Restando 55 voltas a corrida foi retomada, mas parou novamente cinco giros depois, quando Kyle Larson parou no muro. Na parada nos boxes Joey Logano tentou dar o bote e assumiu a liderança.</span></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">A última relargada deu início a uma grande disputa entre Logano e Kyle Busch. O vencedor da Daytona 500 deste ano conseguiu abrir vantagem, mas negociou mal as ultrapassagens sobre os retardatários, permitindo ao piloto da Joe Gibbs encostar. Os dois trocaram posições algumas vezes até Busch assumir a liderança de forma definitiva quando restavam 19 voltas para o final, faturando sua segunda vitória no ano.</span></p>

Comentários