Card image
MotoGP
MotoGP: em corrida empolgante, Rossi vence em Assen

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 25/06/2017
  • Atualizado: 28/06/2017 às 11:42
  • Por: Leonardo Marson

Por Leonardo Marson, da MotorMídia, em São Paulo (SP)

Valentino Rossi venceu o Grande Prêmio da Holanda, oitava etapa da temporada 2017 da MotoGP, realizada na manhã deste domingo (25) no circuito de Assen. Foi a primeira vitória do italiano da Yamaha na temporada, em uma corrida que contou com muitas alternativas para a vitória e com uma leve chuva que atingiu o autódromo quando restavam oito voltas para o final da prova.

Rossi manteve-se sempre entre os primeiros colocados, e travou uma forte disputa com Danilo Petrucci nas últimas cinco voltas, levando a melhor. O italiano da Pramac Ducati terminou a corrida na segunda colocação, enquanto Marc Márquez, da Honda, completou o pódio, mesmo estando com pneus de pista seca – mesma alternativa dos dois primeiros – contra pneus de chuva de Cal Crutchlow, quarto colocado.

A quinta posição ficou com Andrea Dovizioso, piloto da Ducati que assumiu a liderança do campeonato da MotoGP, uma vez que Maverick Viñales, piloto da Yamaha, caiu e abandonou a prova sem marcar pontos. O grupo dos dez melhores ainda teve Jack Miller, Andrea Iannone, Loris Baz, Karel Abraham e Aleix Espargaró.

Após a disputa do GP da Holanda, Andrea Dovizioso alcançou 115 pontos, e lidera o campeonato com quatro pontos de vantagem sobre Maverick Viñales, segundo colocado com 111. Valentino Rossi é o terceiro, com 108, seguido por Marc Márquez, quarto com 104. Dani Pedrosa é o quinto, com 87.

A MotoGP prossegue já no próximo domingo (2), com a realização do Grande Prêmio da Alemanha, no circuito de Sachsenring.

Confira como foi a corrida

A prova começou com Johann Zarco mantendo a primeira colocação, seguido por Marc Márquez, enquanto Valentino Rossi superou Danilo Petrucci para assumir o terceiro lugar. O piloto da Tech3 rapidamente abriu uma pequena vantagem sobre o atual campeão mundial, enquanto o piloto da Yamaha passou a receber a pressão do representante da Pramac.

Álvaro Bautista pulou para a quinta posição ao ultrapassar Scott Redding na terceira volta de prova, enquanto Márquez passou a pressionar Zarco, que optou por correr com os pneus macios. O grupo dos quatro primeiros abriu vantagem sobre o pelotão do quinto colocado. Mais atrás, Maverick Viñales assumiu a nona posição ao ultrapassar Cal Crutchlow na quarta volta.

Redding voltou a ultrapassar Bautista na quinta volta, reassumindo a quinta posição. O espanhol tentou dar o troco, mas acabou superado por Andrea Iannone e Andrea Dovizioso. Na sexta volta, Viñales avançou mais uma posição ao passar por Bautista. Iannone, que havia pulado para a sexta posição com a Suzuki, despencou para o décimo posto na oitava volta.

Viñales passou a pressionar Dovizioso, e entrou no top-5 no oitavo giro da corrida, em uma ultrapassagem importante para o campeonato. Na passagem seguinte, Sam Lowes e Jonas Folger caíram e abandonaram a disputa. Atrás, Bautista superou Dovizioso para ganhar a sétima posição. No giro seguinte, Rossi conseguiu a ultrapassagem sobre Márquez, assumindo o segundo posto.

Na volta 12, Rossi partiu para o ataque sobre Zarco, e assumiu a liderança da prova. O francês tentou o troco algumas curvas depois, se aproveitando de um erro do italiano, e os dois se tocaram. Pior para o piloto da Tech3, que despencou para o terceiro lugar, após perder a posição para Márquez. No giro seguinte, Petrucci também superou o dono da Yamaha número 5.

O campeonato ganhou um novo panorama na 13ª volta, quando Viñales errou e caiu, abandonando a corrida, enquanto Petrucci superou Márquez para ganhar a segunda posição. Neste momento, Rossi passou a abrir distância em relação aos seus concorrentes. Álvaro Bautista caiu restando nove voltas para o fim.

Com oito voltas para o encerramento, a direção de prova acionou bandeira branca, permitindo a troca de moto por conta da chuva que começou a atingir o circuito de Assen. Quem se aproveitou foi Andrea Dovizioso, que viu Zarco ir aos boxes e superou Márquez e Petrucci para assumir a segunda posição. Os dois italianos da Ducati passaram a trocar ultrapassagens, com Petrucci prevalecendo.

Restando cinco voltas para o final, Petrucci assumiu a liderança da corrida ao superar Rossi. Dovizioso errou e caiu para a quarta posição ao ser ultrapassado por Márquez. Há duas voltas para o final, Cal Crutchlow, com pneus de chuva, se aproximou de Dovizioso e Márquez, e assumiu o terceiro lugar.

Petrucci acabou atrapalhado por um retardatário e viu Rossi abrir frente. Ainda assim, o italiano da Pramac tentou um último ataque, sem sucesso. Márquez conseguiu superar Crutchlow na volta final e garantiu o terceiro lugar, enquanto Dovizioso completou em quinto.

Comentários