Card image
Notícias
Dakar: Barreda e Faria vencem prólogo nas motos

1 Minuto de leitura

  • Publicado: 03/01/2016
  • Atualizado: 03/01/2016 às 1:01
  • Por: admin

<p><img alt="Barreda no momento da largada em Buenos Aires" height="467" src="/wp-content/uploads/uploads/dak16_barreda_13178_mc-lowres_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>O espanhol Joan Barreda, da Honda, e o português Ruben Faria, da Husqvarna, foram os pilotos mais rápidos do prólogo do Rally Dakar realizado neste sábado (2), em Buenos Aires, entre os competidores das motos. Ambos completaram os primeiros 11 quilômetros da 38ª edição da prova em 6min27s.</p>

<p><strong>LEIA MAIS:<br />
<a href="http://www.motorpress.com.br/racing/noticias/ultimas-noticias/chinesa-atropela-espectadores-do-rally-dakar">Chinesa atropela espectadores do Rally Dakar</a><br />
<a href="http://www.motorpress.com.br/racing/noticias/ultimas-noticias/rally-dakar-seguira-na-america-do-sul-em-2017">Rally Dakar seguirá na América do Sul em 2017</a></strong></p>

<p>A terceira posição do dia ficou com o também português Helder Rodrigues, que, a bordo de uma moto Yamaha, foi três segundos mais lento em relação aos dois vencedores. Adrien Van Beveren, também com uma Yamaha, terminou em quarto, seguido por Michael Metge, com uma Honda.</p>

<p>Faria destacou que o prólogo não se pareceu em nada com uma especial do Dakar por conta do percurso bastante curto. O piloto que defende a equipe Husqvarna também destacou que, mesmo com 41 anos de idade, a equipe ainda confia em seu trabalho.</p>

<p>“Foi um estágio curto, não uma especial de Dakar. Eu fui rápido. Foi interessante pilotar a moto em seu ritmo: tudo correu bem com o motor, as suspensões, os amortecedores e os pneus. É muito bom começar no grupo dos seis melhores amanhã. Estou com 41 anos e ainda forte, a Husqvarna acredita em mim”, comentou Faria após o prólogo.</p>

<p>Único brasileiro a competir no Dakar com motos, Jean Azevedo terminou o prólogo na 17ª colocação, 18 segundos mais lento que Barreda e Faria. O piloto, que está em sua 18ª participação no maior rali do mundo, destacou o formato do prólogo deste sábado.</p>

<p>“A programação deste sábado foi corrida, mas para valer é só um prólogo. É a primeira vez que essa disputa que define a ordem de largada acontece na América do Sul. Na época da prova na Europa e África isso era mais comum”, disse Azevedo.</p>

<p>Neste domingo (3), os pilotos deixam a cidade de Rosário e viajam em direção a Villa Carlos Paz, também na Argentina. O percurso total tem 632 km, sendo 227 cronometrados.</p>