Card image
Competições
Conflitos na Ucrânia afetam categorias de base da Fórmula 1

1 Minuto de leitura

  • Publicado: 08/03/2022
  • Atualizado: 11/03/2022 às 9:15
  • Por: Ana Oliveira

Desde que a guerra entre Ucrânia e Rússia teve início, diversas sanções ao país de Vladimir Putin foram aplicadas pela comunidade internacional. Como resultado, as punições chegaram ao esporte com o cancelamento de diversos eventos e até mesmo o afastamento de atletas.

Conflitos na Ucrânia afetam categorias de base da Fórmula 1
Juri Vips com carro da Hitech sem patrocínios da Uralkali durante testes no Bahrein (Foto: Getty Images)

 

No caso da Fórmula 1, o Grande Prêmio da Rússia, realizado em Sochi, foi cancelado. Além disso, o piloto Nikita Mazepin perdeu sua vaga na Haas após a retirada do patrocínio da Uralkali, empresa de fertilizantes russa.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram! e no Twitter
Acompanhe tudo o que rola no esporte a motor com o Boletim Racing

A principal categoria não é a única afetada: as Fórmulas 2 e 3 também estão sentindo o peso. Com o GP cancelado por conta da Guerra entre Ucrânia e Rússia, a F2 teve seu calendário prejudicado. A corrida deve ser substituída pela mesma etapa que a F1 confirmar em seu cronograma.

LEIA MAIS:
Gene Haas confirma Pietro Fittipaldi nos testes da F1 no Bahrein
FIA libera pilotos russos e cancela oficialmente GP

A equipe Hitech foi afetada em ambas as categorias: a Uralkali patrocinava a equipe desde 2016. Na semana de testes no Bahrein, os carros já apareceram sem o nome da empresa. Agora, foi confirmado que o contrato está suspendido com efeito imediato.

A Uralkali, empresa de Dmitry Mazepin, patrocinou as temporadas que Nikita fez pela Hitech tanto na F3 em 2016 quanto na F2 ao longo de 2020.

No caso de pilotos prejudicados, na Fórmula 3 o russo Alexander Smolyar está pilotando com bandeira neutra. sem nenhuma alusão ao seu país de origem.

Comentários