Card image
Competições
Camilo triunfa no Velo Città e vence pela quinta vez no ano

4 Minutos de leitura

  • Publicado: 10/11/2019
  • Atualizado: 12/11/2019 às 2:51
  • Por: Leonardo Marson

Thiago Camilo venceu neste domingo (10) a primeira corrida da décima etapa da Stock Car, disputada no Velo Città, autódromo localizado em Mogi Guaçu (SP). O piloto da Ipiranga Racing liderou praticamente toda a corrida, exceção ao momento em que foi aos boxes, quando precisou recuperar na pista para superar Felipe Fraga e vencer pela quinta vez no ano.

Thiago Camilo
Camilo venceu pela quinta vez na temporada. (Foto: Rafael Gagliano)

A corrida começou com pista molhada por conta da chuva que atingiu o circuito até 30 minutos antes da largada, e terminou com pista seca. Assim, os pilotos optaram por colocar pneus slicks na janela de paradas, o que não foi seguido por Fraga. O tempo ganho por uma parada mais rápida em relação aos rivais, porém, não foi o suficiente para o piloto da Cimed Racing se manter na frente. Melhor para Camilo, que o superou na 20ª volta e seguiu para a vitória.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

A segunda posição ficou com Gabriel Casagrande, que perseguiu Camilo no início da corrida, mas não conseguiu acompanhar o ritmo do adversário. O piloto da Crown Racing foi seguido por Daniel Serra, da Eurofarma RC, que completou o pódio com a terceira posição. Cacá Bueno levou o carro da Cimed Racing ao quarto lugar, enquanto Julio Campos, da Prati-Donaduzzi, completou o grupo dos cinco primeiros.

LEIA MAIS:
Thiago Camilo garante a pole position em Mogi Guaçu

Ricardo Zonta, da Shell V-Power, completou a corrida na sexta posição, sendo seguido por Fraga, que pagou pela estratégia errada e finalizou em sétimo com o carro da Cimed. Bruno Baptista, da RCM, terminou a corrida na oitava posição, logo à frente de Diego Nunes, da KTF Sports. Átila Abreu, companheiro de Zonta, fechou o grupo dos dez melhores e ficou com a pole position para a segunda corrida.

Também líder do campeonato antes da largada da primeira corrida no interior paulista, Ricardo Maurício terminou na 12ª colocação, depois de largar da 19ª posição com o equipamento da Eurofarma RC. Já Rubens Barrichello foi o 13º com o equipamento preparado pela Full Time.

Após a primeira corrida do dia, Daniel Serra se isolou na liderança do campeonato, somando agora 287 pontos, contra 279 do novo vice-líder, Thiago Camilo. Ricardo Maurício aparece na terceira posição com 274, e é seguido por Rubens Barrichello, quarto com 249. Julio Campos é o quinto, com 241, enquanto Felipe Fraga fecha o top-6 com 239.

A segunda corrida da etapa de Mogi Guaçu da Stock Car está marcada para logo mais, ao meio-dia, também com transmissão ao vivo dos canais Sportv.

Confira como foi a corrida

Por conta da chuva que atingiu o Velo Città durante a maior parte da manhã, a direção de prova optou por acionar a largada em regime de Safety Car. Logo no complemento da primeira volta, Marcos Gomes visitou os boxes para colocar pneus slicks. Na abertura da terceira volta, a bandeira verde foi acionada finalmente, com Thiago Camilo mantendo a primeira colocação, enquanto Gabriel Casagrande era pressionado por Felipe Fraga.

Max Wilson recolheu aos boxes com problemas no carro da RCM, enquanto Marcos Gomes sofria para conseguir andar com os pneus para pista seca no asfalto molhado. Mais atrás, Diego Nunes e Átila Abreu superaram Julio Campos, avançando para a quinta e a sexta posição, respectivamente. Na frente, Camilo mantinha uma distância segura para Casagrande, que também não era atacado por Fraga.

Rubens Barrichello começou a avançar, e ganhou a nona posição ao superar Cacá Bueno, enquanto Ricardo Maurício, líder do campeonato ao lado de Daniel Serra, apareceu na 16ª posição no complemento da quinta volta, após largar em 19º. Dois giros depois, Cacá recuperou a nona posição de Barrichello, que perdeu a posição também para Ricardo Zonta, saindo do grupo dos dez primeiros.

Camilo seguia na liderança na nona volta, levando 1s3 de vantagem para Casagrande, que era acompanhado por Fraga, Serra e Nunes. Zonta ganhou a nona posição de Cacá, e imediatamente passou a atacar Bruno Baptista pela oitava colocação, conseguindo a ultrapassagem na 11ª volta, pela linha de fora da primeira curva do circuito localizado no interior paulista.

Casagrande perdeu um pouco de desempenho e viu Camilo abrir vantagem na liderança da prova, disparando 3s3 na 13ª volta, e permitindo a aproximação de Fraga. Pouco depois, Felipe Lapenna e Cesar Ramos abriram a rodada de paradas nos boxes, colocando pneus para pista seca, atitude que foi seguida por Bia Figueiredo na volta seguinte.

Precisando recuperar posições, Ricardo Maurício foi aos boxes na 16ª volta, enquanto Camilo e Fraga vieram para a troca de pneus e reabastecimento no giro seguinte. O piloto da Ipiranga colocou os pneus para pista seca, enquanto o representante da Cimed optou por trocar apenas um pneu de chuva, ganhando a posição. Diego Nunes também entrou nos boxes no mesmo momento que Camilo e Fraga.

Daniel Serra entrou nos boxes na volta 18, também colocando pneus slicks, enquanto Casagrande e Átila Abreu foram para o pit stop um giro depois, com ambos colocando pneus para pista seca. Após as paradas, a corrida apontava Fraga, com pneus de chuva, na liderança, sendo seguido por Camilo, Casagrande, Serra e Cacá. O dono do carro número 21, porém, descontava rápido a distância para o rival do numeral 88.

A batalha pela liderança começou na volta 20, durando poucas voltas, já que com um carro mais rápido com os pneus slicks, Camilo recuperou a primeira posição com alguma facilidade. Mais atrás, Bruno Baptista deixou Diego Nunes para trás, tomando a décima posição. Fraga continuou perdendo posições, e acabou superado por Casagrande, caindo para terceiro.

Sem ritmo, Fraga foi superado por Serra na 23ª volta, caindo para o quarto lugar. Mais atrás, Lucas Foresti sofria com a mesma estratégia errada do piloto da Cimed, e também despencava no grid. Camilo seguiu para as voltas finais sem ser ameaçado pelos concorrentes, garantindo a quinta vitória na temporada 2019.