Card image
Notícias
Brasileiros demonstram ansiedade no Rally Dakar

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 04/01/2016
  • Atualizado: 04/01/2016 às 4:01
  • Por: admin

<p><img alt="Spinelli e Haddad tentam quebrar sequência de quatro abandonos seguidos no Dakar" height="467" src="/wp-content/uploads/uploads/273131_569939_318_dk16_victoreleuterio_0013752_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Um prólogo interrompido e uma especial não realizada. E assim, a ansiedade dos competidores para o início efetivo do Rally Dakar vai aumentando. Isso não é diferente para os pilotos brasileiros, que esperam finalmente começar a disputar a prova nesta segunda-feira (4), quando a caravana do maior rali do mundo deixa Villa Carlos Paz em direção a Termas de Rio Hondo.</p>

<p><strong>LEIA MAIS:<br />
<a href="http://www.motorpress.com.br/racing/noticias/ultimas-noticias/chuva-cancela-primeira-especial-do-dakar">Chuva cancela primeira especial do Dakar</a><br />
<a href="http://www.motorpress.com.br/racing/noticias/ultimas-noticias/scott-dixon-critica-kits-aerodinamicos-da-indy">Scott Dixon critica kits aerodinâmicos da Indy</a><br />
<a href="http://www.motorpress.com.br/racing/noticias/ultimas-noticias/alonso-espera-ano-diferente-com-a-mclaren">Alonso espera ano diferente com a McLaren</a></strong></p>

<p>Para Youssef Haddad, navegador de Guilherme Spinelli em mais uma edição do Dakar, o maior desafio do estágio, que terá um total de 521 quilômetros cronometrados, será encontrar o melhor desempenho. O brasileiro ainda destaca que, por conta das chuvas, o início da especial não terá poeira, algo positivo em sua visão.</p>

<p>“A principal mudança agora é o rali começar de verdade. Amanhã teremos uma especial com mais de 500 km e achar o ritmo ideal será o maior desafio. Além disso, pela quantidade de chuva que tivemos hoje, é provável que o início do trajeto ainda esteja úmido. Ou seja, não teremos poeira e isso facilita as ultrapassagens”, disse Haddad.</p>

<p>Spinelli torce para que o clima melhore nesta segunda-feira, mas alerta para os perigos do piso escorregadio. Guiga também disse que nos 11 quilômetros percorridos no prólogo, o carro se mostrou em condições de ter um bom desempenho na 38ª edição do Dakar.</p>

<p>“Amanhã vamos torcer para o tempo colaborar e termos a primeira especial do Dakar. Como estamos largando mais atrás, não ter poeira pode nos ajudar. Mas com o piso escorregadio sempre precisamos ter uma atenção redobrada. Mesmo no curto trajeto que fizemos ontem, nosso ritmo foi excelente. A suspensão, motor e todo o carro estão ótimos”, diz Spinelli.</p>

<p>Competidor da equipe HSA Rally Team entre as motos, Jean Azevedo chegou a completar o deslocamento para iniciar o estágio antes que ele fosse cancelado. O brasileiro lamentou a não realização da especial, mas ressaltou que a segurança precisa ser considerada.</p>

<p>"Tivemos muita chuva logo na primeira etapa e a organização decidiu cancelar a prova para garantir a nossa segurança. Isso faz parte de um rali e, apesar de a expectativa ser grande para poder acelerar, nada mudará, pois ainda temos muitas etapas pela frente", comentou o piloto, que participa da prova com uma moto Honda CRF 450 Rally.</p>

<p>Nesta segunda-feira (4), os pilotos deixam Villa Carlos Paz em direção a Termas de Rio Hondo.</p>

<p><img alt="Azevedo lamentou cancelamento de especial, mas ressaltou a manutenção da segurança dos competidores" height="467" src="/wp-content/uploads/uploads/026_dk16_magnustorquato_002457_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>