Card image
Competições
Álvaro Parente lidera em Bathurst após quatro horas de corrida

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 01/02/2020
  • Atualizado: 01/02/2020 às 20:58
  • Por: Leonardo Marson

Álvaro Parente lidera as 12 Horas de Bathurst, prova que abre a temporada 2020 do Intercontinental GT Challenge neste sábado (1), após a realização de quatro horas de corrida. O português, companheiro de Ben Barnicoat e Tom Blomqvist na condução de um McLaren 720S GT3, recuperou a liderança da corrida realizada no circuito de Mount Panorama, na Austrália, após Felipe Fraga visitar os boxes na quarta hora de corrida, e segue na ponta desde então.

Bathurst
Parente tomou a liderança da prova após Fraga ir para os boxes. (Foto: Bathurst 12)

A segunda colocação da prova pertence a Jules Gounon, responsável por conduzir um Bentley Continental GT3 ao lado de Maxime Soulet e Jordan Pepper, e que vem reduzindo a distância para os ponteiros. Matt Campbell, com um Porsche GT3 R compartilhado com Mathieu Jaminet e Patrick Pilet, aparece neste momento na terceira colocação.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

João Paulo de Oliveira faz o primeiro stint na corrida, aparece na quarta colocação da prova com um Nissan GTR Nismo GT3 que compartilha com Edoardo Liberati, Alexandre Imperatori. O grupo dos cinco primeiros ainda conta com Jamie Whincup, companheiro de Shane van Gisbergen e Maximilian Götz na condução de um Mercedes AMG GT3, completa a lista dos cinco primeiros.

LEIA MAIS:
Carro de Felipe Fraga lidera as primeiras duas horas em Bathurst

Felipe Fraga fez um ótimo stint, liderando a corrida em praticamente todo o seu stint, cedendo o Mercedes AMG GT3 que pilotava para Rafaelle Marciello, que ocupa a 13ª colocação neste momento. Além do ex-piloto da Stock Car e do italiano naturalizado suíço, o time conta ainda com o alemão Maximilian Buhk

Augusto Farfus viu Nick Catsburg trazer a BMW M6 GT3 aos boxes com problemas no capô, e o time perder tempo ao tentar prendê-lo ao carro. Assim, o brasileiro iniciou seu primeiro stint na 25ª posição. Neste momento, o curitibano, que também tem como companheiro Chaz Mostert, com quem venceu entre os GTs a 24 Horas de Daytona, no último final de semana, aparece em 22º.

A prova teve bons momentos entre a terceira e a quarta hora, como a disputa tripla pela liderança entre Maximilian Götz, Maxime Soulet e Mathieu Jaminet, quando a corrida tinha 2h25min de disputas. Götz conseguiu manter a primeira colocação da prova neste momento Jaminet deixou Soulet para trás, tomando o segundo posto naquele momento da corrida.

Ainda na terceira hora, o Safety Car precisou ser acionado pela terceira vez na corrida por conta de uma forte batida de Garth Tander, que corria com um Audi R8 LMS GT3 ao lado de Chris Mies e Mirko Bortolotti. O australiano do carro da marca das quatro argolas foi tocado por um rival e escapou da pista, batendo contra a barreira de pneus, forçando a bandeira amarela imediatamente. A relargada veio no complemento da terceira hora.

A corrida ainda teve outros incidentes, como um problema com Max Twigg, que ficou parado na caixa de brita, e Marc Cini, que rodou após receber um toque de um rival.