Card image
Nascar
Lenda do basquete, Michael Jordan compra equipe da Nascar

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 23/09/2020
  • Atualizado: 23/09/2020 às 11:58
  • Por: Leonardo Marson

Uma das maiores lendas do esporte mundial será dono de equipe de automobilismo. Na noite dessa segunda-feira (21), a Nascar, principal categoria do esporte a motor americano, anunciou que Michael Jordan, mais aclamado jogador de basquete do mundo, comprou a licença da Germain Racing, passando a comandar o time.

Michael Jordan
Jordan já é proprietário do Charlotte Hornets, franquia da NBA. (Foto: divulgação)

Para a empreitada, Jordan – que já é dono do Charlotte Hornets na NBA – terá como sócio o amigo e piloto Denny Hamlin, que também corre na Nascar defendendo a Joe Gibbs. O astro do basquete ainda anunciou a contratação de Bubba Wallace, que deixará a Richard Petty ao final da temporada. O acordo com o único piloto preto do grid é válido por várias temporadas.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

A Germain Racing atualmente conta com apenas um carro no grid, pilotado por Ty Dillon. Não há definição de patrocinadores ou com qual equipamento Wallace correrá na próxima temporada. Ainda há a indefinição sobre o número do veículo. A Germain usa o número 13, mas o 23, número com o qual Jordan se consagrou no basquete, está livre para ser usado.

LEIA MAIS:

Veja a programação e onde assistir na TV o GP da Rússia de F1

“Como cresci na Carolina do Norte, meus pais levavam meus irmãos, irmãs e eu para as corridas, e fui um fã da Nascar minha vida toda. A chance de ter minha própria equipe de corrida em parceria com meu amigo Denny Hamlin e ter Bubba Wallace pilotando para nós é muito empolgante para mim”, disse Jordan, que ressaltou a importância de contar com Wallace na equipe.

“Historicamente, a Nascar lutou contra a diversidade e houve poucos donos pretos. O momento parece perfeito, uma vez que a Nascar está evoluindo e abraçando cada vez mais as mudanças sociais. Além do recente compromisso e doações que fiz para combater o racismo sistêmico, vejo isso como uma chance de educar um novo público e abrir mais oportunidades para os pretos nas corridas”, completou.

Vale lembrar que Michael Jordan não é o único atleta vindo de fora do automobilismo a ter uma equipe na Nascar. Joe Gibbs, atual chefe de Hamlin, foi técnico de futebol americano, tendo vencido três edições do Super Bowl, a final da NFL, sempre defendendo o Washington Redskins (atual Washington Football Team).