Card image
Mundial de Endurance
Toyota confirma favoritismo e vence as 24 Horas de Le Mans

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 20/09/2020
  • Atualizado: 20/09/2020 às 10:14
  • Por: Leonardo Marson

A Toyota venceu neste domingo (20) a 88ª edição das 24 Horas de Le Mans. O TS050-Hybrid número 7, pilotado por Kazuki Nakajima, Sébastien Buemi e Brendon Hartley assumiu a liderança da prova na 13ª hora, após um problema no turbo do outro protótipo da equipe japonesa, e não teve mais a liderança ameaçada. É a terceira vitória seguida da equipe no circuito de La Sarthe.

Toyota
Toyota venceu com Brendon Hartley, Kazuki Nakajima e Sébastien Buemi. (Foto: Toyota)

A segunda colocação ficou com o Rebellion número 1, pilotado por Bruno Senna, Norman Nato e Gustavo Menezes, que precisaram ir para a garagem durante a madrugada terminando cinco voltas atrás dos vencedores. O outro protótipo da Toyota, este conduzido por José María López, Kamui Kobayashi e Mike Conway, completou o pódio, superando o Rebellion número 3 nas horas finais.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

Na classe LMP2, a United Autosports venceu a prova com o trio formado por Phil Hanson, Filipe Albuquerque e Paul di Resta.O trio esteve na liderança na maior parte do tempo, e garantiu a vitória do time americano. A Jota, equipe de Anthony Davidson, Roberto González e António Félix da Costa fechou a prova em segundo, seguido pela Panis Racing, time de Matthieu Vaxiviére, Julien Canal e Nicolas Jamin. André Negrão, da Signatech, foi o quarto.

LEIA MAIS:

Viñales vê Bagnaia cair e vence em Misano na MotoGP

Maxime Martin, Alex Lynn e Harry Tinknell levaram a Aston Martin à vitória entre os competidores da classe LM GTE Pro, após travarem boa batalha coma Ferrari de Daniel Serra, Alessandro Pier Guidi e James Calado, que ficaram com a segunda colocação. Nicki Thiim, Marco Sorensen e Richard Westbrook, com outro Aston Martin, fechou o pódio.

A Aston Martin ganhou ainda na LM GTE Am com Salih Yoluç, Charlie Eastwood e Jonathan Adam. Oswaldo Negri foi o sétimo, Augusto Farfus foi o oitavo, Felipe Fraga foi o 14º, e Marcos Gomes abandonou.