Card image
MotoGP
Viñales vê Bagnaia cair e vence em Misano na MotoGP

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 20/09/2020
  • Atualizado: 20/09/2020 às 9:57
  • Por: Leonardo Marson

Maverick Viñales venceu neste domingo (20) o Grande Prêmio da Emilia Romagna, sétima etapa da temporada da MotoGP. O piloto da Yamaha largou da pole position, mas caiu para segundo e parecia não conseguir lutar pela vitória no circuito de Misano, na Itália. Porém, Francesco Bagnaia, o líder, caiu, abrindo caminho para o triunfo do espanhol.

Maverick Viñales
Maverick Viñales venceu pela primeira vez na temporada. (Foto: MotoGP)

A segunda colocação ficou com Joan Mir, piloto da Suzuki que avançou na classificação ao longo da corrida, tomando a posição nos giros finais. Pol Espargaró completou o pódio ao levar a KTM ao terceiro lugar. O espanhol terminou a corrida em quarto na pista, mas foi beneficiado por uma punição de três segundos contra Fabio Quartararo, que não respeitou os limites de pista.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

Quartararo fechou a prova em quarto com uma Yamaha da SRT, sendo seguido por Miguel Oliveira, quinto com uma KTM da Tech3. Takaaki Nakagami, com uma Honda da LCR, foi o sexto, sendo seguido por Álex Márquez, piloto oficial da Honda. Andrea Dovizioso levou a Ducati ao oitavo lugar, seguido por Franco Morbidelli, da SRT, e Danilo Petrucci, da Ducati.

LEIA MAIS:

Viñales vê Bagnaia ter volta cancelada e é pole em Misano

O campeonato se encontra dos mais equilibrados após sete corridas. Dovizioso lidera a temporada com 84 pontos, apenas um a mais em relação a Quartararo e Viñales, vice-líderes com 83 pontos. Joan Mir completa a lista dos quatro primeiros com 80 pontos.

A próxima etapa da temporada 2020 da MotoGP será o Grande Prêmio da Catalunha, marcado para o domingo que vem no Circuito de Barcelona.

Confira como foi a corrida

A corrida começou com Jack Miller tomando a liderança da prova nos metros iniciais, sendo seguido por Maverick Viñales e Fabio Quartararo. Poucas curvas depois, o espanhol da Yamaha retomou a primeira colocação ao superar o australiano. Francesco Bagnaia passou pelo francês da SRT para tomar o terceiro lugar. Aleix Espargaró caiu após um incidente com Franco Morbidelli.

Na segunda volta da prova, Valentino Rossi caiu na curva 4, abandonando a disputa em Misano. Quartararo, por sua vez, saiu do grupo dos cinco primeiros ao ser superado por Pol Espargaró, enquanto Brad Binder, que avançou para terceiro, tombou na curva 14, também deixando a disputa pela vitória da sétima etapa da prova.

Viñales e Bagnaia abriram uma pequena vantagem em relação a Espargaró, agora terceiro com a KTM. Apesar disso, o piloto da equipe austríaca começou a descontar a diferença pelos líderes. Binder foi ao chão novamente no quarto giro, enquanto Álex Márquez, com a Honda, apareceu em nono após superar Miguel Oliveira.

Na sexta volta, Bagnaia passou por Viñales, tomando a liderança da corrida, abrindo vantagem em relação ao piloto da Yamaha. Os dois abriram pouco mais de um segundo para Espargaró, enquanto Quartararo e Joan Mir, que completavam a lista dos cinco primeiros. Miller, que caiu para sétimo, foi aos boxes e abandonou a disputa.

Andrea Dovizioso, em corrida discreta, avançou para a nona colocação no décimo giro, após superar Takaaki Nakagami. Na frente, Bagnaia abriu pouco mais de um segundo de frente para Viñales. Um pouco mais atrás, Mir passou a se aproximar de Quartararo, que respondeu logo na sequência. Na 13ª volta, Tito Rabat caiu, deixando a disputa da prova.

Miguel Oliveira passou por Iker Lecuona para tomar a sexta posição na 14ª volta, enquanto Dovizioso, que se aproximava de Márquez, começou a receber a pressão de Nakagami na disputa pelo oitavo lugar. Valentino Rossi recolheu a moto para os boxes e deixou a corrida. Na frente, Bagnaia mantinha uma vantagem de 1,4 segundos para Viñales.

Quartararo começou a atacar Pol Espargaró restando oito voltas para o final da corrida. Na volta seguinte, Bagnaia perdeu o controle na Ducati da Pramac e caiu na curva 6, abandonando a disputa. Assim, Viñales assumiu a liderança, com uma vantagem de quatro segundos para Esparagaró e Quartararo. Mir, por sua vez, chegou na disputa pela segunda posição.

Mir passou por Quartararo para tomar a terceira posição há três voltas para o final. Na volta seguinte, o piloto da Suzuki tomou a segunda posição de Espargaró, que também foi ultrapassado pelo rival da SRT. Na curva 16, Iker Lecuona foi para o chão e abandonou a disputa. Quartararo foi punido com uma volta longa, mas não cumpriu, tendo três segundos adicionados ao seu tempo.

Viñales seguiu para vencer em Misano, seguido por Mir e Espargaró.