Card image
MotoGP
Mir vence o GP da Europa e coloca uma mão no título da MotoGP

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 08/11/2020
  • Atualizado: 08/11/2020 às 11:47
  • Por: Leonardo Marson

Joan Mir venceu neste domingo (8) o Grande Prêmio da Europa, antepenúltima etapa da temporada 2020 da MotoGP. O piloto da Suzuki se colocou na segunda colocação logo na largada no Circuito Ricardo Tormo, em Valência, na Espanha, e superou Álex Rins na 17ª das 27 voltas para vencer pela primeira vez no ano e ampliar a liderança do campeonato.

Joan Mir
Mir venceu pela primeira vez na MotoGP. (Foto: Suzuki)

A segunda posição ficou com Rins, que completou o 1-2 da equipe de Hamamatsu em Valência. Pol Espargaró, que largou da pole position com a KTM, completou o pódio com a terceira colocação, depois de muito pressionar os dois pilotos da Suzuki. Takaaki Nakagami fechou a prova em quarto com uma Honda da LCR. Miguel Oliveira, com uma KTM da Tech3, foi o quinto.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

Jack Miller levou a Ducati preparada pela Pramac ao sexto lugar, chegando logo à frente de Brad Binder, sétimo com a KTM. Andrea Dovizioso acabou com a Ducati da equipe oficial, enquanto Johann Zarco, com uma Ducati da Avintia, foi o nono. Danilo Petrucci, companheiro de equipe de Dovizioso, completou o grupo dos dez primeiros.

LEIA MAIS:

Thiago Camilo garante nova pole da Stock Car em Curitiba

A MotoGP dá sequência a temporada 2020 já no próximo final de semana, novamente no Circuito Ricardo Tormo, que receberá o Grande Prêmio da Comunidade Valenciana.

Confira como foi a corrida

Pol Espargaró manteve a liderança nos metros iniciais, sendo seguido por Álex Rins nos metros iniciais. Takaaki Nakagami apareceu em terceiro, enquanto Joan Mir e Miguel Oliveira completavam a lista dos cinco primeiros. Maverick Viñales largou dos boxes. Ainda no primeiro giro, Mir passou por Nakagami, enquanto Fabio Quartararo e Aleix Espargaró caíram.

Logo na segunda volta, Rins passou por Espargaró para tomar a liderança da corrida. Um pouco mais atrás, Oliveira superou Nakagami para avançar ao quarto lugar. Já Brad Binder foi punido com a volta longa, enquanto Lorenzo Savadori caiu com a Aprilia na volta 14, abandonando a disputa. Pouco depois, na quarta volta, Mir superou o piloto da KTM para tomar o segundo lugar.

Valentino Rossi apareceu parado na pista na volta 5 com problemas na Yamaha. Já Francesco Bagnaia caiu na curva dois, abandonando a disputa, assim como aconteceu como Cal Crutchlow, este, na curva oito. Na frente, Mir se aproximou de Rins, passando a lutar pela primeira posição. Espargaró, Oliveira, Nakagami e Johann Zarco completavam o primeiro pelotão.

A corrida chegou à décima volta com Franco Morbidelli na oitava posição, enquanto Andrea Dovizioso vinha dois postos atrás, em décimo. Já Quartararo, que voltou a prova após a queda no primeiro giro, aparecia em 16º. Na frente, os seis primeiros seguiam em compasso de espera, apenas se comboiando. Rins seguia na ponta, com Mir logo atrás.

Morbidelli seguia sofrendo com a Yamaha, e acabou superado por Álex Márquez e por Dovizioso, caindo para décimo no 11º giro. Na frente, os dois pilotos da Suzuki e Pol Espargaró desgarraram dos rivais, passando a formar um novo primeiro pelotão. No fim do grid, Tito Rabat aparecia lento, indo aos boxes com problemas na Ducati da Avintia.

Nakagami passou por Oliveira para assumir a quarta posição, mas aparecia 1,8 segundos atrás de Espargaró, o terceiro colocado. Na volta 17, Mir conseguiu a ultrapassagem sobre Rins, tomando a liderança da corrida após um erro do companheiro de equipe. Imediatamente, o piloto da moto número 36 passou a abrir vantagem sobre os rivais.

Jack Miller apareceu na corrida no 20º giro, entrando no top-6 ao superar Zarco. Mir, por sua vez, seguiu abrindo vantagem na liderança, ao passo que Rins passou a ser pressionado por Espargaró. Andrea Dovizioso superou Álex Márquez quando restavam cinco voltas para o final. Na sequência, o piloto da Honda caiu, deixando a disputa.

Dovizioso avançou ao sétimo lugar na penúltima volta, depois de ultrapassar Brad Binder. Os dois, pouco antes, superaram Johann Zarco, que despencou para nono. Pouco depois, o sul-africano retomou a posição do italiano. Mir seguiu tranquilo para vencer, com Rins e Espargaró no pódio.

Comentários