Card image
MotoGP
Miller supera Quartararo e vence o GP da Espanha de MotoGP

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 02/05/2021
  • Atualizado: 02/05/2021 às 10:01
  • Por: Leonardo Marson

Jack Miller venceu neste domingo (2) o Grande Prêmio da Espanha, quarta etapa da temporada 2021 da MotoGP. O australiano da Ducati tomou a liderança na largada, foi superado por Fabio Quartararo ainda na quarta das 25 voltas realizadas no circuito de Jerez de la Frontera, mas recuperou a ponta alguns giros depois, seguindo para vencer pela primeira vez neste ano.

Jack Miller
Miller venceu pela primeira vez na temporada. (Foto: Ducati)

A segunda posição ficou com Francesco Bagnaia, que teve de conter a aproximação de Franco Morbidelli e ainda teve tempo de tentar um ataque sobre Miller, sem sucesso. Morbidelli, com uma Yamaha da SRT, completou o pódio em Jerez, sendo seguido por Takaaki Nakagami, quarto com uma Honda da LCR. Joan Mir, da Suzuki, fechou o grupo dos cinco primeiros.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

Aleix Espargaró completou a corrida na sexta posição, igualando o melhor resultado da história da Aprilia na MotoGP. Maverick Viñales, em um final de semana discreto, foi o sétimo com a Yamaha, sendo seguido por Johann Zarco, oitavo com uma Ducati da Pramac. Marc Márquez e Pol Espargaró, ambos da Honda, completaram o top-10.

LEIA MAIS:

DiGiannantonio vence de ponta a ponta em Jerez na Moto2
Moto3: Acosta supera dois na volta final e vence em Jerez

Francesco Bagnaia é o novo líder da MotoGP, agora com 66 pontos, dois a mais em relação ao agora vice-líder Fabio Quartararo, que soma 64 pontos. Maverick Viñales ocupa a terceira colocação, somando 50 pontos depois de quatro corridas. O grupo dos quatro melhores é completado por Joan Mir, que tem 49 pontos.

A MotoGP dá sequência a temporada 2021 no dia 16 de maio, com a disputa do Grande Prêmio da França, em Le Mans.

Confira como foi a corrida

A corrida começou com Jack Miller pulando para a primeira posição logo na largada, sendo seguido por Franco Morbidelli. Francesco Bagnaia avançou para terceiro, enquanto Fabio Quartararo, que largou da pole position, despencou para o quarto lugar. Aleix Espagaró fechava o top-5, após largar em oitavo. Ainda no giro inicial, Alex Márquez caiu na curva 8, abandonando a disputa.

Brad Binder foi para o chão na curva 2 na segunda volta, retornando à corrida pouco depois. Na frente, Quartararo retomou a terceira posição ao superar Bagnaia. Tentando entrar no grupo dos cinco primeiros, Alex Rins tentou uma manobra por fora na curva 6 e caiu com a Suzuki, enquanto o francês da Yamaha avançou para o segundo posto ao ultrapassar Morbidelli.

Aleix Espargaró mostrava bom ritmo e superou Bagnaia para tomar o quarto posto ainda no terceiro giro. Uma volta depois, foi a vez de Quartararo deixar Miller para trás, tomando a liderança da corrida. Um pouco mais atrás, Takaaki Nakagami e Joan Mir travavam bom duelo pela sexta colocação, com o japonês prevalecendo.

Na oitava volta da prova, Marc Márquez se aproximou de Pol Espargaró, seu companheiro de Honda, em disputa valendo a décima colocação. Mais na frente, Bagnaia deixou Aleix Espargaró para trás, recuperando a quarta posição, enquanto Quartararo disparou 1s5 para Miller no complemento da décima volta em Jerez. O australiano também não era ameaçado por Morbidelli, o terceiro.

Enea Bastianini foi mais um a cair na curva 2, retornando à prova logo depois. Dois giros mais tarde, Bagnaia partiu para o ataque sobre Morbidelli, valendo o terceiro lugar. Binder, porém, caiu novamente, agora na curva 13, abandonando a disputa em Jerez. Mais atrás, Márquez superou Pol Espargaró, entrando no grupo dos dez primeiros.

De tanto insistir, Bagnaia superou Morbidelli na volta 15, tomando a terceira posição. Na frente, Miller cortou para quatro décimos a vantagem de Quartararo, que chegou a ser de 1s7. Na abertura da volta 16, o australiano tomou a liderança da corrida na reta dos boxes. O francês da Yamaha perdeu desempenho, e passou a ver Bagnaia se aproximar também.

Com oito voltas para o final, o italiano da Ducati superou Quartararo, assumindo a segunda colocação. O líder do campeonato seguiu sendo escalado, e foi superado por Morbidelli, caindo para o quarto lugar. Na volta seguinte, o piloto da Yamaha foi superado por Nakagami, Joan Mir, Aleix Espargaró e Maverick Viñales, despencando para o oitavo lugar.

Johann Zarco e Márquez foram outros dois a passarem por Quartararo, assumindo a oitava e a nona posições, respectivamente. Na frente, Miller seguia na frente, com 1s7 de vantagem para Bagnaia. O italiano passou a ser pressionado por Morbidelli quando restavam quatro voltas para o final da corrida. Quartararo seguiu despencando, caindo para 13º na volta 23.

Bagnaia abriu distância novamente para Morbidelli, e passou a se aproximar Miller. O australiano, porém, manteve a diferença na casa de um segundo, seguindo para a vitória.