Card image
MotoGP
Miller abre vantagem na chuva e vence o GP da França de MotoGP

4 Minutos de leitura

  • Publicado: 16/05/2021
  • Atualizado: 16/05/2021 às 10:01
  • Por: Leonardo Marson

Jack Miller venceu o Grande Prêmio da França, quinta etapa da temporada 2021 da MotoGP. Em uma corrida marcada pela chuva em Le Mans, que caiu após a largada deste domingo (16), o piloto da Ducati, que pagou duas voltas longas por exceder o limite de velocidade nos boxes, contou com uma queda de Marc Márquez e com o melhor ritmo de sua moto para deixar Fabio Quartararo para trás, vencendo pela segunda vez no ano.

Jack Miller
Miller tomou a ponta após superar Quartararo. (Foto: Ducati)

A segunda colocação ficou com Johann Zarco, piloto da Pramac Ducati que descontou muito a vantagem de Miller nas voltas finais, mas sem conseguir atacar o australiano. Quartararo, com a Yamaha, completou o pódio com a terceira colocação, depois de demonstrar um ritmo fraco na chuva. Francesco Bagnaia, da Ducati, foi o quarto, seguido por Danilo Petrucci, com uma KTM da Tech3.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

Alex Márquez, com uma Honda da LCR, completou a prova na sexta colocação, sendo seguido por seu companheiro de equipe, Takaaki Nakagami. Pol Espargaró, com uma Honda da equipe oficial, terminou em oitavo, sendo seguido por Maverick Viñales, piloto da Yamaha que chegou a liderar a corrida. O grupo dos dez melhores ainda contou com Iker Lecuona, piloto da Tech3, time satélite da KTM.

LEIA MAIS:

Raul Fernández fatura vitória da Moto2 em Le Mans
García vence corrida acidentada da Moto3 em Le Mans

O campeonato da MotoGP tem um novo líder após o GP da França: Fabio Quartararo, que chegou aos 80 pontos. Francesco Bagnaia, agora vice-líder, tem 79. Johann Zarco aparece na terceira colocação, somando 68 pontos após cinco corridas, enquanto Jack Miller ocupa o quarto posto, alcançando os 64 pontos.

A próxima etapa da MotoGP será o Grande Prêmio da Itália, corrida marcada para o dia 30 de maio, no Autódromo de Mugello.

Confira como foi a corrida

A corrida começou com Jack Miller tomando a primeira posição nos metros iniciais, sendo seguido por Maverick Viñales. Fabio Quartararo caiu da pole position para a terceira colocação, sendo seguido por Takaaki Nakagami e Marc Márquez. Ainda no giro inicial, Franco Morbidelli caiu após tomar uma fechada, e ficou na brita, aparentemente com dores nas pernas.

Logo na segunda volta, Viñales superou Miller para tomar a liderança da corrida. Na quarta volta, Miller superou o espanhol, mas viu Quartararo mergulhar para tomar a liderança da corrida. O australiano recuperou a liderança algumas curvas depois. A chuva chegou em Le Mans, e a direção de prova liberou os pilotos para trocarem de moto.

Márquez passou por Nakagami e Viñales, tomando a terceira colocação da corrida. A chuva, desabou e obrigou os pilotos a trocarem de moto. Antes disso, Miller escapou da pista, perdendo posições, enquanto Joan Mir caiu. Após as trocas de motos, Márquez assumiu a liderança da corrida, seguido por Quartararo, Miller, Nakagami e Johann Zarco.

Por excesso de velocidade nos boxes, a direção de prova puniu com duas voltas longas Jack Miller e Francesco Bagnaia., ambos pilotos da Ducati. Alex Rins caiu enquanto buscava se manter na pista com os pneus slicks, enquanto Quartararo quase caiu na curva 3, permitindo ao espanhol da Honda abrir vantagem na liderança da corrida.

A corrida mudou de líder na volta 9, após Márquez cair e ceder a liderança para Quartararo, que passou a ser pressionado por Miller. O australiano, porém, pagou a primeira volta longa no nono giro, vendo a diferença aumentar para dois segundos. Nakagami, o terceiro, vinha mais de 13 segundos atrás do piloto da Ducati.

Miller cumpriu a segunda volta longa na décima volta, mas seguiu com um ritmo melhor em relação a Quartararo. Na abertura do 12º giro, o piloto da Ducati partiu para o ataque e conseguiu a ultrapassagem, tomando a liderança da corrida. Mais do que isso, o francês foi punido com uma volta longa por um problema na troca de moto.

Destaque da classificação, Lorenzo Savadori abandonou a corrida após a quebra do motor de sua Aprilia. Pouco depois, na volta 13, Miguel Oliveira abandonou após cair com a KTM. Rins, por sua vez, caiu novamente, deixando de vez a disputa. Na volta 15, Zarco passou por Nakagami para tomar a terceira colocação.

Márquez, vindo em 14º, tirava mais de um segundo por volta em relação a Miller. Com um ritmo tão forte, o espanhol passou por Brad Binder, Iker Lecuona e Luca Marini, avançando para 11º. Outro que teve problemas foi Aleix Espargaró, que perdeu rendimento com a moto, abandonando a disputa. Zarco, por sua vez, tirava dois segundos por volta em relação a Quartararo, o segundo colocado.

A recuperação de Márquez acabou na volta 18, quando o piloto da Honda caiu na curva 6. Zarco seguiu descontando a vantagem para Quartararo, derrubando-a para menos de quatro segundos na 20ª volta. Um giro depois, o francês passou a atacar o compatriota da Yamaha, tomando a segunda posição na abertura do giro 22.

Bagnaia, que tinha pneu slick na frente, avançou para a quinta posição na volta 23, superando Danilo Petrucci. Na volta seguinte, o italiano passou por Alex Márquez, pulando para o quarto lugar. Um pouco mais à frente, Zarco seguiu descontando a vantagem de Miller.

A prova chegou ao final com Miller garantindo a vitória, sendo seguido por Zarco e Quartararo.

Comentários