Card image
MotoGP
Dorna reage a possível saída da Suzuki da MotoGP

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 03/05/2022
  • Atualizado: 03/05/2022 às 11:52
  • Por: Willian Teixeira

A possível saída da Suzuki da MotoGP pegou muita gente de surpresa, até mesmo a Dorna, empresa detentora dos direitos do Mundial de Motovelocidade. 

E a organizadora da MotoGP se pronunciou oficialmente sobre a saída da marca de Hamamatsu, que ainda não foi oficializada, mas tudo leva a crer que é mera questão de tempo para que isso ocorra.

No comunicado, a Dorna lembrou que a Suzuki tem um novo contrato com a MotoGP, e sua vigência se encerra apenas em 2026. Tal acordo impede que a fabricante de Hamamatsu tome a decisão de romper com a categoria de forma unilateral, ou seja, a Suzuki deve consultar a Dorna antes de tomar qualquer decisão sobre isso.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram e no Twitter!

A Dorna segue o texto dizendo que as coisas não podem ficar incertas desta maneira, e reafirma que outras fábricas e equipes independentes podem assumir o posto deixado pela Suzuki caso a saída realmente seja confirmada.

Além disso, a Dorna destaca ter liberdade para estabelecer o número ideal de times e pilotos para a MotoGP a partir de 2023, e fecha o comunicado lembrando que existem outras marcas e times dispostos a ingressar na categoria, que, segundo sua organizadora, é um exemplo de competição, inovação e entretenimento, alcançando milhares de fãs ao redor do mundo.

Entenda a saída da Suzuki da MotoGP

A Suzuki deve deixar a MotoGP após o encerramento da temporada 2022. A notícia surgiu durante os testes realizados em Jerez na última segunda-feira (2 de maio), mas ainda não foi oficializada pela marca de Hamamatsu. Porém, segundo apurou o site Autosport, os funcionários da equipe já foram comunicados desta decisão, que foi tomada devido a dificuldades financeiras.

Alex Rins
Rins comandou a segunda sessão do dia. (Foto: Suzuki)

LEIA MAIS:
Jorge Lorenzo entra para o Hall da Fama da MotoGP
Valentino Rossi vence prêmio Laureus como Ícone Esportivo
Em Austin, Rins conquista pódio 500 da Suzuki em Mundiais

Esta não é a primeira vez que a Suzuki deixa a MotoGP alegando problemas financeiros. Em 2011 os japoneses de Hamamatsu alegaram os impactos da crise econômica da época e encerraram sua primeira participação na categoria, mas retornaram em 2015. Agora a situação volta a se repetir e deve ser oficializada em breve.

Comentários