Card image
MotoGP
Bagnaia vence corrida encerrada por bandeira vermelha no Algarve

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 07/11/2021
  • Atualizado: 07/11/2021 às 11:57
  • Por: Leonardo Marson

Francesco Bagnaia venceu neste domingo (7) o Grande Prêmio do Algarve, penúltima etapa da temporada 2021 da MotoGP. O piloto da Ducati largou da pole position na corrida disputada no Circuito de Portimão, em Portugal, e se manteve na liderança ao longo das 25 voltas da prova, triunfando com alguma facilidade na pista lusitana. A prova foi encerrada em bandeira vermelha após um acidente entre Miguel Oliveira e Iker Lecuona. Os dois pilotos estão conscientes.

Francesco Bagnaia
Bagnaia liderou a corrida de ponta a ponta. (Foto: MotoGP)

A segunda posição ficou com Joan Mir, piloto da Suzuki que tomou este posto ainda na largada, superando Jack Miller, sem conseguir acompanhar o ritmo de Bagnaia depois. Miller, com uma Ducati, foi o terceiro, depois de travar uma batalha com Álex Márquez, quarto com uma Honda da LCR. O grupo dos cinco primeiros foi completado por Johann Zarco, com uma Ducati da Pramac.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram! e no Twitter
Acompanhe tudo o que rola no esporte a motor com o Boletim Racing

Pol Espargaró, com uma Honda da equipe oficial, terminou a corrida na sexta posição, seguido por Jorge Martín, sétimo com uma Ducati da Pramac. A oitava colocação acabou nas mãos de Álex Rins, da Suzuki, enquanto Enea Bastianini, com uma Ducati da Avintia, foi o nono. Brad Binder, da KTM, completou o grupo dos dez melhores.

LEIA MAIS:

Acosta vence no Algarve e é campeão mundial da Moto3

A MotoGP encerra a temporada no próximo final de semana, com a disputa do Grande Prêmio de Valência, corrida marcada para o Circuito Ricardo Tormo, na Espanha.

Confira como foi a corrida

A corrida começou com Francesco Bagnaia mantendo a primeira posição nos metros iniciais, seguido por Jack Miller. Joan Mir apareceu em terceiro, enquanto Danilo Petrucci daiu logo na curva 4, abandonando a disputa ainda nos metros iniciais da prova em Portugal. Pouco depois, Mir passou por Miller, tomando o segundo lugar.

Já na segunda volta, Bagnaia e Mir abriram vantagem em relação ao resto do pelotão, disparando sete décimos em relação a Miller. Um pouco mais atrás, Álex Márquez superou Martín, tomando a quarta posição. Na frente, o italiano da Ducati passou a abrir vantagem sobre Mir, chegando aos sete décimos de frente na sétima volta.

Aleix Espargaró caiu na volta 8 com sua Aprilia, abandonando a disputa. Quem fazia corrida apenas discreta era Fabio Quartararo, que aparecia na sexta posição, atacando Martín na 11ª volta. Na frente, enquanto Bagnaia abria mais de um segundo sobre Mir, Álex Márquez passou por Miller para tomar a terceira posição na 12ª volta.

Quartararo cometeu um erro no 13º giro e despencou para a sétima posição, sendo superado por Johann Zarco. Na 15ª volta, Bagnaia alcançou os dois segundos de frente para Mir, que por sua vez tinha um segundo de vantagem em relação a Márquez. Mais atrás, o campeão do mundo de 2021 passou a atacar Zarco e Martín, em disputa valendo o quinto lugar.

Miller partiu para o ataque sobre Márquez na 19ª volta, chegando a conseguir a ultrapassagem, tomando o troco metros depois. Mais atrás, Zarco superou Martín dois giros depois, tomando o quinto lugar, enquanto Quartararo, que chegou a superar o espanhol da Pramac, caiu, abandonando a prova. Na disputa pelo terceiro lugar, Miller conseguiu passar por Márquez, tomando o terceiro lugar.

Pol Espargaró superou Martín, tomando a sexta posição na volta 23, mesmo momento em que Miguel Oliveira caiu, em incidente com Iker Lecuona. A corrida foi interrompida em bandeira vermelha e encerrada com vitória de Bagnaia. O lance que encerrou a corrida está sob investigação, e tanto Lecuona quanto Oliveira estão conscientes.

Comentários