Card image
MotoGP
Bagnaia segura Márquez nas voltas finais e vence o GP de Aragón

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 12/09/2021
  • Atualizado: 12/09/2021 às 9:54
  • Por: Leonardo Marson

Francesco Bagnaia venceu neste domingo (12) o Grande Prêmio de Aragón, 13ª etapa da temporada 2021 da MotoGP. O italiano da Ducati travou um grande duelo com Marc Márquez, especialmente nas voltas finais no MotorLand, em Alcaniz, na Espanha, se defendendo em pelo menos cinco manobras do piloto da Honda para vencer pela primeira vez na categoria rainha do Mundial de Motovelocidade.

Francesco Bagnaia
Bagnaia venceu pela primeira vez na MotoGP. (Foto: MotoGP)

A segunda posição ficou com Márquez, que esteve próximo de Bagnaia ao longo das 23 voltas da prova, conseguindo superar o italiano, mas sem jamais completar a manobra. Joan Mir, atual campeão do mundo e piloto da Suzuki, terminou em terceiro, sendo seguido por Aleix Espargaró, quarto com a Aprilia. Jack Miller, da Ducati, completou o grupo dos cinco primeiros.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram! e no Twitter
Acompanhe tudo o que rola no esporte a motor com o Boletim Racing

Enea Bastianini levou uma Ducati de 2019 da Avintia ao sexto lugar da prova, chegando logo à frente de Brad Binder, sétimo com a Ducati. Fabio Quartararo, com a Yamaha, fez uma corrida fraca e terminou apenas na oitava posição. A zona de pontos ainda contou com Jorge Martín, com uma Ducati da Pramac, e Takaaki Nakagami, com uma Honda da LCR.

LEIA MAIS:

Bagnaia fatura a pole position para o GP de Aragón de MotoGP

A próxima etapa da MotoGP será o Grande Prêmio de San Marino, marcado para o circuito de Misano, na Itália.

Confira como foi a corrida

A corrida começou com Francesco Bagnaia mantendo a primeira posição nos metros iniciais, sendo seguido por Marc Márquez, que pulou para o segundo lugar, sendo seguido por Jack Miller. Aleix Espargaró avançou para o quarto posto, sendo seguido por Joan Mir, que superou Fabio Quartararo. Mais atrás, Álex Márquez caiu na curva 5, abandonando a disputa.

Quartararo caiu para sétimo na segunda volta, sendo superado por Jorge Martín, enquanto Jake Dixon caiu na curva 9, deixando a disputa. Na frente, Bagnaia e Márquez começaram a abrir vantagem em relação a Miller, o terceiro colocado, colocando seis décimos para o australiano da Ducati. Porém, pouco depois, o dono da moto número 43 conseguiu encostar nos líderes da prova.

Sem um bom desempenho, Quartararo passou a sofrer com os ataques de Iker Lecuona, que conseguiu a ultrapassagem na sétima volta. No giro seguinte, o líder do campeonato foi superado por Brad Binder, despencando para o nono lugar. Na frente, Bagnaia e Márquez voltaram a abrir vantagem sobre Miller, disparando sete décimos na oitava volta.

Bagnaia seguia sofrendo forte pressão de Márquez, enquanto Miller segurava um pelotão que tinha Aleix Espargaró e Mir. O australiano, porém, cometeu um erro e despencou da terceira para a quinta posição. Na 12ª volta, o piloto da Suzuki e atual campeão do mundo entrou na zona de pódio ao ultrapassar o adversário da Aprilia.

Quartararo passou a sofrer com o ataque de Enea Bastianini, que acabou ultrapassado por Takaaki Nakagami, caindo para a 11ª posição. Na 15ª volta, o piloto da Avintia voltou a superar o japonês da LCR, voltando ao top-10. Já Maverick Viñales, em sua estreia pela Aprilia, aparecia apenas na 18ª colocação na 17ª volta.

Lecuona cometeu um erro na volta 17 e caiu da oitava para a décima posição, enquanto Márquez partiu para o ataque sobre Bagnaia, em disputa valendo a liderança da corrida em Aragón. Um pouco mais atrás, Aleix Espargaró também passou a pressionar o terceiro colocado Mir, enquanto Miller, quinto colocado, não conseguia mais acompanhar os adversários.

Márquez chegou a conseguir a ultrapassagem na volta 21, mas viu Bagnaia fazer o X e voltar para a liderança. Na curva 14, a mesma coisa aconteceu, com o italiano da Ducati mantendo a ponta. O espanhol seguiu no ataque na penúltima volta, sempre tentando a ultrapassagem no miolo do circuito, mas sem conseguir completar a manobra.

Os dois entraram na última volta com Márquez tomando a frente na primeira curva, mas sofrendo nova resposta de Bagnaia metros depois. O espanhol conseguiu a manobra no miolo do circuito, mas saiu da pista, permitindo ao italiano abrir uma vantagem definitiva para vencer pela primeira vez na MotoGP.

Comentários