Card image
Competições
Herta vence em Laguna Seca em dia de show de Grosjean

6 Minutos de leitura

  • Publicado: 19/09/2021
  • Atualizado: 21/09/2021 às 16:33
  • Por: Leonardo Marson

Colton Herta venceu neste domingo (19) o Grande Prêmio de Laguna Seca, penúltima etapa da temporada da Indy. O piloto da Andretti Autosport largou da pole position e, exceções feitas aos momentos em que foi aos boxes, liderou de ponta a ponta as 95 voltas no circuito localizado no condado americano de Monterey, faturando a vitória.

Colton Herta
Herta venceu com autoridade em Laguna Seca. (Foto: IndyCar)

A segunda posição ficou com Álex Palou, piloto da Chip Ganassi que só conseguiu se aproximar de Herta quando o adversário enfrentou problemas para superar retardatários. Romain Grosjean, da Dale Coyne, fez uma corrida muito combativa para terminar em terceiro, sendo seguido por Graham Rahal, quarto com a RLL. Pato O’Ward, da McLaren, completou o grupo dos cinco melhores.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram! e no Twitter
Acompanhe tudo o que rola no esporte a motor com o Boletim Racing

Marcus Ericsson, com um carro da Chip Ganassi, terminou a prova em sexto, sendo seguido por Josef Newgarden, melhor representante da Penkse na prova, e que cruzou a linha de chegada em sétimo. Simon Pagenaud, com outro carro da Penske, foi o oitavo, enquanto Oliver Askew, da RLL, foi o nono. Ed Jones, da Dale Coyne, foi o décimo. Helio Castroneves foi o 24º com a Meyer Shank.

LEIA MAIS:

Herta garante pole position para o GP de Laguna Seca da Indy

Após a disputa da etapa em Laguna Seca, três pilotos vão para a última etapa da Indy com chances de título. Álex Palou lidera o campeonato, enquanto Pato O’Ward é o segundo. Josef Newgarden possui chances apenas matemáticas de título, mas segue na disputa. A temporada da Indy terá seu encerramento no próximo domingo (26), com a realização do Grande Prêmio de Long Beach.

Confira como foi a corrida

A corrida em Laguna Seca começou com Colton Herta mantendo a primeira posição, sendo seguido por Alexander Rossi e Will Power. Álex Palou apareceu em quarto, seguido por Scott Dixon, que deixou Álex Palou para trás. No pelotão de trás, Felix Rosenqvist rodou sozinho, mas retomou a trajetória sem problemas.

Na segunda volta, Herta pisou na terra e viu Rossi tentar um ataque, rodando e parando na areia, causando a primeira bandeira amarela da corrida. Único brasileiro na corrida, Helio Castroneves aparecia na 20ª colocação no complemento do segundo giro. Alguns pilotos, como Jimmie Johnson, Callum Ilott, Takuma Sato e outros pilotos foram aos boxes.

A relargada veio na volta 5, com Marcus Ericsson entrando no grupo dos cinco primeiros ao superar Pato O’Ward. O mexicano, na volta seguinte, foi ultrapassado também por Simon Pagenaud, caindo para o sétimo posto. Na volta 8, Romain Grosjean passou por Oliver Askew no saca-rolha, tomando a oitava colocação da prova.

Josef Newgarden foi aos boxes na volta 9, recebendo da Penske pneus macios no lugar dos duros com que começou a corrida. Na pista, Grosjean passou por Power para tomar a sétima posição, enquanto Power foi aos boxes na volta 11 com problemas de motor em seu Penske. Quem se aproveitou foi Herta, que se viu seis segundos à frente de Palou, o novo segundo colocado.

Pagenaud e O’Ward entraram nos boxes na volta 13, com o mexicano retomando a posição em relação ao francês. Na passagem seguinte, foi a vez de Ryan Hunter-Reay trocar pneus e reabastecer. Newgarden passou por Johnson e entrou no grupo dos 15 primeiros colocados. Ericsson foi para os boxes na volta 15, enquanto Rosenqvist rodou no saca-rolha, perdendo posições.

Grosjean passou por Dixon no saca-rolha para tomar a quarta posição, que virou segunda após o neozelandês e Palou visitarem os boxes na volta 17. Enquanto Rahal foi aos boxes na volta 19, o espanhol líder do campeonato passou por Sébastien Bourdais, tomando a quinta posição. Herta, o líder, foi aos boxes na volta 20, enquanto Grosjean e Ed Jones fizeram suas trocas de pneus e reabastecimentos na volta 21.

Palou passou por Sato na volta 22, tomando a segunda colocação, distante pouco mais de dois segundos de Herta, o líder. O’Ward, por sua vez, voltou ao grupo dos cinco primeiros ao superar Newgarden, que despencou na classificação, aparecendo em décimo na volta 24. Sem rendimento, o americano foi aos boxes na volta 25, mesmo momento da parada do japonês da RLL.

Na 31ª volta, Grosjean tornou a superar Dixon no saca-rolha, tomando a décima posição. O neozelandês da Ganassi, aliás, sofria com o ritmo do carro, e perdeu a posição também para Askew, despencando para o 12º lugar na volta 32. No 34º giro, Bourdais foi aos boxes depois de fazer nada menos do que 30 voltas com os pneus duros.

Palou passou a sofrer com o desgaste dos pneus macios, e viu Herta disparar cinco segundos na liderança da corrida na volta 37, mesmo momento em que Grosjean passou por Scott McLaughlin, tomando o sétimo lugar. Na volta 38, Ericsson voltou aos boxes para nova troca de pneus, enquanto Sato acertou Dixon no saca-rolha, fazendo com que os dois rodassem.

O’Ward fez sua segunda parada nos boxes na volta 39, enquanto Palou fez novo pit stop no 40º giro, voltando à pista ainda na segunda posição, mas 30 segundos atrás de Herta. O líder da prova foi aos boxes na volta 44, mantendo a liderança com uma frente de 2s5 em relação a Palou. Dixon partiu para nova troca de pneus a reabastecimento na volta 45.

Precisando avançar na corrida, O’Ward passou por Jones na volta 46, assumindo a quarta posição da prova. Grosjean, que vinha em terceiro, foi aos boxes na volta 47, o que foi seguido pelo companheiro de equipe do francês, Jones. Newgarden partiu para a terceira parada na volta 48, enquanto Palou cortou a diferença para Herta para menos de um segundo.

Herta se viu preso atrás de um retardatário, Felix Rosenqvist, o que permitia a Palou se aproximar. O’Ward, que vinha em terceiro, mais de 20 segundos atrás dos líderes, também passou a cortar aos poucos a diferença, longe de ameaçar os ponteiros. Na volta 55, Grosjean passou por Hunter-Reay para tomar a sétima posição. O veterano também foi ultrapassado por Askew, caindo para nono.

Os líderes seguiam sem conseguir passar por Rosenqvist, e O’Ward seguia descontando a diferença, trazendo-a para 18 segundos na volta 59. A ultrapassagem sobre o sueco veio apenas na volta 60. Assim, foi Palou quem passou a sofrer para colocar uma volta sobre o piloto da McLaren, enquanto O’Ward e Ericsson seguiam descontando a diferença para os líderes.

Herta voltou a abrir vantagem sobre Palou, alcançando três segundos de frente na volta 63. Com 29 voltas para o encerramento da prova, Palou e O’Ward foram aos boxes para as últimas paradas. Ericsson fez sua troca de pneus e reabastecimento, mas errou na saída dos boxes, perdendo tempo. Herta parou com 27 voltas para o final, e perdeu a liderança para Grosjean.

Com 25 voltas para o final, Dixon foi aos boxes para sua última parada nos boxes, enquanto Herta se aproximou de Grosjean, em disputa valendo a liderança da corrida. Na volta seguinte, o americano passou pelo francês para recuperar a primeira posição. Newgarden foi aos boxes com 23 voltas para o final, enquanto Grosjean parou no giro seguinte, recebendo pneus macios.

Herta passou a ter cinco segundos de vantagem para Palou com 21 voltas para o final da prova. Dois giros depois, Jimmie Johnson passou por James Hinchcliffe, tomando a 17ª posição. O canadense também foi superado por Helio Castroneves, caindo para a 19ª colocação. Grosjean passou por Pagenaud e tomou o sexto lugar, e entrou no top-5 ao superar Ericsson com 15 voltas para o final. Na mesma volta, o francês passou por O’Ward, assumindo o quarto lugar.

Líder da prova, Herta atropelou um animal quando restavam 14 voltas para o final, mas seguiu ponteando a prova. Duas voltas depois, Grosjean superou Rahal para tomar o terceiro lugar. A corrida entrou nas dez voltas finais com Herta 4s3 à frente de Palou, enquanto Grosjean, agora em terceiro, vinha menos de 12 segundos atrás do líder.

O ex-piloto da Fórmula 1, se aproveitando dos pneus mais novos, seguia descontando rapidamente a diferença para Herta e Palou. Mas Grosjean acertou Johnson no saca-rolha. Os dois seguiram na prova, e o francês voltou a passar por retardatários, enquanto tentava se aproximar de Palou e Herta. Ericsson, por sua vez, passou por Newgarden.

A prova chegou ao final com Herta vencendo, seguido por Palou e Grosjean.

Comentários