Card image
Fórmula E
Da Costa assume culpa por incidente com Sims no Marrocos

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 13/01/2019
  • Atualizado: 13/01/2019 às 12:15
  • Por: Leonardo Marson

António Félix da Costa reconheceu a culpa pelo incidente que custou a vitória no ePrix de Marrakesh, segunda etapa da temporada 2018/2019 da Fórmula E. Na corrida disputada nesse sábado (12), o português tomou a liderança após 15 minutos de prova, mas bateu ao se envolver em um incidente com Alexander Sims, seu companheiro na BMW Andretti, que vinha na segunda posição, dando a vitória para Jérôme D’Ambrosio, da Mahindra.

LEIA MAIS:
D’Ambrosio vê dupla da BMW bater e vence em Marrakesh
D’Ambrosio celebra vitória em ePrix “duro e intenso”
Frinjs destaca “grande dia” para a Virgin em Marrakesh
Bird lamenta toque em Marrocos: “Tivemos problemas”

“Tivemos nessas duas primeiras corridas da temporada as duas sessões mais opostas que se podem ter: ganhar a primeira corrida e, hoje, ter liderado a maior parte da corrida e ter um final tão ingrato. Nunca tinha me colocado naquela situação, principalmente com um companheiro de equipe. Basicamente, é uma oportunidade perdida que vamos ter que aprender”, disse Da Costa, ao final da corrida.

O incidente custou caro para Da Costa e para a equipe não só na corrida, mas nos campeonatos. O piloto caiu para a segunda posição, e aparece 12 pontos atrás de D’Ambrosio, enquanto a BMW Andretti ocupa agora a vice-liderança do Mundial de Construtores, atrás da DS Techeetah. Apesar disso, o português acredita que este resultado ruim não definirá os rumos da equipe na temporada.

“Não é essa derrota que vai definir o resto do campeonato, nem como estará nossa mentalidade para o resto da temporada. Por isso, é importante ser forte mentalmente agora. Está tudo bem com a equipe, está tudo bem comigo e com o Alex [Sims], e vamos continuar fortes agora”, seguiu o piloto, lembrando que não há tempo para se lamentar, pois a próxima etapa, o ePrix de Santiago, acontece daqui a dois sábados.

“Quase não há tempo de parada entre essa corrida e a próxima, então é importante como vamos reagir a essa situação, como vamos voltar ao ataque. Creio que temos uma boa mentalidade para voltar fortes e tentar mais pódios e vitórias”, explicou o português, que ainda destacou os pontos positivos do carro preparado pela BMW Andretti.

“Há muitos pontos positivos que podemos tirar daqui. O carro está forte, não só em classificação, mas em corrida também. E, por isso, estamos muito animados para o resto da temporada”, completou Da Costa.

Foto: FIA Formula E