Card image
Formula 1
Verstappen vence de ponta a ponta o GP de Abu Dhabi de F1

4 Minutos de leitura

  • Publicado: 13/12/2020
  • Atualizado: 13/12/2020 às 12:53
  • Por: Leonardo Marson

Max Verstappen venceu neste domingo (13) a última etapa da temporada 2020 da Fórmula 1, o Grande Prêmio de Abu Dhabi. O piloto da Red Bull largou da pole position e não foi ameaçado em momento algum pelos adversários, garantindo sua segunda vitória no campeonato na corrida disputada no circuito de Yas Marina, nos Emirados Árabes Unidos.

Max Verstappen
Verstappen venceu pela segunda vez na temporada. (Foto: Red Bull)

A segunda posição ficou com Valtteri Bottas, piloto da Mercedes que em momento algum conseguiu pressionar Verstappen. Lewis Hamilton, com a outra Mercedes, completou o pódio com a terceira posição da prova, sendo seguido por Alexander Albon, quarto com a outra Red Bull. O grupo dos cinco melhores foi completado por Lando Norris, da McLaren.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

Carlos Sainz, com a McLaren, acabou em sexto, mas está sob investigação por um lance em uma parada nos boxes no início da corrida. Daniel Ricciardo fechou a prova em sétimo com a Renault, sendo seguido por Pierre Gasly, da Alpha Tauri. Esteban Ocon, com a Renault, foi o nono, após superar Lance Stroll, da Racing Point, na volta final.

LEIA MAIS:

Ricardo Maurício conquista a pole position para a final da Stock Car

Pietro Fittipaldi completou a sua segunda corrida na mais importante categoria do automobilismo mundial. O brasileiro, que mais uma vez substituiu Romain Grosjean na Haas, terminou a prova na 19ª colocação, à frente apenas de Sergio Pérez, que abandonou a corrida ainda nas voltas iniciais com problemas no carro da Racing Point.

A Fórmula 1 realiza neste final de semana baterias de testes para pilotos novatos ou que estão sem correr na categoria. A temporada 2021 será iniciada no dia 21 de março, com a disputa do Grande Prêmio da Austrália, prova marcada para o circuito de Albert Park, em Melbourne.

Confira como foi a corrida

A largada contou com Max Verstappen mantendo a liderança da prova, sendo seguido por Valtteri Bottas. Lewis Hamilton seguiu em terceiro, mesmo recebendo pressão de Lando Norris. Alexander Albon completava o grupo dos cinco primeiros. Pietro Fittipaldi perdeu uma posição, caindo de 17º para 18º com a Haas.

Pierre Gasly avançou para a nona posição ao superar Esteban Ocon na segunda votla da corrida em Abu Dhabi, enquanto Verstappen disparou dois segundos de vantagem para Bottas. Mais atrás, Sergio Pérez deixou Fittipaldi para trás para tomar a 18ª colocação. Na sexta volta, Albon conseguiu a ultrapassagem sobre Norris, tomando a quarta posição.

Ricciardo, que passou por Ocon, passou a se aproximar de Gasly, que pressionava Lance Stroll pela oitava colocação. O canadense da Racing Point, porém, passou por Daniil Kvyat na volta oito, ganhando o sétimo lugar. Na volta seguinte, o russo acabou superado por Gasly, seu companheiro de equipe, caindo para a nona posição.

Pérez abandonou a corrida na décima volta, provocando o acionamento do Safety Car Virtual. Verstappen, Bottas, Hamilton, Albon, Norris, Sainz, Stroll, Gasly, Ocon, Räikkönen, Russell e Fittipaldi pararam, enquanto Ricciardo, Vettel, Leclerc e Giovinazzi ficaram na pista. Na volta 11, o Safety Car físico entrou na pista.

A relargada foi acionada na volta 14, com Verstappen mantendo a liderança com alguma tranquilidade. Sainz, por sua vez, superou Leclerc para tomar a oitava colocação. Ocon, recuperando terreno, passou por Giovinazzi para assumir a 12ª colocação na 15ª volta. No giro seguinte, foi a vez de Stroll superar o monegasco da Ferrari pra ganhar a nona posição. Leclerc, porém, deu o troco.

Sainz passou a ser investigado pela direção de prova por ter pilotado lento demais na entrada dos boxes. Apesar disso, o espanhol passou a atacar Vettel, conseguindo a manobra de ultrapassagem na volta 17. Na frente, Verstappen aumentava a diferença em relação a Bottas a cada volta, alcançando os três segundos na volta 18.

Stroll voltou a parrar por Leclerc na volta 19, desta vez, sem dar chances para troco ao monegasco. A corrida chegou no 21º giro da corrida com Verstappen quatro segundos à frente de Bottas. O finlandês, porém, seguia com uma frente de dois segundos em relação a Hamilton. Albon e Ricciardo completavam o grupo dos cinco primeiros.

Leclerc, que passou a ser atacado por Ocon, reclamou com a Ferrari da estratégia adotada pela equipe. Na volta 22, o francês da Renault conseguiu a ultrapassagem, ganhando a 11ª colocação. Sem rendimento na pista, o monegasco foi aos boxes na volta 23, recebendo pneus duros. Verstappen chegou aos cinco segundos de frente sobre Bottas na volta 25.

Stroll escapou da pista na volta 26, mantendo a nona posição. No fim do grid, Leclerc passou por Fittipaldi na volta 27, tomando a 18ª colocação. Na passagem seguinte, o monegasco superou Latifi, avançando ao 17º posto. No mesmo giro, o dono da Ferrari número 16 passou por Magnussen. Verstappen seguia abrindo vantagem, chegando aos sete segundos de frente sobre Bottas.

Gasly tomou a nona posição de Stroll na 30ª volta. O francês seguiu avançando, e ganhou a oitava colocação ao ultrapassar Vettel dois giros depois. Pouco depois, a direção de prova disse que investigará Sainz após a corrida. Leclerc seguiu avançando, e ganhou a posição de Russell na volta 35, avançando para o 14º lugar.

Vettel, que ainda não havia parado nos boxes, fez sua troca de pneus, colocando pneus médios. Nicholas Latifi, da Williams, também fez seu pit stop. Outro que foi aos boxes foi Ricciardo, na volta 40, sendo o último a trocar pneus. O australiano retornou à pista na sétima posição. Leclerc passou a atacar Räikkönen, mas viu o finlandês da Alfa Romeo defender a posição.

Hamilton passou a se aproximar de Bottas, trazendo a diferença para a casa de dois segundos na volta 46. Leclerc, por sua vez, recebeu uma advertência após desrespeitar os limites de pista na última curva do circuito. Magnussen entrou nos boxes na volta 50. Fittipaldi parou no giro seguinte, voltando ao 19º posto. Bottas voltou a abrir vantagem sobre Hamilton nas voltas finais.

Houve tempo ainda para Daniel Ricciardo anotar a melhor volta da prova e Ocon superar Stroll para ser o nono. A corrida terminou com Verstappen vencedor, seguido por Bottas e Hamilton.