Card image
Formula 1
Verstappen toma liderança na largada e vence no México

5 Minutos de leitura

  • Publicado: 07/11/2021
  • Atualizado: 07/11/2021 às 18:43
  • Por: Leonardo Marson

Max Verstappen venceu neste domingo (7) o Grande Prêmio da Cidade do México, 18ª etapa da Fórmula 1. O piloto da Red Bull largou da terceira posição, mas ainda nos metros iniciais da corrida disputada no Autódromo Hermanos Rodríguez conseguiu tomar a liderança, seguindo para garantir a sua oitava vitória na temporada de 2021.

Max Verstappen
Verstappen venceu pela terceira vez no México. (Foto: Getty Images)

A segunda colocação ficou com Lewis Hamilton, que não conseguiu acompanhar Verstappen em momento nenhum. O inglês da Mercedes ainda precisou conter a aproximação de Sergio Pérez, que terminou em terceiro com a Red Bull. A quarta posição ficou com Pierre Gasly piloto da AlphaTauri que se manteve neste posto por toda a corrida. Charles Leclerc, da Ferrari, fechou o top-5.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram! e no Twitter
Acompanhe tudo o que rola no esporte a motor com o Boletim Racing

Carlos Sainz levou a outra Ferrari ao sexto lugar, sendo seguido por Sebastian Vettel, sétimo com a Aston Martin. Kimi Räikkönen teve uma boa atuação com a Alfa Romeo e foi o oitavo, chegando à frente de Fernando Alonso, da Alpine. Lando Norris, da McLaren, foi o décimo.

LEIA MAIS:

Bagnaia vence corrida encerrada por bandeira vermelha no Algarve

A corrida ainda contou com uma entrada do Safety Car logo na primeira volta. Na largada, Valtteri Bottas foi tocado por Daniel Ricciardo, e rodou no meio do pelotão, enquanto o australiano da McLaren danificou a asa dianteira. Mais atrás, Mick Schumacher e Yuki Tsunoda espremeram Esteban Ocon e bateram, abandonando a disputa e causando a neutralização.

A Fórmula 1 dá sequência à temporada 2021 já no próximo domingo (14), com a disputa do Grande Prêmio de São Paulo, corrida marcada para o Autódromo de Interlagos, em São Paulo (SP).

Confira como foi a corrida

A corrida começou com Max Verstappen tomando a liderança na primeira curva, mesmo partindo pela linha de fora. Lewis Hamilton manteve a segunda posição, enquanto Valtteri Bottas recebeu um toque de Daniel Ricciardo, rodando. Sergio Pérez pulou para terceiro, sendo seguido por Pierre Gasly e Charles Leclerc. Mais atrás, Esteban Ocon foi atingido por Mick Schumacher e Yuki Tsunoda, que abandonaram. O Safety Car foi acionado imediatamente.

No complemento da primeira volta, Bottas e Ricciardo visitaram os boxes para fazerem reparos no carro, com o australiano trocando a asa dianteira. A relargada veio na volta 5, com Verstappen mantendo a liderança, enquanto Carlos Sainz superando Antonio Giovinazzi para tomar a sexta posição. Já Kimi Räikkönen, no sétimo giro, partiu para o ataque sobre George Russell, o nono colocado.

Verstappen passou a abrir vantagem sobre Hamilton, chegando aos três segundos de frente na nona volta, enquanto Räikkönen superou Russell para tomar o nono lugar. No giro seguinte, foi a vez de Fernando Alonso passar pelo inglês da Williams, entrando na zona de pontos. Mais atrás, Ocon abriu ataque sobre Nikita Mazepin, tomando a 13ª posição na volta 13.

Na liderança, Verstappen chegou aos 3s6 de frente para Hamilton na 13ª volta, mesmo momento em que Lance Stroll foi aos boxes, recebendo pneus duros da Aston Martin. No retorno dos boxes, o piloto do carro verde travou uma batalha com Nicholas Latifi, mantendo a 17ª posição. No meio do pelotão, Lando Norris passou por Russell para tomar o 11º posto.

Enquanto Hamilton reclamava do desempenho dos pneus, Pérez, o terceiro, dizia que os compostos estavam em bom estado, e se aproximava do inglês da Mercedes. Já Russell foi aos boxes na volta 16, recebendo pneus duros, o que também ocorreu com Giovinazzi, na volta 17. No 18º giro, Bottas passou a atacar Ricciardo pelo 11º lugar.

Verstappen seguiu abrindo vantagem, e chegou ao 20º giro com sete segundos de frente para Hamilton, que mantinha uma distância na casa de dois segundos sobre Pérez. O inglês da Mercedes reclamava para a equipe que não conseguia acompanhar o ritmo do holandês, mas a equipe o pediu para seguir na pista. Mais atrás, Bottas voltou à carga sobre Ricciardo, mas sem conseguir superar o piloto da McLaren.

Pérez trouxe a diferença em relação a Hamilton para 1s7 na volta 29, e o inglês, na volta seguinte, foi aos boxes, recebendo pneus duros da Mercedes, voltando na quinta posição, atrás de Gasly e de Leclerc. O monegasco, porém, foi para sua parada na volta seguinte, retornando à pista em nono. Outro que foi para a troca de pneus foi o francês da AlphaTauri, que caiu para sétimo.

Verstappen visitou os boxes na volta 34, cedendo a liderança para Pérez, que se tornou o primeiro mexicano a liderar uma corrida da F1 no México. O dono do Red Bull número 11 seguiu na pista, enquanto o líder do campeonato mantinha uma distância de sete segundos em relação ao inglês da Mercedes. Mais atrás, Bottas voltou a atacar Ricciardo pela 11ª posição, sem conseguir a ultrapassagem. O australiano foi aos boxes na volta 39.

Na volta 40, Ocon passou por Russell, tomando a 14ª colocação, enquanto Alonso foi aos boxes. No giro seguinte, Pérez finalmente fez sua troca de pneus, retornando na terceira posição, quase dez segundos atrás de Hamilton. Mais atrás, Bottas fez sua segunda parada, mas teve uma troca de pneus lenta, ficando mais de 11 segundos estacionado.

Sainz foi mais um a visitar os boxes, na volta 43, enquanto Norris fez seu pit stop dois giros depois. Pérez, aos poucos, começou a descontar a diferença em relação a Hamilton, enquanto Verstappen sobrava na frente, chegando aos 12 segundos de vantagem na volta 47. A corrida entrou nas 20 voltas finais com o mexicano enfileirando voltas mais rápidas.

Na volta 53, Verstappen anotou a melhor volta da corrida. Mais atrás, Ricciardo passou a atacar Giovinazzi pelo 11º lugar, e permitiu a aproximação de Bottas. Mais atrás, Stroll passou Russell para tomar a 15ª posição, quando restavam 15 giros para o final da prova. Mais atrás, Sainz passou por Leclerc para tomar a quinta posição da prova.

Pérez cortou a distância para Hamilton para 1s6 na volta 59, enquanto o inglês reclamava que não conseguia se aproximar de Norris, retardatário. Assim, na volta 62, o mexicano abriu ataque sobre o heptacampeão, que conseguiu abrir uma pequena distância na sequência. Vindo de trás, Bottas foi aos boxes e colocou pneus macios.

Hamilton conseguiu abrir vantagem em relação a Pérez, chegando aos dois segundos restando cinco voltas para o final da prova. Na penúltima volta, o mexicano se aproximou novamente, enquanto Bottas voltou aos boxes para receber um novo jogo de pneus macios. No meio do pelotão, Leclerc passou por Sainz, retomando o quinto lugar.

Verstappen, com uma frente demais de 16 segundos, seguiu para vencer a prova, seguido por Hamilton e Pérez. Bottas ainda fez a melhor volta da prova, tomando um ponto do holandês.

Comentários