Card image
Formula 1
Verstappen lidera primeiro treino da F1 em Silverstone

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 31/07/2020
  • Atualizado: 31/07/2020 às 8:33
  • Por: Leonardo Marson

Max Verstappen foi o piloto mais rápido do primeiro treino livre para o Grande Prêmio da Inglaterra, quarta etapa da temporada 2020 da Fórmula 1. Na atividade realizada na manhã desta sexta-feira (31) no circuito de Silverstone, o holandês da Red Bull anotou no melhor de seus giros 1min27s422, usando pneus macios.

Max Verstappen
Verstappen foi quase meio segundo mais rápido que Hamilton. (Foto: Red Bull)

A segunda posição acabou com Lewis Hamilton, piloto da Mercedes que, com pneus médios, acabou o treino com um tempo 0s474 pior em relação ao de Verstappen. Lance Stroll, com a Racing Point, foi o terceiro mais rápido, sendo seguido por Alexander Albon, quarto com uma Red Bull. O grupo dos cinco primeiros ainda contou com Charles Leclerc, da Ferrari.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

Valtteri Bottas, companheiro de Hamilton na Mercedes, fechou a sessão com o sexto melhor tempo, sendo seguido pelos dois pilotos da Renault, time que viu Esteban Ocon terminar à frente de Daniel Ricciardo. Nico Hülkenberg, que substitui Sergio Pérez neste final de semana na Racing Point, foi o nono, enquanto Daniil Kvyat colocou a AlphaTauri em décimo.

LEIA MAIS:

Racing Point escala Hülkenberg no lugar de Pérez na Inglaterra

Sebastian Vettel, por sua vez, não registrou tempos neste primeiro treino. A Ferrari acusou um problema no intercooler do motor do carro, o que impediu o alemão de participar da sessão.

Ainda nesta sexta-feira, a partir das 11h, acontece o segundo treino livre do final de semana em Silverstone. O Grande Prêmio da Inglaterra de Fórmula 1 será disputado neste domingo (2), a partir das 10h10.

Confira como foi o treino

Momentos antes de a primeira atividade do final de semana em Silverstone começar, Nico Hülkenberg apareceu no paddock para correr pela Racing Point. O alemão substitui Sergio Pérez, que testou positivo para Covid-19, e apareceu no circuito momentos antes de o primeiro treino livre começar. Silverstone tinha 29ºC de temperatura, com 37°C na pista no início da sessão.

O primeiro a visitar a pista foi Lewis Hamilton com a Mercedes, algo que não é comum. Os pilotos, inclusive Hülkenberg, partiram inicialmente apenas para voltas de instalação. A primeira volta rápida do final de semana foi marcada por Kimi Räikkönen, que girou um alto 1min32s661 com o equipamento da Alfa Romeo.

Lando Norris tomou a ponta da folha de tempos após 19 minutos de sessão, com 1min30s035. Max Verstappen, que marcou o segundo tempo, reclamou com a Red Bull do encosto de cabeça utilizado pela equipe, retornando aos boxes. O inglês da McLaren, por sua vez, seguiu melhorando seu tempo, e cravou 1min29s439.

Räikkönen rodou com a Alfa Romeo e passeou pela brita, retornando à pista. Pouco depois, Norris melhorou seu tempo, enquanto Antonio Giovinazzi, com a outra Alfa Romeo, também rodou, enquanto Verstappen pulou para a liderança, com 1min29s192. No fechamento da primeira meia hora do treino, a bandeira vermelha foi acionada por conta de detritos na pista.

Ainda sob bandeira vermelha, a Ferrari revelou que Sebastian Vettel não poderia participar da primeira sessão do final de semana. O carro do alemão teve um problema com o intercooler do motor, que não pôde ser solucionado nesta primeira sessão. A atividade em Silverstone foi retomada após uma paralisação de 11 minutos.

Muitos pilotos foram à pista logo que ela foi liberada, incluindo Lewis Hamilton e Valtteri Bottas. Lance Stroll, com a Racing Point, marcou 1min28s879, mas foi superado pelo finlandês da Mercedes em dez milésimos, caindo para segundo. Já o hexacampeão mundial cravou apenas a quarta melhor marca, após cometer um erro. Já Hülkenberg subiu para a nona posição.

Hamilton tomou a liderança ao marcar 1min28s343 com a Mercedes equipada com pneus macios, enquanto Charles Leclerc fez apenas o 13º tempo com a Ferrari. Pouco depois, Romain Grosjean colocou a Haas na oitava colocação na classificação. Hülkenberg foi aos boxes e deixou o carro da Racing Point reclamando da posição de seu assento no carro.

Após um breve momento em que todos os pilotos foram aos boxes, Bottas quebrou o silêncio em Silverstone. Mas quem melhorou o tempo foi Hamilton, que marcou 1min27s896 usando pneus médios. Pouco depois, Verstappen avançou para o primeiro lugar da sessão, cravando 1min27s422, desta vez com os macios.

A sessão seguiu para a meia hora final com Stroll avançando para a terceira posição, sendo seguido por Alexander Albon. Já Leclerc avançou para a quinta colocação com a Ferrari. Hülkenberg voltou à pista e avançou para a nona posição na parte final do treino.

Nos momentos finais da atividade, Hamilton reclamou de um aviso que apareceu no painel da Mercedes pedindo para refrigerar o carro. Assim, Verstappen foi o mais rápido da sessão.