Card image
Competições
Verstappen lidera primeiro treino da F1 em Austin

4 Minutos de leitura

  • Publicado: 01/11/2019
  • Atualizado: 01/11/2019 às 18:39
  • Por: Leonardo Marson

Max Verstappen foi o piloto mais rápido do primeiro treino livre para o Grande Prêmio dos Estados Unidos, antepenúltima etapa da temporada 2019 da Fórmula 1. Na meia hora final da atividade realizada na tarde desta sexta-feira (1) no Circuito das Américas, em Austin, o piloto da Red Bull, utilizando pneus vermelhos, cravou 1min34s057, garantindo a primeira colocação na folha de tempos.

Max Verstappen
Verstappen colocou a Red Bull na frente no primeiro treino em Austin. (Foto: Red Bull)

A segunda colocação terminou nas mãos de Sebastian Vettel, piloto da Ferrari que acabou 0s169 atrás do tempo obtido por Verstappen. Alexander Albon, com o outro carro da Red Bull, se colocou na terceira posição da folha de tempos, sendo seguido por Pierre Gasly, quarto com o equipamento da Toro Rosso. A lista dos cinco primeiros foi completada por Daniel Ricciardo, da Renault.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

Romain Grosjean, que se colocou entre os primeiros no início da sessão, marcou o sexto melhor tempo com a Haas, sendo seguido por Charles Leclerc, que ficou os primeiros 45 minutos nos boxes após reclamar de problemas no motor da Ferrari, terminando em sétimo. Lewis Hamilton, que passou a maior parte do tempo testando os compostos para 2020, acabou em oitavo com a Mercedes, sendo seguido por Lance Stroll, da Racing Point, e por Kevin Magnussen, da Haas.

LEIA MAIS:
Fórmula 1 anuncia novas regras e mostra carro para 2021
Veja a programação para o GP dos Estados Unidos de F1

O segundo treino livre para o Grande Prêmio dos Estados Unidos será realizado logo mais, a partir das 17h, e contará com transmissão dos canais Sportv. A 19ª etapa da temporada 2019 será disputada no domingo (3), a partir das 17h10, também com transmissão do Sportv, além de exibição do portal GloboEsporte.com, e das rádios Trânsito, de São Paulo (SP), e Band News FM, de Belo Horizonte (MG).

Confira como foi o treino

A primeira sessão do final de semana no Circuito das Américas começou com muito frio em Austin: 9°C de temperatura ambiente, e 15ºC na pista. Assim, os pilotos partiram para as voltas rápidas logo que o treino foi iniciado, aproveitando também que a sessão contou com os novos pneus que serão utilizados para a próxima temporada da principal categoria do automobilismo mundial.

Valtteri Bottas foi o primeiro a registrar tempo no Texas, com 1min39s846 com a Mercedes. Sebastian Vettel, da Ferrari, avançou para a segunda colocação, sendo superado por Kevin Magnussen, piloto da Haas que ficou menos de um décimo do tempo do finlandês, mesmo perdendo um pedaço do carro após passar por um dos muitos bumps do traçado americano.

Usando os pneus de 2020, Max Verstappen colocou a Red Bull na frente, mas foi batido por Magnussen, que cravou 1min38s350. Charles Leclerc reclamou de problemas no motor da Ferrari logo que abriu a volta, retornando aos boxes. Romain Grosjean, com a outra Haas, tomou a liderança da sessão com 1min37s759, melhorando na passagem seguinte.

Alexander Albon tomou a ponta do treinamento com 14 minutos de sessão, marcando 1min37s203, e melhorando momentos depois para 1min35s743. Verstappen colocou a outra Red Bull na segunda posição, enquanto Daniil Kvyat, com a Toro Rosso, pulou para a terceira posição. Vettel, usando os pneus médios, colocou a Ferrari na quarta colocação da tabela de tempos.

Vettel seguiu na pista e avançou para a terceira posição, enquanto Lance Stroll colocou a Racing Point na segunda colocação, 0s289 atrás do tempo de Albon. No complemento da primeira meia hora da sessão, Verstappen cravou 1min35s175, tomando a primeira colocação, mas, por não respeitar os limites da pista na curva 15, a direção de prova excluiu o tempo do holandês.

Lando Norris, que vinha em volta rápida, viu o suporte de cabeça se soltar, e escapou da pista propositalmente para recolocar a peça no lugar. Pouco depois, Nicholas Latifi ficou parado na área de escape com a Williams, após o carro entrar em ponto morto. O canadense, que treina no lugar de George Russell na primeira sessão, trouxe o carro aos boxes na sequência.

Com 55 minutos para o final do treino, Vettel colocou a Ferrari na frente com 1min35s734, sendo superado Verstappen um pouco depois. Quem pulou para a primeira colocação na sequência foi Albon, que marcou 1min35s451 com os pneus para 2020. Carlos Sainz, por sua vez, rodou com a McLaren, retornando à pista rapidamente, sem atrapalhar o andamento da sessão.

Depois de ter problemas na Ferrari no início da sessão, Charles Leclerc voltou à pista na metade da sessão, e avançou para o quinto lugar logo em sua primeira volta rápida. Kvyat, por sua vez, pulou para a terceira posição, enquanto Vettel marcou 1min34s226, usando pneus macios, para tomar a primeira colocação. Leclerc seguiu na pista, mas escapou para a grama pouco depois, sem causar problemas.

A sessão seguiu com poucas mudanças entre os primeiros colocados, com Vettel mais de um segundo à frente de Albon, enquanto Leclerc aparecia em terceiro. Com 32 minutos para o encerramento da sessão, Nico Hülkenberg se colocou na décima posição. Após alguns minutos, Verstappen recebeu pneus macios da Red Bull e marcou 1min34s057, tomando a primeira posição, enquanto Albon avançou para a terceira posição.

A sessão seguiu para os momentos finais e Lewis Hamilton, na parte final da sessão, avançou para a quarta posição com a Mercedes. A volta do inglês, porém, foi deletada pouco depois, por não respeitar os limites da pista. Depois, o quase hexacampeão do mundo marcou o oitavo tempo, enquanto Valtteri Bottas não passou do 17º lugar.