Card image
Formula 1
Van der Merwe deve perder últimos GPs por não se vacinar contra Covid-19

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 12/10/2021
  • Atualizado: 12/10/2021 às 13:38
  • Por: Leonardo Marson

Responsável por conduzir o Medical Car da Fórmula 1, Alan van der Merwe não deverá estar nos últimos Grandes Prêmios da temporada 2021. O sul-africano testou positivo para Covid-19 ao lado de Ian Roberts, médico da categoria, e perderam o GP da Turquia, no último final de semana. O piloto, porém, admitiu não ter se vacinado e publicou, no Twitter, o que o impedirá de entrar em alguns países onde o campeonato passará neste final de ano.

Alan van der Merwe
Van der Merwe se mostrou antivacina após contrair Covid-19. (Foto: divulgação)

Inicialmente, Van der Merwe passaria por um período de isolamento e retornaria a sua função no GP dos Estados Unidos, marcado para os dias 22, 23 e 24 de outubro, em Austin. Porém, por manter a decisão de não se vacinar contra a Covid-19, o piloto não poderá entrar no país. O mesmo deverá ocorrer nos GPs do Catar, da Arábia Saudita e de Abu Dhabi, países que exigem que o profissional tenha vacinação completa.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram! e no Twitter
Acompanhe tudo o que rola no esporte a motor com o Boletim Racing

“Pelo que nós entendemos, há alguns países em que você provavelmente não conseguirá entrar, a menos que você tenha se vacinado”, disse Michael Masi, diretor de prova da Fórmula 1, em entrevista para o site americano Motorsport.com. “O que não é diferente de algumas partes do mundo, onde você não pode entrar no país se não estiver vacinado contra malária ou outra coisa”, seguiu.

LEIA MAIS:

Ocon se torna primeiro piloto a terminar um GP sem pit stops em 24 anos
Band fica com vice-liderança da audiência com o GP da Turquia de F1

“Você precisa cumprir estes requisitos para entrar no país. E dessa perspectiva, a FIA obviamente tem que respeitar os requisitos do país para entrar, assim como todas as equipes e todas as pessoas”, completou Masi, que ainda revelou que tanto Van der Merwe quanto Roberts seguem sem complicações, mas ainda testando positivo.

No GP da Turquia, a dupla foi substituída. Bruno Correa, português responsável por pilotar o Safety Car da Fórmula E, ficou responsável por guiar o Medical Car, enquanto o médico Bruno Franceschini foi o responsável por substituir Ian Roberts.

Comentários