Card image
Formula 1
Relembre o outro 1º de maio do Brasil na Fórmula 1

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 01/05/2021
  • Atualizado: 01/05/2021 às 0:11
  • Por: Leonardo Marson

O dia 1º de maio é lembrado pelos fãs da Fórmula 1 pelo acidente que tirou a vida de Ayrton Senna durante o Grande Prêmio de San Marino, disputado no circuito de Imola, na Itália, e que completa 27 anos neste sábado. Porém, poucos se lembram que outro campeão mundial bateu no mesmo dia e circuito: Nelson Piquet bateu durante os treinos para a corrida em 1987.

Nelson Piquet
Nelson Piquet bateu em Imola, num primeiro de maio, com uma Williams. (Foto: reprodução)

Imola recebia a segunda etapa daquela temporada, sediando pela sétima vez um GP de Fórmula 1. Piquet, então bicampeão, defendia a Williams naquele ano, e perdeu o controle do carro, batendo na Tamburello. Apesar da violência do impacto, o piloto saiu grogue do acidente, mas caminhando, se queixando de dores no tornozelo.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

Após passar por uma consulta em um hospital próximo ao circuito, Piquet descobriu que as lesões eram mais graves: uma entorse no joelho e traumatismo craniano. Por conta disso, o piloto ficou de fora da corrida no domingo, que acabou com vitória de Nigel Mansell, seu companheiro de Williams e rival na disputa pelo título.

LEIA MAIS:

F1 antes de Senna e depois de Senna

Apesar de perder aquela corrida, Piquet arrancaria para o título a partir da quarta etapa, disputada em Mônaco. O brasileiro venceria três vezes: Alemanha, Hungria e Itália, terminando o campeonato com 12 pontos de vantagem em relação a Mansell, o vice-campeão. Senna seria o terceiro colocado ao final da temporada, ainda defendendo a Lotus.

Anos depois, Piquet revelou que sentia dores de cabeça, falhas de visão, principalmente de profundidade, e até visão dupla em decorrência do acidente. Em 2020, durante entrevista para a jornalista Mariana Becker, o tricampeão do mundo revelou que “sua carreira no automobilismo acabou após o acidente em Imola”.

Piquet ainda permaneceria na Fórmula 1 até 1991, passando por Lotus e Benetton. O piloto conseguiria resultados importantes, como a dobradinha com Roberto Moreno no GP do Japão de 1990, o mesmo que rendeu o segundo título de Ayrton Senna. A última vitória viria no GP do Canadá de 1991.

Comentários