Card image
Formula 1
Red Bull renova contrato de Verstappen até 2023

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 07/01/2020
  • Atualizado: 09/01/2020 às 13:51
  • Por: Leonardo Marson

A Red Bull anunciou na manhã desta terça-feira (7) a renovação de contrato com Max Verstappen para mais três temporadas da Fórmula 1. O atual acordo do holandês seria encerrado ao final do campeonato deste ano, mas agora o piloto, uma das estrelas da principal categoria do automobilismo mundial, está garantido na equipe baseada em Milton Keynes até 2023.

Max Verstappen
Verstappen chegou à Red Bull em 2016. (Foto: Red Bull Content Pool)

“Estou muito feliz por estender minha parceria com a equipe. A Red Bull acreditou em mim e me deu a oportunidade de começar na Fórmula 1, e eu sempre serei grato por isso. Com o passar dos anos eu cresci cada vez mais próximo da equipe, e além da paixão de todos e do desempenho na pista, também é muito bom trabalhar com um grupo tão grande de pessoas”, disse Verstappen.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

“A Honda chegou e o progresso que nós tivemos nos últimos 12 meses me deu mais motivação, e creio que nós podemos vencer juntos. Eu respeito a forma como a Red Bull e a Honda trabalham juntos e de todos os lados todos fazem o que podem para ter sucesso. Eu quero vencer com a Red Bul e nosso objetivo é, claro, lutar pelo título mundial juntos”, completou o holandês.

LEIA MAIS:
Alfa Romeo anuncia Robert Kubica como piloto de testes
Ferrari renova com Leclerc por mais cinco temporadas

“É uma fantástica notícia para a equipe estender nosso acordo com Max para a temporada de 2023. Com o desafio das mudanças de regulamento de 2021 e as mudanças no horizonte, a continuidade em muitas áreas é uma chave. Max provou que é um trunfo para a equipe, ele verdadeiramente acredita na parceria que nós forjamos com nossa fornecedora Honda, e estamos orgulhosos em ampliar nosso relacionamento com ele”, disse Christian Horner, chefe da Red Bull.

Verstappen sempre foi ligado ao time dos energéticos na Fórmula 1: estreou em 2015 pela Toro Rosso, e após quatro corridas em 2016, chegou à Red Bull para ocupar o lugar de Daniil Kvyat, vencendo logo em sua estreia, o Grande Prêmio da Espanha, em Barcelona, tornando-se o mais jovem ganhador de um GP. Desde então, o piloto holandês acumulou oito vitórias na categoria.