Card image
Formula 1
Pirelli espera GP do México difícil e justifica escolha de pneus

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 22/10/2019
  • Atualizado: 22/10/2019 às 12:33
  • Por: Leonardo Marson
A Pirelli selecionou para o Grande Prêmio do México, 18ª etapa da temporada 2019 da Fórmula 1, os compostos do meio da gama desenvolvida para a mais importante categoria do automobilismo mundial. Pilotos e equipes terão à disposição os pneus C2, C3 e C4 para as atividades marcadas para o Autódromo Hermanos Rodríguez, na Cidade do México, a partir de sexta-feira (25), culminando com a disputa da corrida neste domingo (27).
Pirelli
México recebe a F1 neste final de semana no Autódromo Hermanos Rodríguez. (Foto: Pirelli)

De acordo com a fornecedora de pneus da Fórmula 1, o traçado mexicano possui uma grande variedade de velocidades e curvas. O circuito conta com retas longas, mas também com curvas mais travadas, como o trecho do Foro Sol, o estádio do Hermanos Rodríguez, onde ficava a famosa curva Peraltada. Para este final de semana, a escolha de pneus da Pirelli é um ponto mais dura em relação a prova do ano passado, o que deve priorizar uma estratégia de uma parada nos boxes.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

“O México sempre foi uma corrida difícil e imprevisível com uma atmosfera fantástica, especialmente na seção do estádio, onde os pilotos dizem que podem ouvir os fãs aplaudindo. Há algumas boas oportunidades de ultrapassagem na volta e, também, vimos uma série de diferentes abordagens estratégicas no passado, bem como condições meteorológicas bastante variáveis”, diz Mário Isola, gerente mundial de motorsports da Pirelli.

LEIA MAIS:
Saiba o que Hamilton precisa fazer para ser campeão no México
Equipes vetam corridas classificatórias na F1 para 2020
Caio Collet pilotará F1 em evento da categoria em São Paulo
Negociações para manter a F1 em Interlagos avançam

“A altitude da cidade do México definitivamente afeta os carros e o acerto e isso tem um efeito direto sobre os pneus também. Mesmo uma configuração de muita pressão aerodinâmica pode parecer como se fosse de baixa, assim os carros podem escorregar muito. Mais uma vez, nós trouxemos uma seleção mais dura de compostos em comparação com o ano passado e isso deve permitir que os pilotos acelerem ao máximo”, completa Isola.

O Grande Prêmio do México de Fórmula 1 será disputado neste domingo, a partir das 15h10, e contará com transmissão ao vivo dos canais Sportv, do portal GloboEsporte.com e da Rádio Trânsito, de São Paulo (SP).