Card image
Formula 1
Pietro Fittipaldi se torna piloto reserva da Haas

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 26/03/2020
  • Atualizado: 26/03/2020 às 15:32
  • Por: Leonardo Marson

Pietro Fittipaldi seguirá na Haas na temporada de 2020 da Fórmula 1. Após conquistar a superlicença obrigatória para poder disputar corridas na mais importante categoria do automobilismo mundial, o brasileiro foi oficializado pelo time americano como piloto reserva e de testes na manhã desta quinta-feira (26), tendo como companheiro nesta função o suíço Louis Delétraz.

Pietro Fittipaldi
Pietro Fittipaldi em ação com a Haas em Abu Dhabi. (Foto: Haas)

Fittipaldi também será um dos pilotos da Haas nas corridas virtuais que a Fórmula 1 tem promovido nas datas em que aconteceriam originalmente os GPs reais. Assim, o neto de Emerson Fittipaldi fará sua estreia neste tipo de competição já no próximo final de semana, quando estava marcada a realização do Grande Prêmio do Vietnã, no circuito de Hanói.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

“Naturalmente, gostaríamos de ter feito esse anúncio na véspera do Grande Prêmio da Austrália que abriria a temporada, mas os acontecimentos envolvendo o covid-19 trouxeram outras prioridades”, comentou Günther Steiner, chefe da Haas. “Pietro (Fittipaldi) já provou seu talento ao longo de sua carreira e obviamente nós tivemos a oportunidade de trabalhar de forma bem próxima dele nos últimos 12 meses”, seguiu.

LEIA MAIS:
Racing Quiz – GP de Mônaco

“Estamos muito contentes em continuar essa relação e confirmá-lo como nosso piloto de testes oficial e reserva para a Haas F1 Team em 2020. O trabalho dele na pista nos testes e no simulador foi sem dúvida de muito valor, ainda mais levando em conta o ano de desafios que tivemos na última temporada”, seguiu o dirigente do time baseado em Kannapolis.

“Estamos felizes em continuar a oferecer a ele mais oportunidades de expandir essa relação com o time em 2020 assim que todos pudermos retomar os trabalhos. Pietro vai continuar nos dando opiniões significantes para o nosso programa de corrida apoiando Romain (Grosjean) e Kevin (Magnussen) e todo time de engenharia com o Haas VF-20”, completou Steiner.

“Mal posso esperar para seguir desenvolvendo minhas funções na Haas F1 Team, que comecei no final de 2018. Agradeço muito ao Gene Haas e ao Guenther Steiner pela continuação dessa oportunidade e acreditarem em meu trabalho como piloto”, comentou Pietro, que ressaltou ainda que a Fórmula 1 possibilita ao piloto um aprendizado contínuo.
“Você nunca para de aprender na F1, seja em horas no simulador, seja fisicamente atrás do volante no carro na pista, algo que fiz muito com a Haas, acumulando mais de 2.000 quilômetros em testes. É gratificante poder ter essas duas experiências e estar associado a um time que conquistou tanto no esporte em tão pouco tempo”, completou o brasileiro da Haas.