Card image
Formula 1
Mercedes anuncia carro preto por campanha contra o racismo

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 30/06/2020
  • Atualizado: 30/06/2020 às 11:22
  • Por: Leonardo Marson

A Mercedes anunciou nessa segunda-feira (29) um novo layout para seu carro da temporada 2020 da Fórmula 1. O W11 deixará de ter uma pintura prata e será todo preto neste ano, mudando uma tradição que vem desde 1954, ano em que a Mercedes disputou pela primeira vez a principal categoria do automobilismo mundial, e tem como objetivo ser uma campanha contra o racismo.

Mercedes
Eis a nova pintura da Mercedes. (Foto: Mercedes)

Apesar da mudança da cor, o carro manterá as cores referentes aos seus patrocinadores. A faixa verde-água referente a Petronas, patrocinadora master da Mercedes, segue nas laterais. Outra cor que segue é o vermelho no santantonio do W11, que remete ao patrocínio da INEOS, que foi anunciada no início deste ano. Já o halo tem a mensagem “pelo fim do racismo”.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

“Racismo e discriminação não tem lugar em nossa sociedade, em nosso esporte e em nossa equipe. Essa é uma crença básica na Mercedes. Mas ter as crenças corretas e a cabeça no lugar não é suficiente se nos mantermos em silêncio”, disse Toto Wolff, chefe da Mercedes, que admite usar a visibilidade que o time tem para chamar atenção da causa antirracista.

LEIA MAIS:

Hamilton e F1 repudiam declarações de Ecclestone sobre racismo
Ecclestone: “Em muitos casos, negros são mais racistas que brancos”

“Queremos usar nossa voz e nossa plataforma global para defender o respeito e a igualdade, e as Flechas de Prata correrão vestindo preto na temporada 2020 para mostrar nosso comprometimento por uma maior diversidade dentro de nossa equipe e do esporte. Não vamos esconder essa fraqueza que temos nessa área, nem o progresso que ainda precisamos obter; nossa pintura é o nosso compromisso público com a tomada de ação”, segue Wolff.

“Nós queremos encontrar e atrair os melhores talentos vindos da maior gama de origens possível, e criar caminhos verossímeis para eles alcançarem nosso esporte, para construir uma equipe mais forte e mais diversa no futuro”, completou o chefe da equipe da estrela de três pontas.