Card image
Competições
Leclerc puxa 1-2 da Ferrari no TL3 da F1 no México

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 26/10/2019
  • Atualizado: 26/10/2019 às 13:21
  • Por: Leonardo Marson

Charles Leclerc foi o piloto mais rápido do terceiro treino livre para o Grande Prêmio do México, 18ª etapa da temporada 2019 da Fórmula 1. Em uma atividade realizada com pista molhada no início e asfalto seco no final, o monegasco puxou o 1-2 da Ferrari no início da tarde deste sábado (26) ao marcar 1min16s145, liderando uma sessão pela primeira vez no final de semana.

Charles Leclerc
Leclerc fez o melhor tempo com o cronômetro zerado no México. (Foto: Ferrari)

A segunda colocação ficou com Sebastian Vettel, que acabou apenas 0s027 atrás do tempo obtido pelo companheiro de equipe. Valtteri Bottas apareceu na terceira posição com a Mercedes, sendo seguido por Lewis Hamilton, quarto com o outro carro da equipe da estrela de três pontas. O grupo dos cinco primeiros foi completado por Carlos Sainz, piloto da McLaren.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

Max Verstappen apareceu na sexta posição com o carro da Red Bull, enquanto Pierre Gasly, da Toro Rosso, ficou com o sétimo tempo. Alexander Albon, que apareceu na ponta da folha de tempos na maior parte do treinamento, completou o treinamento em oitavo com a outra Red Bull, enquanto Lando Norris, companheiro de Sainz na McLaren, foi o nono. Sergio Pérez, da Racing Point, foi o décimo.

LEIA MAIS:
Vettel comanda segundo treino da F1 no México
Hamilton lidera primeiro treino da F1 no México
FIA desclassifica Renault do GP do Japão de F1
Confira a programação do GP do México de F1

A partir das 15h acontece a definição do grid de largada para a 18ª etapa da Fórmula 1, enquanto o Grande Prêmio do México será disputado no domingo (27), a partir das 16h10, com transmissão dos canais Sportv, do portal GloboEsporte.com e da Rádio Trânsito, de São Paulo (SP).

Confira como foi o terceiro treino livre

A terceira sessão de treinos livre para o Grande Prêmio do México de Fórmula 1 começou pontualmente ao meio-dia, com pista molhada no Autódromo Hermanos Rodríguez. A temperatura ambiente é de 15°C, enquanto o asfalto tem 21°C. Os pilotos partiram para as voltas de instalação usando pneu intermediários, sem registrar tempo nos primeiros minutos.

A primeira volta rápida foi marcada por Alexander Albon, que marcou 1min28s975, sendo superado por Max Verstappen, seu companheiro na Red Bull, segundos depois. O tailandês retomou a liderança, mas viu Valtteri Bottas colocar a Mercedes pela primeira vez na frente, com 1min26s562. Lewis Hamilton tomou a frente, mas acabou batido por Verstappen, que cravou 1min26s118.

Após 20 minutos de atividade, apenas seis pilotos haviam registrado voltas: Verstappen, Hamilton, Albon, Bottas, Kimi Raikkönen e Charles Leclerc. Após um pequeno intervalo sem carros na pista, a ação recomeçou com Sergio Pérez, da Racing Point, e Romain Grosjean, da Haas, quebrando o silêncio. Ainda assim, a atividade no circuito seguiu bastante tímida.

Restando 26 minutos para o encerramento do treino, Kevin Magnussen avançou para a sexta posição com a Haas. Depois de mais alguns minutos, Bottas foi à pista, mas retornou aos boxes na sequência, colocando pneus médios para uma nova volta. Outro que saiu com pneus slicks foi Kimi Räikkönen, que cravou 1min21s673, tomando a liderança da sessão com os compostos macios.

Bottas, com os pneus médios, tomou a primeira colocação com 1min19s101, tomando a primeira colocação, sendo seguido por Carlos Sainz, da McLaren. Pouco depois, Vettel marcou 1min17s744 para tomar a ponta do treinamento. Hamilton, por sua vez, escapou da pista, mas sem causar danos ao carro. Albon voltou à liderança da sessão, marcando 1min17s370

Max Verstappen tomou a ponta da folha de tempos ao marcar 1min16s903 com a Red Bull, usando pneus macios, enquanto Albon escapou da pista. Hamilton, por sua vez, pulou para a terceira colocação. Pouco depois, Sainz colocou a McLaren na ponta restando quatro minutos para o encerramento da sessão, com 1min16s638. Botas colocou a Mercedes na frente com 1min16s259, usando pneus macios.

Sebastian Vettel apareceu na liderança com o cronômetro zerado, mas viu Charles Leclerc marcar 1min16s145, fechando o treino com o melhor tempo.