Card image
Formula 1
Igor Fraga é o novo integrante do Red Bull Junior Team

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 16/03/2020
  • Atualizado: 16/03/2020 às 16:21
  • Por: Leonardo Marson

O brasileiro Igor Fraga é o mais novo piloto brasileiro associado a uma academia de pilotos de uma equipe de Fórmula 1. O paulista, campeão do Toyota Racing Series e que está próximo de estrear na Fórmula E neste ano, foi anunciado nesta segunda-feira (16) como novo integrante do Red Bull Junior Team, projeto da Red Bull para formar pilotos para chegar a mais importante categoria do esporte a motor mundial.

Igor Fraga
Igor Fraga será piloto da academia da Red Bull a partir desta temporada. (Foto: Toyota Racing Series)

A conquista da vaga veio justamente com o título do Toyota Racing Series, torneio disputado nas primeiras semanas do ano na Nova Zelândia, onde Fraga sagrou-se campeão ao bater Liam Lawson, campeão de 2019 e com uma temporada da Fórmula 3 no currículo. O brasileiro obteve quatro vitórias, três poles positions e nove pódios em cinco rodadas duplas.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

“Eu estou muito feliz pelo reconhecimento do meu trabalho. Realmente foi uma longa caminhada até a conquista do título do Toyota Racing Series. Para mim as coisas nunca foram fáceis, então eu dou um valor muito especial a cada
conquista”, disse Fraga, sobre o ingresso ao programa de pilotos da Red Bull.

LEIA MAIS:
F1 adia GPs do Bahrein e do Vietnã após cancelar corrida na Austrália

“Ingressar no programa da Red Bull certamente é uma das mais importantes. Somente jovens de grande potencial estão lá. É uma oportunidade mágica e vou me empenhar mais do que nunca para aproveitar ao máximo”, completou o brasileiro, que é apoiado pelo game “Gran Turismo”.

“Neste ano passo a competir no Campeonato de Fórmula 3 da FIA pela equipe tcheca Charouz Racing System. Vou estar ao lado dos principais pilotos de F3 do mundo”, explicou o piloto, que também é campeão mundial de automobilismo virtual, competindo em competições de GT.

“Essa é uma ponte entre dois mundos que pouca gente acreditava ser viável há algum tempo. Hoje, felizmente as pessoas pensam diferente. Acho que minha carreira é uma prova disso. Vou estrear na elite da F-3 mundial e, mais do que isso, fui adotado por um dos principais projetos de apoio a jovens com potencial de chegar à F-1. Isso, realmente, não é pouca coisa. Estou muito honrado. E, claro, bastante feliz”, completou Fraga.