Card image
Formula 1
Hamilton lidera único treino livre da Fórmula 1 em Ímola

4 Minutos de leitura

  • Publicado: 31/10/2020
  • Atualizado: 31/10/2020 às 7:33
  • Por: Leonardo Marson

Lewis Hamilton foi o piloto mais rápido do único treino livre para o Grande Prêmio da Emilia Romagna, 13ª etapa da temporada 2020 da Fórmula 1. Na sessão que abriu o final de semana no Autódromo Enzo e Dino Ferrari, em Ímola, na Itália, o piloto da Mercedes registrou na melhor das suas voltas 1min14s726, usando pneus macios.

Lewis Hamilton
Hamilton marcou o melhor tempo na segunda metade da sessão. (Foto: Mercedes)

A segunda posição ficou com Max Verstappen, piloto da Red Bull que liderou a maior parte da sessão, mas que acabou 0s297 atrás de Hamilton. Valtteri Bottas acabou a sessão com o terceiro lugar, sendo seguido por Pierre Gasly, quarto com o carro da AlphaTauri. O grupo dos cinco primeiros foi completado por Charles Leclerc, da Ferrari.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

Daniel Ricciardo completou a sessão com o sexto melhor tempo, sendo seguido por seu companheiro de Renault, Esteban Ocon. Daniil Kvyat levou a outra AlphaTauri ao oitavo lugar ao final dos 90 minutos de atividades, enquanto Alexander Albon completou a sessão com o nono melhor tempo com a outra Red Bull. Lance Stroll, com a Racing Point, foi o décimo.

LEIA MAIS:

Gasly usa capacete em homenagem à Senna em Ímola
Alfa Romeo mantém Räikkönen e Giovinazzi para 2021
Veja a programação para o GP da Emilia Romagna e onde ver na TV

Os pilotos da Fórmula 1 retornam à pista logo mais, a partir das 10h, para a disputa da classificação que determinará as posições de largada em Ímola, em sessão que terá transmissão dos canais Sportv. O Grande Prêmio da Emilia Romagna será disputado no domingo (1), às 9h10, com exibição da TV Globo, do GE.Globo, e da rádio Band News FM.

Confira como foi o treino

O final de semana da Fórmula 1 em Ímola começou às 6h, pelo horário de Brasília, com clima frio. A temperatura estava em 15°C, enquanto a pista tinha 18°C. Logo que a pista foi liberada, os pilotos deixaram os boxes. Depois da alternância normal de pilotos na liderança, o primeiro a registrar uma volta rápida de fato foi Charles Leclerc, com 1min21s853.

Kimi Räikkönen tomou a ponta rapidamente, mas logo foi superado por Carlos Sainz. Na sequência, Leclerc retomou a ponta, sendo batido por Daniil Kvyat, que marcou 1min19s521. A troca de voltas rápidas seguiu, com Max Verstappen chegando a marca de 1min18s280. Lando Norris se colocou em segundo, enquanto Lewis Hamilton aparecia em 17º após oito minutos de sessão.

Kvyat voltou à liderança do treinamento ao marcar 1min17s815 com a AlphaTauri, equipe que viu Pierre Gasly avançar para o terceiro lugar. Na sequência, Verstappen retomou a primeira colocação ao fazer 1min17s047, usando os pneus duros. A Mercedes, por sua vez, tinha Hamilton em quinto, e Valtteri Bottas em 16º.

Esteban Ocon subiu para o segundo lugar, seis décimos atrás de Verstappen, enquanto Sainz vinha em terceiro. Sergio Pérez e Daniil Kvyat completavam o grupo dos cinco primeiros após 15 minutos de treino. Pouco depois, Pierre Gasly voltou a liderar o treino, mas logo viu o holandês da Red Bull cravar 1min16s228, retomando a primeira posição.

Hamilton avançou para a quarta posição, 1,2 segundos atrás de Verstappen. Bottas, com os pneus médios, subiu para a 13ª colocação. No fechamento da primeira meia hora da sessão, porém, o finlandês colocou a Mercedes na primeira posição pela primeira vez no final de semana, cravando 1min15s783.

Sebastian Vettel, usando pneus macios na Ferrari, pulou para a nona posição, mas teve a volta excluída pouco depois, despencando para a 18ª colocação. Sainz, por sua vez, escapou da pista, sem bater a McLaren contra o muro. Leclerc, com os pneus macios, subiu para a sexta colocação. Pouco depois, Verstappen voltou a liderar a sessão, marcando 1min15s338 com pneus macios.

Hamilton avançou para a segunda colocação com os pneus médios, ficando 0s008 atrás do tempo de Verstappen. Na metade da atividade em Ímola, Albon subiu para o quarto lugar, mas teve a volta excluída, voltando ao sexto posto. Bottas partiu para uma nova volta rápida com os compostos macios, mas cometeu um erro no fim da volta e seguiu somente em terceiro.

Kevin Magnussen escapou da pista com a Haas, mas seguiu no treinamento sem danificar o carro. Quem se destacava positivamente era George Russell, que aparecia na 13ª colocação com a Williams. Bottas, por sua vez, tomou a liderança do treinamento quando restavam 36 minutos para o final, mas logo foi batido por Verstappen, que fez 1min15s023.

No complemento da segunda meia hora do treinamento, Lewis Hamilton tomou a ponta da folha de tempos com 1min14s726. Minutos mais tarde, Daniel Ricciardo avançou para a quarta posição com a Renault, sendo seguido por Ocon. Depois disso, os pilotos passaram a trabalhar nas simulações de corrida, e os tempos deixaram de cair.

Bottas escapou da pista quando o relógio apontava 15 minutos para o final da sessão. O finlandês, então, retornou aos boxes e recebeu pneus macios para dar sequência ao treinamento. Gasly avançou para a sexta posição, enquanto Norris teve uma volta excluída por não respeitar os limites da pista com a McLaren. Pouco depois, o francês da AlphaTauri subiu ainda mais, agora para quarto.

O pelotão intermediário passou a ter alternância de posições, com Kvyat tomando a sétima posição, ficando à frente de Leclerc. O monegasco, porém, avançou para o quinto lugar na sequência. O treino terminou com Hamilton na liderança, seguido por Verstappen e Bottas.