Card image
Competições
Hamilton lidera segundo treino da F1 nos Estados Unidos

4 Minutos de leitura

  • Publicado: 01/11/2019
  • Atualizado: 01/11/2019 às 18:41
  • Por: Leonardo Marson

Lewis Hamilton foi o piloto mais rápido do segundo treino livre para o Grande Prêmio dos Estados Unidos, antepenúltima etapa da temporada 2019 da Fórmula 1. Na atividade realizada na tarde desta sexta-feira (1) no Circuito das Américas, localizado em Austin, o piloto da Mercedes, que precisa apenas de uma oitava colocação para conquistar o sexto título mundial na maior categoria do automobilismo mundial, marcou 1min33s232, usando pneus macios.

Lewis Hamilton
Hamilton marcou o melhor tempo no início da segunda metade do treinamento. (Foto: Mercedes)

A segunda colocação ficou com Charles Leclerc, piloto da Ferrari que liderou parte da sessão, antes de ser batido em 0s301 por Hamilton. Max Verstappen, piloto mais veloz da primeira sessão do final de semana, colocou a Red Bull na terceira posição, sendo seguido por Sebastian Vettel, quarto com a Ferrari. O grupo dos cinco primeiros foi completado por Valtteri Bottas, piloto da Mercedes que ainda postula o título de 2019.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

Alexander Albon, com a Red Bull, fechou a sessão com o sexto melhor tempo, sendo seguido por Pierre Gasly, sétimo mais rápido com a Toro Rosso. Carlos Sainz, com a McLaren, marcou o oitavo tempo, enquanto Lance Stroll colocou a Racing Point na nona posição. Antonio Giovinazzi, com um carro preparado pela Alfa Romeo, completou a lista dos dez mais velozes.

LEIA MAIS:
Verstappen lidera primeiro treino da F1 em Austin
Fórmula 1 anuncia novas regras e mostra carro para 2021
Veja a programação para o GP dos Estados Unidos de F1

A sessão ainda contou com uma bandeira vermelha causada por Romain Grosjean ainda nos minutos iniciais da atividade. O piloto da Haas perdeu o controle do carro em uma sequência de curvas, rodou, acertando o guard-rail e danificando a asa dianteira e a suspensão do carro do time americano. O treinamento ficou paralisado por sete minutos, mas logo foi retomada.

As atividades da Fórmula 1 em Austin terão sequência neste sábado (2), com a realização do terceiro treino livre, marcado para 15h, e a classificação, que será disputada às 18h. O Grande Prêmio dos Estados Unidos será disputado no domingo (3), a partir das 17h10, com transmissão dos canais Sportv, do portal GloboEsporte.com, da rádio Trânsito, de São Paulo (SP), e da Rádio Band News FM, de Belo Horizonte (MG).

Confira como foi o segundo treino livre

A segunda sessão do final de semana da Fórmula 1 no Circuito das Américas começou com o clima um pouco mais quente em Austin. A temperatura ambiente subiu para 15°C, enquanto a pista estava em 24°C no início da atividade, que começou pontualmente às 17h, pelo horário de Brasília. Assim como aconteceu no primeiro treinamento do dia, os pilotos partiram imediatamente à pista.

O primeiro a registrar tempo foi George Russell, que teve o carro pilotado por Nicholas Latifi no primeiro treinamento, e marcou 1min42s507, marca muito alta em relação ao obtido na sessão inicial. Alexander Albon logo colocou a Red Bull na frente, e a ponta da tabela de tempos passou a ter grande alternância, com Carlos Sainz, Daniil Kvyat, Kimi Räikkönen e Romain Grosjean ocupando o primeiro posto.

Albon voltou ao primeiro lugar com nove minutos de sessão, cravando 1min35s411, marca que logo foi batida por Valtteri Bottas, da Mercedes, e Charles Leclerc, da Ferrari, que marcou 1min34s742, usando pneus médios. Na sequência, a primeira bandeira vermelha do final de semana foi acionada após Romain Grosjean acertar o muro com a Haas, depois de rodar.

A sessão ficou sete minutos interrompida, a bandeira verde foi acionada e os pilotos retornaram à pista. Max Verstappen marcou o segundo melhor tempo com a Red Bull, sendo seguido por Lewis Hamilton, que cravou o terceiro tempo usando pneus duros na Mercedes. Leclerc, por sua vez, melhorou seu tempo para 1min34s434 com a Ferrari, enquanto Antonio Giovinazzi rodou com a Alfa Romeo, voltando à pista imediatamente.

Na abertura da segunda meia hora da atividade, Hamilton pulou para a segunda posição, ainda 0s158 atrás de Leclerc, enquanto Magnussen, de volta à pista, avançou para a oitava posição, sendo o primeiro a registrar tempo com os pneus macios. Bottas tomou o melhor tempo, mas logo foi superado por Sebastian Vettel, que cravou 1min33s890 com os compostos de banda vermelha.

Leclerc recuperou a liderança da atividade ao marcar 1min33s533. Na abertura da segunda metade da sessão, Hamilton tomou a liderança, cravando 1min33s232, também usando os compostos macios. Na sequência, Daniel Ricciardo escapou da pista com a Renault, sem causar a paralisação do treinamento em Austin. Albon, que vinha em 11º, avançou para o quinto lugar, ainda um segundo atrás de Hamilton.

A partir dos 30 minutos finais, os pilotos optaram por trabalhar nas simulações de corridas, e a movimentação na tabela de tempos diminuiu. Restando 12 minutos, Sebastian Vettel rodou com a Ferrari, retornando à pista logo na sequência. A atividade seguiu para o final com Hamilton na frente, sendo seguido por Leclerc e Verstappen.