Card image
Competições
Hamilton lidera primeiro treino da F1 no México

4 Minutos de leitura

  • Publicado: 25/10/2019
  • Atualizado: 25/10/2019 às 13:37
  • Por: Leonardo Marson

Lewis Hamilton foi o piloto mais rápido do primeiro treino livre para o Grande Prêmio do México, 18ª etapa da temporada 2019 da Fórmula 1. Na sessão realizada no Autódromo Hermanos Rodríguez, na Cidade do México, na tarde desta sexta-feira (25), o piloto da Mercedes, que pode conquistar o sexto título mundial neste final de semana, aproveitou o terço final para marcar 1min17s327, usando pneus macios.

Lewis Hamilton
Hamilton comandou a primeira sessão do final de semana no México. (Foto: Mercedes)

A segunda posição ficou com Charles Leclerc, piloto da Ferrari que acabou a atividade 0s119 atrás do tempo de Hamilton. Max Verstappen marcou o terceiro tempo da sessão com a Red Bul, sendo seguido pelo companheiro de equipe Alexander Albon. O grupo dos cinco primeiros foi completado por Valtteri Bottas, companheiro de Hamilton na Mercedes e único piloto que ainda pode tirar o título do inglês.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

Sebastian Vettel ficou com a sexta colocação com a outra Ferrari, e foi seguido por Carlos Sainz, sétimo com o equipamento preparado pela McLaren. A oitava posição acabou nas mãos de Pierre Gasly, piloto que defende a Toro Rosso, enquanto Daniil Kvyat, seu companheiro de equipe, foi o nono. O grupo dos dez primeiros foi completado por Antonio Giovinazzi, da Alfa Romeo.

LEIA MAIS:
FIA desclassifica Renault do GP do Japão de F1
Confira a programação do GP do México de F1
GP do México terá transmissão ao vivo do Sportv. Globo exibe VT
Pirelli espera GP do México difícil e justifica escolha de pneus

O treinamento começou com a pista ainda úmida, e terminou com piso seco, e foi marcada pelo grande período com pouca ou nenhuma ação. A primeira volta rápida foi feita apenas após 22 minutos de treinamento, e ainda houve dez minutos sem carro na pista, entre os 40 e 50 minutos de sessão, e depois por mais 11 minutos, por conta de uma bandeira vermelha provocada por um acidente com Lance Stroll, da Racing Point.

As atividades do Grande Prêmio do México de Fórmula 1 terão sequência ainda nesta sexta-feira, a partir das 16h, quando acontece o segundo treino livre do final de semana. A 18ª etapa da temporada será disputada no domingo (27), a partir das 16h10, com transmissão dos canais Sportv, do portal GloboEsporte.com, e da Rádio Trânsito, de São Paulo (SP).

Confira como foi o primeiro treino livre

O primeiro treino livre no Autódromo Hermanos Rodríguez começou pontualmente ao meio-dia, com 16°C de temperatura ambiente, e 21°C na pista, que estava molhada. Os pilotos partiram à pista usando pneus intermediários para fazer as voltas de instalação, retornando aos boxes na sequência. Nicholas Latifi, canadense que anda no Williams de Robert Kubica neste primeiro treino, foi aos boxes para trocar a asa dianteira.

A sessão seguiu com pouca ação de pista, e apenas alguns pilotos anotando voltas de instalação, casos de Latifi e de Daniel Ricciardo, da Renault. Com 22 minutos de sessão, o canadense da Williams trocou os pneus intermediários e colocou os compostos macios, anotando 1min24s463, naquela que foi a primeira volta registrada no final de semana, marca facilmente batida por Valtteri Bottas, da Mercedes, na sequência, com 1min21s887.

Os tempos começaram a cair rapidamente. Carlos Sainz colocou a McLaren na frente, mas logo foi superado por Lewis Hamilton, que cravou 1min21s127 com a Mercedes. Sebastian Vettel bateu a marca do líder do campeonato com a Ferrari, mas viu Bottas melhorar o tempo, com 1min19s889. Depois, Hamilton voltou a pontear a sessão, mas por segundos, já que foi batido por Max Verstappen, que cravou 1min19s035 com a Red Bull.

Hamilton voltou a pontear o treinamento ao marcar 1min19s004, enquanto Vettel escapou da pista após travar os pneus. Charles Leclerc, que havia anotado o terceiro tempo em sua primeira saída à pista, colocou a Ferrari na ponta ao cravar 1min18s849. Na sequência, Verstappen e Antonio Giovinazzi, da Alfa Romeo, travaram os pneus a saíram da pista, sem causar danos nos carros nem a paralisação da atividade.

Com 50 minutos para o encerramento da sessão, todos os pilotos foram aos boxes, e a classificação apontava liderança de Leclerc, seguido por Hamilton, Verstappen, Bottas e Vettel, que completava o grupo dos cinco primeiros. O silêncio no Autódromo Hermanos Rodríguez foi quebrado pouco mais de dez minutos depois, quando Latifi foi à pista com a Williams, em atitude seguida por Romain Grosjean, da Haas.

Alexander Albon colocou a Red Bull na liderança da atividade, cravando 1min17s949. Na sequência, Lance Stroll acertou a barreira de pneus e ficou parado na pista por alguns instantes, saindo na sequência do local. Ainda assim, a direção de prova acionou a bandeira vermelha, paralisando pela primeira vez o treinamento no circuito localizado na Cidade do México.

A pista foi liberada com 21 minutos para o encerramento da sessão, e Kimi Räikkönen avançou para a sexta posição com a Alfa Romeo. Na sequência, Hamilton tomou a ponta do treinamento com 1min17s327. Vettel subiu para a quarta posição, enquanto Verstappen avançou para o segundo posto, 0s145 distante da marca obtida pelo inglês da Mercedes. Leclerc, depois, pulou para o segundo lugar usando pneus médios.

Vettel escapou da pista mais uma vez na atividade, quando usava pneus médios. Depois disso, os tempos não caíram mais. Melhor para Hamilton, que fechou o treinamento com o melhor tempo.