Card image
Competições
Hamilton comanda 1-2 da Mercedes no TL1 no Bahrein

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 27/11/2020
  • Atualizado: 27/11/2020 às 17:02
  • Por: Leonardo Marson

Lewis Hamilton foi o piloto mais rápido do primeiro treino livre para o Grande Prêmio do Bahrein, antepenúltima etapa da temporada 2020 da Fórmula 1. O piloto da Mercedes, já campeão deste ano, registrou 1min29s033 na mais rápida das suas voltas na atividade que abriu os trabalhos desta sexta-feira (27) no circuito de Sakhir.

Lewis Hamilton
Hamilton dominou o primeiro treino em Sakhir. (Foto: Mercedes)

A segunda posição ficou com Valtteri Bottas, que ficou 0s449 atrás de Hamilton com a outra Mercedes do grid. Sergio Pérez, com a Racing Point, apareceu na terceira posição, sendo seguido por Carlos Sainz, quarto com a McLaren. O grupo dos cinco primeiros da sessão foi completado por Pierre Gasly, da AlphaTauri.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

Max Verstappen fechou a sessão com o sexto melhor tempo com a Red Bull, enquanto seu companheiro de equipe, Alexander Albon, foi o sétimo. Esteban Ocon, com a Renault, acabou a atividade na oitava posição, ficando imediatamente à frente de Lance Stroll, com a Racing Point. Daniel Ricciardo fechou a lista dos dez primeiros com a Renault.

LEIA MAIS:

Veja a programação para o GP do Bahrein de F1 e onde ver na TV

A segunda sessão de treinos livres em Sakhir está marcada para meio-dia, pelo horário de Brasília. O Grande Prêmio do Bahrein de Fórmula 1 tem largada marcada para 11h10, e contará com transmissão da TV Globo, do GE.Globo e da rádio Band News FM.

Confira como foi o treino

O primeiro treino para o Grande Prêmio do Bahrein começou, pelo horário de Brasília, pontualmente às 8h. A temperatura ambiente apontava 26°C, enquanto o asfalto tinha 27°C. Os pilotos imediatamente partiram para voltas rápidas, já que os pilotos precisavam usar os pneus C3 desenvolvidos pela Pirelli para a próxima temporada.

Kevin Magnussen marcou a primeira volta rápida do final de semana, marcando 1min35s524 com o carro da Haas, enquanto Valtteri Bottas tomou a liderança ao cravar 1min31s736. Pouco depois, Lewis Hamilton tomou a primeira posição na folha de tempos ao cravar 1min31s014. Pouco depois, o inglês baixou a marca para a casa de 1min30s. Daniil Kvyat colocou a AlphaTauri na segunda posição.

Pierre Gasly avançou para a terceira colocação com 25 minutos de atividade, enquanto Robert Kubica, treinando no lugar de Kimi Räikkönen na Alfa Romeo, vinha na nona posição. Romain Grosjean subiu para segundo com a Haas, mas foi superado por Max Verstappen, que ficou menos de um décimo atrás de Hamilton.

Alexander Albon tomou a liderança da sessão ao marcar 1min30s426. Pouco depois, Bottas pulou para a primeira posição, mas acabou superado por Hamilton, que fez 1min30s133 usando os compostos que estão em teste para a próxima temporada. Grosjean e Charles Leclerc cometeram erros e escaparam da pista, causando bandeiras amarelas localizadas.

Após mais uma escapada de Grosjean, Verstappen avançou para terceiro, sendo seguido por Albon. Pouco depois, Sergio Pérez colocou a Racing Point na segunda colocação, 0s068 atrás do tempo de Hamilton. Com 40 minutos de sessão, apenas os carros de Mercedes e McLaren estavam na pista avaliando os carros.

Gasly tomou a liderança da sessão ao marcar 1min30s049 com a AlphaTauri, enquanto Daniil Kvyat teve a volta excluída por não respeitar o limite de pista na curva quatro. Pouco depois, Bottas tomou a liderança, mas acabou superado mais uma vez por Hamilton, que marcou 1min29s033. Sebastian Vettel, por sua vez, seguia na 15ª colocação com a Ferrari.

Verstappen rodou na última curva do circuito quando restavam 33 minutos para o final da atividade. Pouco depois, Kubica avançou para a oitava posição com a Alfa Romeo. Carlos Sainz, da McLaren, pulou para quarto. A sessão seguiu para os últimos 20 minutos com os tempos deixando de cair, já que os pilotos faziam as simulações de corrida.

Leclerc reclamou de um bloqueio de trajetória de Gasly. Pouco depois, o monegasco subiu para a décima posição. O treino chegou ao final com Hamilton na frente, seguido por Bottas e Pérez.