Card image
Formula 1
Globo exibe corrida do primeiro título de Ayrton Senna no domingo

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 27/04/2020
  • Atualizado: 27/04/2020 às 1:31
  • Por: Leonardo Marson

Em tempos de pandemia e sem a possibilidade de realização de eventos esportivos, as emissoras de TV têm exibido diversas reprises em suas programações como alternativa para os fãs. E, no próximo domingo (3), a TV Globo reprisará o Grande Prêmio do Japão de Fórmula 1 de 1988, prova que deu o título mundial daquele ano para Ayrton Senna. A confirmação da exibição foi feita por Galvão Bueno, narrador da emissora carioca que participou de uma live no Instagram com o filho, o pentacampeão brasileiro de Stock Car Cacá Bueno.

Ayrton Senna
Ayrton Senna conquistou seu primeiro título ao vencer em Suzuka. (Foto: Angelo Orsi)

A emissora carioca tem exibido desde o domingo de páscoa partidas antigas da Seleção Brasileira de Futebol, mostrando a partida final da Copa do Mundo de 2002, contra a Alemanha, e a decisão da Copa das Confederações de 2013, em que o time verde e amarelo bateu a Argentina. Em sinal aberto, porém, será a primeira vez que a Globo mostrará uma reprise de uma corrida de Fórmula 1 no período de quarentena provocado pelo coronavírus.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

De acordo com o narrador, a exibição da corrida disputada no circuito de Suzuka será feita no programa “Esporte Espetacular”, revista eletrônica da TV Globo exibida sempre nas manhãs de domingo. Assim como tem acontecido com a reprise de jogos históricos de futebol, a emissora da família Marinho mostrará o GP do Japão com a narração original da época, com narração de Galvão Bueno e comentários de Reginaldo Leme.

LEIA MAIS:

Coluna da Isabel Reis: Ayrton Senna, 26 anos depois

Senna e Prost chegaram ao Japão na disputa pelo título. O brasileiro dominou os treinos livres e conquistou a pole position sendo o mais veloz das duas classificações, mas deixou o carro morrer na largada, despencando para 14º, cedendo a ponta para o francês, companheiro de McLaren. Senna se recuperou, tomou a ponta no giro 27, e seguiu para a vitória e o título. O campeonato daquele ano tinha o descarte de cinco dos 16 resultados de cada piloto, fator que rendeu o título antecipado à Senna.

A corrida ainda contou com outros dois brasileiros além de Senna: Maurício Gugelmin terminou em décimo, enquanto Nelson Piquet abandonou a disputa ainda na quinta volta.