Card image
Formula 1
F1 anuncia que não substituirá GP da Rússia, e terá 22 corridas em 2022

1 Minuto de leitura

  • Publicado: 18/05/2022
  • Atualizado: 18/05/2022 às 16:21
  • Por: Leonardo Marson

A Fórmula 1 anunciou na manhã desta quarta-feira (18) que a temporada deste ano contará com 22 corridas, e não mais 23, como previsto inicialmente pela categoria. A decisão se dá após a categoria optar por não substituir o Grande Prêmio da Rússia, que foi cancelado no último dia 25 de fevereiro.

GP da Rússia
Último GP da F1 na Rússia foi em 2021, com vitória de Lewis Hamilton. (Foto: LAT)

A etapa russa, que seria disputada em Sochi, deixou o calendário após o governo de Vladimir Putin lançar ofensiva contra a Ucrânia, em uma guerra que dura até hoje. Inicialmente, a categoria trabalhou com a possibilidade de substituição da corrida, o que não irá mais acontecer.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram! e no Twitter
Acompanhe tudo o que rola no esporte a motor com o Boletim Racing

Sem encontrar um substituto para o GP da Rússia, pelo terceiro ano seguido a Fórmula 1 não conseguirá fazer todos os GPs previstos para uma temporada. Em 2020 e 2021, a pandemia fez com que provas fossem canceladas e alguns autódromos, como Red Bull Ring e Silverstone, sediassem duas corridas. Este ano, a guerra na Ucrânia tirou a Rússia do calendário.

LEIA MAIS:

Baku quer receber corrida sprint da Fórmula 1 a partir de 2023

O conflito armado não mexeu apenas com a F1, que também viu Nikita Mazepin perder sua vaga de titular após a Haas romper com a UralKali, empresa do pai do piloto. Outros campeonatos passaram a impedir a participação de russos, ou exigir que competidores deste país não usem a bandeira russa. Além disso, eventos como o Mundial de Vôlei não serão mais realizados no país.

A F1 terá sequência neste final de semana com o Grande Prêmio da Espanha, marcado para o Circuito de Barcelona.

Comentários