Card image
Formula 1
F1 adia o GP da China por conta de surto de coronavírus

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 12/02/2020
  • Atualizado: 12/02/2020 às 12:12
  • Por: Leonardo Marson

A Fórmula 1 anunciou na manhã desta quarta-feira (12) o adiamanto do Grande Prêmio da China, prova inicialmente marcada para o dia 19 de abril, no Circuito Internacional de Xangai. A ação, revelada através de um comunicado pela mais importante categoria do automobilismo mundial, acontece por conta do surto de coronavírus pelo qual o país asiático passa nas últimas semanas.

GP da China
Prova foi adiada por conta do surto de coronavirus. (Foto: Ferrari)

O Grande Prêmio da China passou a correr risco de ser adiado tão logo surgiram os primeiros casos de morte por coronavírus, e ganharam força após a Fórmula E adiar sua etapa no país, o ePrix de Sanya, e o governo de Xangai cancelar todos os eventos esportivos naquela região até o final de abril.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

Com o adiamento, o GP da China passa a ser a primeira prova que tem a data alterada – ou que pode não acontecer – desde o Grande Prêmio do Bahrein de 2011. Naquela ocasião, o país do Oriente Médio passava por dificuldades políticas que ocorreram durante a Primavera Árabe, que tirou do poder presidentes de algumas nações daquela região.

LEIA MAIS:
Red Bull apresenta o RB16 para a temporada da F1
Ferrari mostra o SF1000 em evento na Itália
Mercedes mostra primeiras imagens do novo W11
Haas se adianta e mostra imagens do VF-20

Por conta do adiamento, a Fórmula 1 terá, inicialmente, um espaço de um mês entre o Grande Prêmio do Vietnã, marcado para o dia 5 de abril, e o Grande Prêmio da Holanda, que será disputado em 3 de maio.

Veja a nota da Fórmula 1 sobre o adiamento do GP da China:

“Em vista da disseminação contínua do coronavírus e após discussões em andamento com a Federação de Esportes Automobilísticos da República Popular da China (CAMF) e a Administração de Esportes de Xangai, o promotor do GP da China, o Juss Sports Group, solicitou oficialmente que o GP da China de Fórmula 1 em 2020 seja adiado”, diz o comunicado.

“A FIA, juntamente com a Fórmula 1, decidiram em conjunto aceitar este pedido oficial do promotor e adiar o GP da China de Fórmula 1 da FIA em 2020, originalmente agendado para 19 de abril.”

“Como resultado de preocupações contínuas com a saúde e com a Organização Mundial da Saúde declarando o coronavírus como uma emergência global de saúde, a FIA e a Fórmula 1 adotaram essas medidas para garantir a saúde e a segurança da equipe de viagem, participantes do campeonato e fãs, que continuam a ser a principal preocupação.”

“A FIA e a Fórmula 1 continuam trabalhando em estreita colaboração com as equipes, o promotor de corrida, a CAMF e as autoridades locais para monitorar a situação à medida que ela se desenvolve. Todas as partes levarão o tempo necessário para estudar a viabilidade de possíveis datas alternativas para o GP no final do ano, caso a situação melhore.”

“O GP da China tem sido uma parte importante do calendário da F1 com muitos fãs apaixonados. A comunidade da FIA F1 espera competir na China o mais rápido possível e deseja a todos do país o melhor durante esse período difícil.”