Card image
Formula 1
F1 adia GPs do Bahrein e do Vietnã após cancelar corrida na Austrália

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 13/03/2020
  • Atualizado: 13/03/2020 às 10:42
  • Por: Leonardo Marson

A Fórmula 1 anunciou na manhã desta sexta-feira (13) o adiamento dos GPs do Bahrein e do Vietnã, provas que seriam a segunda e terceira etapas do Mundial deste ano, respectivamente, por conta da pandemia de coronavírus que atinge o mundo todo. A decisão sai apenas 13 horas depois de a categoria cancelar a realização do Grande Prêmio da Austrália momentos antes do início dos treinos livres.

Fórmula 1
Fórmula 1 deve correr apenas no final de maio. (Foto: Red Bull Content Pool)

A prova barenita, marcada para o próximo final de semana em Sakhir, estava ameaçada por questões logísticas e ocorreria inicialmente com portões fechados, algo sem precedentes na história da mais importante categoria do automobilismo mundial. Já a corrida no Vietnã, que aconteceria em um circuito montado nas ruas de Hanói no dia 5 de abril, entrou em risco por conta do grande número de pessoas infectadas pelo Covid-19 no país.

Você conhece o canal da RACING no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga a RACING também no Instagram!

De acordo com comunicado emitido pela Fórmula 1, a categoria e as autoridades dos dois países monitoram a situação da pandemia de coronavírus para, em um momento apropriado, anunciar as novas datas das corridas. A previsão da categoria é a de iniciar o campeonato no final de maio, período em que o Grande Prêmio de Mônaco está agendado. Contudo, Helmut Marko, consultor da Red Bull, disse em Melbourne considerar o início da temporada em junho, no Azerbaijão.

LEIA MAIS:
F1 cancela GP da Austrália por conta da pandemia de coronavírus

“A situação global do Covid-19 é fluida e muito difícil de prever, e é correto dedicar tempo para avaliar a situação e tomar a decisão certa. Estamos tomando estas decisões com a FIA e com nossos promotores para garantir a segurança de todos os envolvidos na F1 e nossos fãs”, disse Chase Carey, CEO do Liberty Media, grupo que promove o campeonato.

“O GP do Bahrein é uma corrida emocionante em nosso calendário, e estamos ansiosos para estar lá o mais rápido possível. Também estamos ansiosos para a corrida inaugural no Vietnã, e levar o espetáculo da Fórmula 2 para um dos lugares mais incríveis do planeta”, completou o dirigente máximo da Fórmula 1.

“Proteger pessoas primeiro. Juntos com a F1, a Federação de Automobilismo do Bahrein, a Associação Vietnamita de Esporte a Motor, e os promotores locais, adiar os GPs do Bahrein e do Vietnã, assim como o GP da Austrália, foi a única decisão possível com todas as informações que tivemos”, disse Jean Todt, presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA).

“Continuaremos a confiar nos conselhos da Organização Mundial da Saúde (OMS) e nos governos, e trabalharemos com eles durante esse período imprevisível para proteger fãs, concorrentes e toda a comunidade do esporte a motor”, completou o dirigente da FIA.